Pesquisar
Close this search box.
/
/
Vendas de bens duráveis recuam 16% em 2015

Vendas de bens duráveis recuam 16% em 2015

Pesquisa da GfK mostra quais setores mais sofreram com quedas no ano passado

No último trimestre de 2015, o mercado brasileiro de bens duráveis desacelerou consideravelmente em relação ao mesmo período do ano anterior. De acordo com um levantamento feito pela GfK, que conta com dados de 390 mil lojas em 30 países, o volume de vendas nacional totalizou R$ 25,87 bilhões no período, revelando uma queda de 18,9% em comparação ao quarto trimestre de 2014.

Leia também:
Varejo e serviços influenciam queda no PIB 

O relatório mostra que todos os segmentos observados no TEMAX® Brasil apresentaram retração durante o quarto trimestre de 2015 na comparação com o mesmo período de 2014. As categorias de Eletroportáteis e Impressoras e Periféricos apresentam as menores retrações, 2,5% e 5,6%, respectivamente. Se comparado com o mesmo período do ano anterior, o mercado de eletroportáteis demonstrou retração de 7,2% em volume de vendas e 3% em faturamento no último trimestre de 2015. Em relação ao preço, houve aumento de 6,5% no preço médio.

A pesquisa afirma que o recuo no mercado foi influenciado principalmente por algumas categorias como ventiladores, fritadeiras elétricas e também por cafeteiras expressas que seguem direção oposta ao mercado. Porém, categorias como os preparadores de alimento, ferros, sanduicheiras e aspiradores de pó, seguem as tendências de retração de mercado.

Smartphone com forte queda em relação ao último trimestre de 2014 
O faturamento da categoria de Telecom retraiu 15% em comparação com o último trimestre de 2014, entretanto ainda apresentou crescimento de 20% em relação ao terceiro trimestre de 2015. Smartphones continuam sendo o principal produto desta categoria, e também apresentaram resultado negativo com retração de 13% em relação ao ano passado com crescimento de 21% comparado com o trimestre anterior. As vendas de Black Friday foram importantes para este trimestre, entretanto o Natal foi inferior ao de 2013 e 2014. Foram diversos os motivos para essa retração, como o aumento dos impostos para esta categoria e também o impacto da desvalorização do Real impactando o preço ao consumidor final.

Faturamento de Câmeras fotográficas recua 71% no último trimestre de 2015
No quarto trimestre de 2015, o mercado brasileiro de câmeras digitais apresentou queda de 71% em faturamento quando comparado ao mesmo período de 2014. Lentes intercambiáveis é o segmento de menor retração e ganha importância, alcançando 35% do valor de vendas da categoria, contra 24% do ano anterior. Eletroportáteis veem leve retração No último trimestre de 2015 comparado com o mesmo período do ano anterior, o mercado de eletroportáteis demonstrou retração de 7,2% em volume de vendas e 3% em faturamento. Em relação ao preço, houve aumento de 6,5% no preço médio. Essa pequena queda no mercado foi influenciada principalmente por algumas categorias como ventiladores, fritadeiras elétricas e também por cafeteiras expressas que seguem direção oposta ao mercado. Porém, categorias como os preparadores de alimento, ferros, sanduicheiras e aspiradores de pó, seguem as tendências de retração de mercado.

Leia também:
Demanda do consumidor por crédito sobe 6,7% 

Material de escritório e periféricos: queda no quarto trimestre
No quarto trimestre de 2015, o mercado brasileiro de material de escritório apresentou retração em faturamento de 6% comparado com o mesmo período do ano anterior. O segmento Jato de Tinta para as Multifuncionais ganha espaço na cesta e representa aproximadamente metade do faturamento do mercado, enquanto em Impressoras o segmento permanece estável. Já o segmento de impressão a Laser tem contribuição negativa tanto para Impressoras como Multifuncionais. Acessórios de computadores, como Mouses, Teclados e Câmera, Passadores de Slides, etc, também apresentam estabilidade, em relação ao mesmo período do ano passado. Importante ressaltar que o mercado de Tecnologia da Informação também apresenta tendências negativas no mesmo período de análise.

Redução nas principais categorias de Linha Marrom
O último trimestre do ano apresentou queda de 23% no faturamento comparado com o mesmo período de 2014 nos segmentos de linha marrom. As categorias que mais influenciaram na queda foram TVs de tela fina e a linha de Áudio. Entretanto, as Caixas Portáteis Bluetooth apresentaram crescimento em relação ao último trimestre de 2014. Esse segmento foi impulsionado pela redução do preço médio devido à mudança de mix dos produtos com a introdução de itens de entrada e o aumento no número de marcas presentes nesse mercado.

Linha branca: quarto trimestre apresenta corte de 20%
O faturamento da Linha Branca apresentou queda de 20% no quarto trimestre do ano, quando comparado com o mesmo período do ano passado. Retração em todas as categorias, mas, Refrigeradores (-25%) e Fornos e Fogões (-21%), as mais representativas do segmento, foram as principais responsáveis pelo resultado negativo.

Tecnologia da Informação fechou 2015 com queda de faturamento
No quarto trimestre de 2015, as movimentações em tecnologia da informação mantiveram as tendências apresentadas ao longo do ano e fecham o ano com retração no faturamento. A categoria de Computadores Portáteis é a mais importante, e portanto a responsável pela contribuição negativa do mercado de Tecnologia da Informação. Computadores de Mesa e Monitores apresentam a mesma tendência acompanhada ao longo de 2015, e fecham o ano com tendência negativas em faturamento frente ao mesmo período do ano anterior cerca de dois menores cada segmento.

Leia também:
Veja quem ditará as regras do consumo 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]