Pesquisar
Close this search box.
/
/
Walmart transforma megastore em laboratório de inteligência artificial

Walmart transforma megastore em laboratório de inteligência artificial

O Walmart está desenvolvendo soluções internamente para otimizar suas lojas e equiparar os preços do físico com o on-line

O Walmart transformou uma loja de 15 mil metros quadrados em Long Island em um laboratório de inteligência artificial, o Intelligent Retail Lab. Na última semana, a rede reinaugurou sua loja, que agora está digitalizada para reduzir custos de controle do estoque e tornar a experiência de compra mais agradável. A loja é uma das mais movimentadas do Walmart e tem mais de 30 mil SKUs.

A unidade passa a contar com milhares de câmeras no teto que se comunicam com sensores nas prateleiras, como feito na Amazon Go. A diferença é que o Walmart não espera – pelo menos por enquanto, tirar os funcionários da loja.

Telas interativas são divertidas e tem como função aproximar o consumidor da inteligência artificial para diminuir as restrições das pessoas a essa tecnologia, vista, em alguns casos, como invasiva

“Nós gostamos de imaginar essa loja como uma fábrica de inteligência artificial, um lugar onde estamos construindo esses produtos e experiências e onde estamos testando e aprendendo”, disse à Associated Press Mike Hanrahan, CEO da Intelligent Lab Retail e co-fundador da Jet.com, startup comprada pelo Walmart há três anos.

Os funcionários não precisarão mais procurar, corredor por corredor, as gôndolas que carecem de abastecimento ou troca de produtos. As imagens e as informações dos sensores são levadas aos trabalhadores para que abasteçam os setores que estão desfalcados de mercadorias ou substituam itens que estejam extraviados. Segundo a Associated Press, a tecnologia é capaz de identificar pela cor as bananas que estão passadas e informar o funcionário para que ele a tire da gôndola, por exemplo.

O foco da tecnologia, no primeiro momento, será aprender e não realizar mudanças, já que os robôs precisam aprender a dinâmica dos eventos para apresentarem soluções. Isso depende de escala e tempo.

O papel da inteligência artificial na loja

1. Detectar o produto na prateleira

2. Reconhecer o produto específico (ou seja, decifrar as diferenças entre 1 quilo de carne moída e 2 quilos de carne moída)

3. Comparar  as quantidades na prateleira com a demanda de vendas futura

Centro de boas-vindas IRL GIF
Hanrahan: “Escolhemos não esconder a tecnologia”. Câmeras e sensores precisam ser amigáveis


Sam’s Club

O laboratório de varejo do Walmart em Long Island não é a primeira loja da rede a se transformada num hub de desenvolvimento de novas tecnologias. A primeira grande loja a passar por isso foi da rede Sam’s Club, que pertence ao Walmart. O laboratório testa recursos em torno do aplicativo Scan & Go da varejista. A ideia é desenvolver e aprimorar maneiras que permitam aos clientes digitalizarem itens enquanto compram via smartphones e abolir a frente de caixa.

Influência do on-line

O Walmart, conhecido nos Estados Unidos pelo seu preço acessível, perdeu um pouco da velha fama depois que o on-line entrou no jogo. A maior varejista do mundo precisa, agora, reduzir custos para poder fazer frente aos preços do on-line. Para isso, pretende dar escala a essas soluções de controle de estoque via inteligência artificial. A ideia é levar a solução para outras lojas nos próximos seis meses.

A rede está trabalhando também na integração das informações captadas on-line sobre a jornada de compra com as soluções do laboratório de varejo. “A tecnologia nos permite entender muito mais – em tempo real – sobre nossos negócios. Quando você combina todas as informações que estamos reunindo junto com os mais de 50 anos de experiência do Walmart na gestão de lojas, você pode criar experiências realmente poderosas que melhoram a vida de nossos clientes e associados ”, afirmou Hanrahan.

IRL dentro do data center
O IRL (Intelligent Retail Lab) tem cabos suficientes para escalar o Everest cinco vezes e capacidade para processar 3 anos de música (27 mil horas) em apenas 1 segundo

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]