Pesquisar
Close this search box.
/
/
Varejo tende a modelo de negócios mais leve e mais digital

Varejo tende a modelo de negócios mais leve e mais digital

Estudo sobre tendências da KPMG prevê estabilidade nas fusões e aquisições para 2021

O segmento brasileiro tende a modelos de negócios mais leves e mais digitais. É o que diz o levantamento feito pela KPMG sobre tendências em fusões e aquisições realizadas pelo setor de consumo e varejo. De acordo com o “Consumer & Retail M&A Outlook 2021: Revival Beyond the Precipice“, que avaliou os mercados de 14 países, o modelo conhecido como asset-light ajuda a aumentar a liquidez de forma a crescer e expandir as capacidades em e-commerce e soluções digitais, fintech e logística.

“Pela rápida resposta e recuperação do mercado após o anúncio recente da vacina da Covid-19, é esperado um volume estável de transações no setor este ano. Diante desse novo cenário, os varejistas devem buscar a implementação um modelo de negócio mais leve em termos de ativos e mais focado em eficácia e digitalização, para melhorar a liquidez e ampliar o comércio digital e a logística“, analisa o sócio-líder de consultoria em negócios para o setor de consumo e varejo da KPMG no Brasil, Alan Riddell.

Já é possível ver o modelo de asset-light nas ruas. Um exemplo dessa tendência está nas lojas studio, inauguradas por varejistas como Tok&Stok, Renner, Telhanorte e Leroy Merlin, que trazem um ambiente otimizado e omnicanal que facilitam a expansão.

De acordo com o estudo, as baixas taxas de juros vistas até outubro do ano passado devem ajudar as empresas a se desenvolverem.

Estabilidade nas fusões e aquisições

Enquanto o varejo remodela seus espaços físicos e os adequa à phygitalidade, com perspectivas de expansão dos negócios, atividades de negociação no campo das fusões e aquisições devem ficar mais estáveis ao longo do ano 2021.

De acordo com o estudo, por causa das altas taxas de câmbio e da rápida recuperação pela qual o país passa, fundos de investimento em empresas amadurecidas tendem a reduzir seus investimentos. De acordo com a consultoria, esse movimento fica mais claro nos mercados de capitais, a exemplos recentes da Warburg Pincus — que zerou sua participação na Petz — e da Advent, que vendeu as lojas Quero-Quero.

A estabilidade na quantidade de fusões e aquisições vem depois de um 2020 com alta de 30% em negociações no setor de consumo e varejo. No total, foram 104 transações feitas no ano passado, ainda que os US$ 3 bilhões movimentados signifiquem uma queda de 40% em relação ao ano anterior.

2020 também foi um ano de efervescência no mercado de capitais, lembra a KPMG, dado o aumento na quantidade de IPOs (sigla em inglês para oferta pública inicial). O movimento foi um sinal de que os varejistas aproveitaram o momento para fazer fortes capitalizações, de forma a reforçar posições de liquidez e se preparar para financiar crescimento.

“O ano passado registrou várias tendências no setor de varejo, como a aceleração da migração da compra tradicional para o formato online, que registrou aumento considerável com os varejistas observando um crescimento equivalente aos últimos cinco anos em apenas três meses”, observa Riddell. “Hoje, os empresários que estão liderando o setor estão bem posicionados com diversificação de canais e produtos, seguindo com pesados investimentos em transformação digital e com uma estrutura de capital bastante robusta, que permite fôlego para aguentar bem a cauda longa da pandemia com uma posição de liquidez forte.”

O varejo por dentro

Ainda que o comércio e as empresas do varejo tendam a uma estabilidade no ritmo de fusões e aquisições em 2021, as empresas de tecnologia que trazem soluções ao varejo tendem a motivar negociações de compra e aquisição. Uma vez que omnicanalidade e logística são peças-chave no consumo phygital, a expectativa é que aconteçam mais transações no segmento de retail techs — o que pode incluir aquisições entre varejistas e startups, como ocorreu com a recente compra da Casas Magalhães pelo Boticário.

De acordo com um relatório do Distrito, divulgado em abril, a previsão para 2021 é de grande volume e número de investimentos das retail techs. Só entre janeiro e começo de abril deste ano, foram firmados 19 acordos, cujo total chega a US$ 682,4 milhões. Segundo o Distrito, a soma beira os 53 acordos feitos em 2020, que totalizaram US$ 712 milhões.

 


+Notícias

Varejo precisa detectar as categorias prioritárias ao consumo consciente

Via, Magalu, Americanas e Drogasil entre as maiores do varejo no mundo

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]