Pesquisar
Close this search box.
/
/
Os efeitos nocivos da ?Pejotização?

Os efeitos nocivos da ?Pejotização?

Especialista revela quem são os grandes alvos dos gestores para se tornarem "PJ" 

O grande índice de informalidade nas relações do trabalho tem uma grande vilã: a alta carga tributária que incide na contratação do trabalhador no Brasil. O empresário não deixa de contratar e registrar um empregado pelos benefícios que ele deve pagar ao funcionário. O que é realmente caro são os impostos que incidem nesta relação como, por exemplo, PIS, Cofins e a contribuição previdenciária. O principal entrave da formalização do trabalhador é o dinheiro que vai para o Governo Federal e não aquele que se reverte em beneficio ao trabalhador.

Leia também:
7 características das cidades mais empreendedoras do País

E por conta da influência dos impostos na formalidade do empregado, muitas empresas optaram, ao longo do tempo, a se render a um fenômeno nocivo as relações trabalhistas chamado ?Pejotização?. Ou seja, a contratação de pessoas físicas, de modo subordinado, não eventual e oneroso, realizada por meio de pessoa jurídica que é constituída especialmente para disfarçar eventuais relações de emprego e burlar direitos trabalhistas. Essa prática é utilizada exatamente como opção aos empregadores que buscam a diminuição dos custos e encargos trabalhistas.

E os principias alvos da ?Pejotização? são os funcionários do alto escalão das empresas como diretores, CEOs, presidentes, vice-presidentes, consultores, entre outros. E grandes setores da economia – comunicação, tecnologia, telecomunicação, etc. ? possuem diversos funcionários ?PJs?.

Leia também:
Empreendedora lança aplicativo da gratidão

E esses gestores, que são as grandes cabeças pensantes e valorizadas nas empresas, também estão sentindo o reflexo da crise econômica e política no Brasil. Muitos estão sendo desligados e provocando uma nova onda de ações trabalhistas contra as grandes empresas.

Em muitos casos, executivos são dispensados sem nenhum direito ou acordo. E isso acontece como efeito nocivo da “Pejotização”, que não garante a esses trabalhadores os direitos trabalhistas previstos na rescisão contratual: férias, horas extras, décimo-terceiro proporcional, aviso-prévio, FGTS e multa de 40% sobre o FGTS.

E o desligamento do alto escalão de funcionários, principalmente em multinacionais, deve ser tratado com muito cuidado e perícia, pois uma saída cordial do empregado “pejotizado” pode render uma economia para a empresa no futuro. É muito importante realizar um trabalho preventivo e propor, neste momento difícil da relação trabalhista, um possível acordo financeiro, de benefícios e de apoio na recolocação no mercado de trabalho.

Essa prevenção tem uma razão: mais de 70% das ações envolvendo a relação trabalhista entre executivos e empresas é provocada, principalmente, por mágoa no momento do desligamento. Existem diversos casos, em que o diretor ou presidente da empresa, após a dispensa, é acompanhando por seguranças para pegar seus objetos pessoais, sem poder ter acesso ao seu computador e nem se despedir de sua equipe. E essa prática configura um grande dano moral e, certamente, acaba desaguando em nossos tribunais.

E a Justiça do Trabalho vive uma nova era e que alguns mitos como ?quem processa a empresa dificilmente encontra nova colocação no mercado? e ?o empregado sempre tem a razão e ganha o processo? já ficaram para trás. Basta que o funcionário, o executivo tenha as provas do vínculo empregatício para conseguir comprova que não era na verdade uma Pessoa Jurídica, ou seja, que a empresa não o contratou formalmente apenas para reduzir seus custos. E que o Judiciário reconhece como fraude e as empresas são condenadas a pagar todas as verbas trabalhistas.

O Direito do Trabalho, em conjunto com os princípios constitucionais da dignidade da pessoa humana, do valor social do trabalho e do pleno emprego, que corroboram a justiça social, deve proteger toda a sociedade. E, assim, a Justiça está procurando combater e punir a “Pejotização”.

Leia também:
22 cursos gratuitos para empreendedores

Logicamente, também é esperado que nossos legisladores e governantes criem um ambiente legal mais favorável aos empresários e diminua a alta carga tributária na formalização dos trabalhadores. Precisamos avançar legal e culturalmente e seguir um novo caminho em nossas relações trabalhistas.

*Ricardo Pereira de Freitas Guimarães é doutor e mestre em Direito do Trabalho pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), professor de Direito e Processo do Trabalho da pós-graduação da PUC-SP e sócio fundador do escritório Freitas Guimarães Advogados Associados.

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]