Pesquisar
Close this search box.
/
/
Varejo se prepara para Internet das Coisas

Varejo se prepara para Internet das Coisas

Soluções prometem agilizar processos e promover experiências personalizadas para consumidores

Dentro do universo amplo da Internet das Coisas, nova tendência de Tecnologia da Informação, não faltam oportunidades de soluções para o varejo. O conceito é objeto de estudo, pesquisa e desenvolvimento de muitos profissionais e empresas, que viram na ideia um mercado com grande potencial de exploração. A Internet das Coisas (IoT, da sigla em inglês para Internet of Things), é a possibilidade de criar comunicação entre objetos por rádio frequência (RFID), podendo estar conectados à internet, como explica o diretor da Zebra Technologies Brasil, Pedro Goyn. “IoT significa conectar todo os componentes de uma solução sem contato humano”.

No Brasil, a expectativa é que US$ 2 bilhões girem em torno da IoT somente neste ano, conforme cálculos da consultoria IDC. Entre as soluções desse mercado estão, por exemplo, os eletrodomésticos chamados inteligentes, que têm acesso à internet e aplicativos personalizados.

No varejo, a tecnologia aparece como ferramenta para otimizar processos e, também, oferecer experiências diferenciadas para os clientes, como cita Goyn.”A Internet das Coisas no varejo traz agilidade, automação, redução de custo e melhoria de processos”.

Na parte operacional, a Zebra Technologies oferece, por exemplo, soluções para impressoras, como o Link-OS, plataforma que facilita a integração e gestão das máquinas à distância. Na mesma linha, a empresa desenvolve impressoras móveis, que permitem a impressão de etiquetas dos produtos na própria gôndola, além de manter o contato com o backoffice. E, ainda, uma linha de soluções para imprimir e codificar etiquetas RFID, utilizadas no varejo para controlar produtos de valor agregado maior, como explica o sales engineer manager da Zebra, Tharis Nishida. “Se comparar com o código barras convencional, a RFID traz maior agilidade para o estoque e inventário, além de permitir o rastreamento”.

Soluções de experiência

A Internet das Coisas também entra no varejo físico como oportunidade de concorrer com as experiências e personalizações de serviços oferecidas no comércio eletrônico. A Cisco tem trabalho nesse sentido, como explica o gerente de vendas, Eduardo Frade. “A Cisco tem ajudado a trazer elementos do comércio eletrônico para a loja física para que ela tenha essa interação com o cliente e que o estabelecimento possa se aproximar um pouco do relacionamento que o consumidor tem quando compra online”, indica.

O cliente pode, por exemplo, ao entrar em uma loja, receber automaticamente no smartphone conectado ao wi-fi local uma mensagem personalizada de boas vindas do próprio estabelecimento. A loja tem espaço para criar um atendimento diferenciado, enviando dicas, promoções e demais informações que possam ajudar o cliente na escolha dos produtos.

A Internet das Coisas no varejo ainda oferece outras soluções, como monitorar o tempo de permanência do cliente na loja, as gôndolas visitadas, quantas vezes ele retorna, dentre outros, indica Frade. ?Você passa a ter recursos de compra online dentro da loja física. Ter elementos de tecnologia que ajudam a entender como fazer a disposição dos produtos na loja. Tem, por exemplo, o advento das câmeras de reconhecimento facial. O cliente entra na loja, olha na gôndola virtual que seria adaptada com TV e câmera para reconhecer se é homem ou mulher e, eventualmente, o display é trocado, sugerindo produtos baseados no gênero da pessoa?, exemplifica.

Outra solução da empresa é o suporte remoto de especialistas aos compradores, por meio de um dispositivo de telepresença. O equipamento ajuda o cliente em qualquer local da loja, sem que um funcionário precise se deslocar, atendendo à necessidade do consumidor no momento exato. A tecnologia, além de agilizar o atendimento, promove uma experiência atraente ao comprador.

A Internet das Coisas facilita ainda a prova, por exemplo, de roupas. A Cisco criou um espelho virtual onde o consumidor experimenta os itens sem precisar tirar e colocar as peças no corpo, utilizando apenas recursos eletrônicos. A interatividade criada torna a compra mais divertida e prática.

Internet das Coisas no Brasil

No Brasil, o potencial desse tipo de tecnologia chamou a atenção dos varejistas que, de acordo com Eduardo Frade, estão se preparando para usufruir das soluções. ?Os varejistas estão entendendo que a Internet das Coisas é um valor. Por enquanto, o empresário está buscando ter alguns fatos concretos para se convencer do investimento que precisa ser feito. Ele estuda quais são os ganhos que terá no curto e médio prazos, tentando buscar um modelo financeiro que justifique a aplicação?, indica o gerente de vendas da Cisco.

De acordo com ele, é difícil estipular em números o real retorno dessa tecnologia no negócio e, por isso, a presença das soluções ainda não está evidente no mercado brasileiro. Ainda assim, Frade ressalta que os varejistas estão se preparando, a começar pela infraestrutura técnica necessária de rede wireless para, posteriormente, aplicar as soluções no negócio.

?O varejo está muito atento a isso e sabe que é um caminho sem volta. Essa visão de integração do negócio é fundamental em um momento em que o e-commerce no Brasil tem crescido na casa dos 30%?, analisa.

Fonte: FecomércioSP

Leia mais:

Omnichannel: dá para ser bom em todo lugar?

Design pode ser o diferencial para seu negócio

Retrospectiva – 5 anos que mudaram o varejo

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]