Pesquisar
Close this search box.
/
/
IA aponta novo caminho para o turismo

IA aponta novo caminho para o turismo

O setor de turismo deverá se beneficiar do potencial da IA para impulsionar o CX nos próximos anos – sem esquecer do contato humano, é claro

Viajar é sempre uma grande experiência. Desde o planejamento, até o momento em que a viagem acontece, tudo tem um impacto tremendo em nossas vidas. Depois de uma viagem não somos mais os mesmos. Como diria Mario Quintana, “viajar é mudar a roupa da alma”.  

Além desse fôlego retomado no país, o turismo tem buscado evoluir globalmente. O Customer Experience (CX), em especial, tem sido auxiliado pela chegada de novas tecnologias como a inteligência artificial (IA). Hoje, a IA auxilia, sobretudo, no aprendizado das preferências dos consumidores ao processar grandes volumes de avaliações de viajantes e gerar melhorias em ofertas e serviços em sites de reservas, aeroportos e hotéis.

Airbnb investe em IA própria

Na linha dessa evolução, o Airbnb, com mais de sete milhões de acomodações anunciadas no mundo inteiro, encontrou na IA uma ferramenta para ajudar seus anfitriões a ofertarem melhor suas locações e deixar a plataforma ainda mais confiável para quem deseja locar um imóvel de temporada.

Uma das facilidades trazidas pela IA é o tour por fotos, que ajuda a quem aluga o imóvel a classificar suas imagens. A inteligência artificial do Airbnb foi desenvolvida sob medida para a companhia e treinada com mais de 100 milhões de imagens. Elas são organizadas por cômodo e auxiliam os hóspedes a entenderem melhor o layout de cada acomodação. Já os anfitriões podem editar o tour por fotos quando quiserem e adicionar comodidades a cada cômodo.

A IA tem sido um dos focos do Airbnb para os próximos anos. Recentemente ela anunciou a aquisição da GamePlanner.AI, com foco em IAs generativas e processamento de linguagem natural. Em comunicado oficial, sem muito detalhes, a companhia disse que a startup ajudará o Airbnb a “acelerar projetos selecionados de IA”.

IA para melhorar o CX

O potencial da inteligência artificial para o setor do turismo é enorme. Segundo uma pesquisa feita este ano pela Trends Global Survey, 80% dos pesquisados querem planejar e marcar tudo da sua viagem exclusivamente de forma online. Uma das chaves da IA para auxiliar essa tendência é a personalização – um dos grandes capítulos em CX.

O aplicativo Google Trips, é um bom exemplo. Com ajuda da IA generativa do Google, o Bard, é possível criar um itinerário personalizado a partir das reservas de viagem dos usuários do buscador. o Trips também sugere atividades locais e restaurantes, além de guias e mapas off-line. O Hopper é outro app que usa a IA para recomendar voos em datas com preços melhores e com base nas preferências do usuário. Os exemplos são muitos e quase todas as plataformas digitais desse mercado já estão utilizando a IA.

Atrelado a isso, o atendimento ao cliente tem sido muito impactado. Cada vez mais, o uso de IA em chatbots para atendimento – e para plataformas de CRM -, também estão auxiliando as empresas de turismo na construção das melhores experiências. A Kayak utiliza o “Kayak Voice Assistant” há bastante tempo para os usuários pesquisarem e fazerem reservas utilizando comandos de voz. Este ano adotou o ChatGPT para impulsionar os recursos da ferramenta. Basta fazer uma pergunta para que o assistente indique a melhor oferta com base nos critérios de pesquisa e nos dados históricos de viagens do cliente no Kayak.

Além disso, dados dos viajantes são extremamente relevantes para o mercado de turismo. Hoje, garantir que os algoritmos de IA desses clientes sejam usados de forma ética e responsável é mandatório para o setor. Assim como o auxilio da IA no monitoramento e na identificação de atividades suspeitas em aeroportos, hotéis e pontos turísticos também se tornou um recurso extremamente valioso para proteger a segurança dos viajantes.

5 pontos básicos na evolução da IA em hotéis

No gerenciamento de recursos da cadeia de suprimento de aeronaves e hotéis, a IA começa a evitar desperdícios de alimentos e faz com que essas empresas ganhem em economia e capacidade de gestão. Além disso a gestão também pode ser muito impactada pelo uso da IA. O HotelTechReport elencou em um artigo recente alguns pontos interessantes sobre o avanço da IA para o setor hoteleiro. Destacamos alguns pontos básicos dele no papel da inteligência artificial para áreas fundamentais do CX em hotéis:

Operações:

A IA pode melhorar a eficiência geral das operações do hotel para previsão de demandas, gerenciamento de estoque, otimização de logística e, claro, a experiência do hóspede.

Gerenciamento de receita:

Usando modelagem preditiva, a IA pode identificar padrões e anomalias nos históricos de dados de receita, que podem revelar correções e novas oportunidades e tendências.

Marketing:

A IA pode fazer segmentação de clientes e gerenciamento de campanhas. Identificação e direcionamento dos influenciadores mais eficazes e monitorar as plataformas de mídia social, identificando o sentimento dos clientes e as menções da marca.

Experiência do hóspede:

A IA deverá auxiliar cada vez mais na automatização de processos morosos para o viajante, como check-out, além de auxiliar em serviços de concierge e comodidades para as acomodações por meio da personalização.

IA e equilíbrio humano

Enfim, todo esse ecossistema de turismo certamente se beneficiará do uso da IA nos próximos anos. Passando pelo marketing e personalização, atendimento e avaliações, gestão e segurança, a inteligência artificial revela uma infinidade de recursos que estão só no início para o turismo e para a toda jornada de viajantes e hóspedes.

Para muitos especialistas, de tão badalada que a tecnologia já se tornou, a IA não pode ser mais usada apenas para resolver problemas, mas, para gerar exclusividade. Para o setor de turismo e CX este é o ponto, mas, é preciso atenção.

À medida que a IA evolui, é importante que as empresas encontrem um equilíbrio entre automação e qualidade. Quando falamos de CX para o turismo, mesmo com todos os avanços e tendências apontadas, muita novidade no setor ainda se resumem a plataformas de CRM e algumas áreas específicas. Isso é natural, já que a IA ainda está em seu começo no turismo. O fato é que qualidades humanas ainda são decisivas para o CX no turismo. Mesmo com todas as facilidades e promessas da IA, o humano não poderá ser deixado de lado pelo turismo na busca por experiência excelente em todas as suas frentes.



Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]