Pesquisar
Close this search box.
/
/
As transformações nos hábitos de consumo dos brasileiros durante a pandemia de Covid-19

As transformações nos hábitos de consumo dos brasileiros durante a pandemia de Covid-19

Melhorias na casa, compras online, aumento nos gastos com produtos de higiene e entretenimento digital são exemplos de mudanças no consumo

Além de mudanças relacionadas à educação, saúde e emprego, a pandemia de Covid-19 também transformou os hábitos de consumo nos lares brasileiros. Durante os quase dois anos de isolamento, as pessoas tiveram que encontrar novas maneiras de se divertir, de cuidar do bem-estar e de trazer praticidade à rotina.

De acordo com o relatório da Elo Performance & Insights, denominado “Report: Elo Hábitos de Consumo”, uma das principais transformações nos lares brasileiros durante o período pandêmico foi o aumento nos gastos com pequenas reformas e melhorias residenciais. O estudo aponta que pessoas que dispõem de um nível maior de renda gastaram, entre dezembro de 2021 e dezembro de 2022, até 33% a mais em produtos e serviços relacionados ao setor.

Para Flavio Dias, conselheiro e advisor de diversas empresas nacionais e internacionais, o isolamento em si e a necessidade de se realizar todas as atividades em casa, como trabalhar, estudar, fazer refeições e se divertir de alguma forma, foram decisivas para essas pequenas reformas e melhorias.

Leia mais:
Qual o papel do líder do futuro?

O mundo das compras online

O relatório da Elo Performance & Insights ainda aponta que as compras online tiveram um aumento de 26% entre dezembro de 2021 e dezembro de 2022, sendo esta considerada a forma de consumo favorita dos brasileiros nos dias atuais. No caso, dentro do mundo das aquisições online, a preferência ficou com o e-commerce e com os aplicativos de comida, como iFood.

Outra mudança notável nos hábitos de consumo nos lares brasileiros, segundo Vinicius Ricarte, CEO da Premmiar e especialista em Gestão de Negócios, foi o aumento na busca por produtos de limpeza e higiene pessoal, como álcool em gel, sabonetes e desinfetantes.

“Pesquisas em todo mundo retratam um consumidor mais consciente no pós-pandemia, que passou a ter mais cuidado com a saúde, principalmente com os hábitos de higiene,” revela Flavio Dias.

Com a impossibilidade de frequentar cinemas, restaurantes, teatros, baladas, entre outros tipos de eventos e estabelecimentos, a sociedade teve que readaptar a sua forma de diversão durante o período pandêmico. “As pessoas tiveram que buscar alternativas de lazer em casa, como assistir a filmes e séries online, jogar videogame e fazer atividades em família”, conta Vinicius Ricarte.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Setores mais prejudicados

Embora alguns setores comerciais tenham sido beneficiados com a pandemia de Covid-19, outros, por sua vez, foram extremamente prejudicados.

O turismo, o transporte e a indústria do entretenimento foram três das esferas mais afetadas. “A retomada desses setores aconteceu após a adoção de diferentes medidas, como a implementação de protocolos de segurança e saúde, além da ampliação do uso de tecnologias para facilitar e agilizar o atendimento presencial”, esclarece Vinicius Ricarte.

Outros comércios que sofreram diversas consequências foram as lojas físicas e os shoppings. Arthur Rollo, advogado e especialista em Defesa do Consumidor, justifica que esses setores “se viram prejudicados por força do tempo de restrição, sem que houvesse a mitigação de pagamentos das despesas ordinárias com pessoal, aluguel, impostos, insumos, produtos, etc…”.

Conheça o Mundo do CX

Brasileiros preservaram hábitos após a pandemia

O fim da pandemia de Covid-19 não fez com que os consumidores abandonassem comportamentos adquiridos no período. Arthur Rollo afirma que, após o fim da pandemia, as principais condutas de compra que até então se fazem presente na rotina da população envolvem o mundo online. “O hábito de comprar pela Internet persiste pela facilidade de pesquisa e de comparação de preço, bem como pela força da comodidade no recebimento de produtos em seu endereço”, exemplifica.

Além disso, o advogado e especialista em Defesa do Consumidor afirma que, por serem acessíveis financeiramente, os aplicativos de entrega continuam a fazer parte do dia a dia de muitas famílias.

Apesar de algumas práticas de consumo pandêmica se manterem na rotina da população, outras, por sua vez, já caíram em desuso. No caso, o entretenimento online não é mais prioridade na vida de muitas pessoas. “Certamente, o brasileiro voltou a valorizar mais o encontro presencial, a ida ao cinema, ao teatro, a um bom restaurante, além da realização daquela viagem que há tanto tempo ele queria fazer”, enfatiza Flavio Dias.

O futuro das novas práticas

Agora que já entendemos o poder dos hábitos de consumo adquiridos na pandemia, é preciso saber qual será o futuro dos mesmos. Eles continuarão a fazer parte da rotina da população ou simplesmente serão substituídos por outras práticas?

Bom, para Vinicius Ricarte, as compras online e o uso de serviços de entrega de alimentos e produtos em casa tendem a se perpetuar. “Essa mudança de comportamento pode se tornar permanente entre os consumidores, especialmente para aqueles que experimentaram os benefícios de economizar tempo e esforço”, acrescenta. Por sua vez, Flavio Dias comenta que o aumento no consumo de produtos de saúde, higiene e autocuidado, além de aquisição consciente, são práticas que também vieram para ficar.

Além de afetarem a rotina doméstica e o lazer da população, os novos hábitos de consumo também impactaram as finanças. Mas será que esse impacto ocorreu de forma positiva ou negativa?

No caso, Flavio Dias acredita que o brasileiro ficou mais consciente em relação ao setor financeiro, “o que deve fazer com que ele priorize o destino do orçamento para os itens mais básicos e para a geração de experiências que possam ficar marcadas em sua memória”.

Ademais, Flavio Dias traz à tona a questão da poupança. “Devemos ver mais gente começando a poupar melhor, entendendo a importância de cuidar melhor do seu dinheiro e, consequentemente, ficando mais preparada diante de eventos inesperados”, conclui.

Benefícios dos novos hábitos de consumo

Um último tópico importante a ser tratado é referente às vantagens que os novos hábitos de consumo trouxeram à vida dos brasileiros. O advogado Arthur Rollo avalia que a atual percepção aquisitiva da população, que envolve conceitos sustentáveis e econômicos, pode ser considerada um dos maiores proveitos.

Além disso, Vinicius Ricarte reforça que a flexibilidade e a agilidade trazidas pelos canais digitais são pontos extremamente relevantes quando falamos sobre os benefícios das novas práticas de compra.



+ NOTÍCIAS
Consumo 5.0: como se adaptar ao novo perfil de consumidor?
64% dos brasileiros não têm marcas preferidas. Como driblar estatística e fidelizar clientes?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]