Pesquisar
Close this search box.
/
/
Supermercados crescem 2,3% em São Paulo e esperam melhora para 2019

Supermercados crescem 2,3% em São Paulo e esperam melhora para 2019

Levantamento da APAS aponta que desempenho ficou abaixo do esperado para 2018. Conheça os motivos e as perspectivas para este ano

Dono de 30% do faturamento de todo o setor no Brasil,  os supermercados do Estado de São Paulo esperam crescer entre 2,71% e 3,1% em 2019, alcançado um faturamento de R$ 108 bilhões. A expectativa é conservadora e mantém números semelhantes aos apresentados pelo setor no ano passado. A estimativa foi feita pela Associação Paulista de Supermercados (APAS).

O setor cresceu 2,32% ao longo de 2018 sobre uma base de mesmas lojas, segundo o levantamento. O faturamento nominal do setor no Estado foi de R$ 103 bilhões. As vendas alcançaram um pico em março, com crescimento de 5,25% no acumulado do ano, sendo sucedido por uma desaceleração considerável em abril, quando o crescimento não passou de 2,94% e se manteve abaixo de 3% até o fim do ano.

LEIA MAIS
Supermercados apostam na tecnologia para converter aumento de vendas em margem de lucro
Supermercados norte-americanos estreiam zeladores autônomos

A queda do desempenho do setor veio junto com as primeiras expectativas frustradas de crescimento do PIB (que apontavam até 3% de crescimento econômico), e antes da greve dos caminhoneiros (junho) e da disparada do dólar (setembro), fatores comumente apontados como agravadores da crise no varejo. “O fato é que o PIB não andou como o previsto”, diz Ronaldo Santos, presidente da APAS.

Os resultados ficaram abaixo do esperado, segundo a APAS. A associação tinha previsto um crescimento de 2,5% a 3%  para o setor no início do ano. Santos crê que o Brasil tem potencial para retomar o nível econômico do pré-crise. “Nós tivemos quedas próximas de 8% do PIB em 2015 e 2016. Temos PIB escondido em algum ligar e nossa expectativa de crescimento vem dessa base. Com a crise no governo federal, isso foi impactado. Nós estávamos na expectativa, como acontece agora”, lembra o executivo.

A APAS coloca como condições primordiais para a retomada do crescimento a manutenção da taxa de juro nos patamares atuais, próxima de 6,5%, e as reformas fiscal e da previdência. Santos destaca que a reforma fiscal é uma “equação extremamente complicada” porque a redução de impostos, como pede o setor empresarial, poderia aumentar o rombo nas contas públicas. “Mais do que reduzir imposto, é preciso tirar aquilo que atrapalha o caminho do empresário”, diz o executivo, que avalia como positiva a ideia de um imposto único. “Não existe um exemplo para que a gente possa se basear, mas poderia ser testado.”

Sobre a previdência, Santos reconhece que a proposta não tem poder de aliviar as contas públicas neste ano e possivelmente nem neste governo, mas crê que sua concretização poderia melhorar o ambiente de negócios. “Se acontecer, isso gera uma expectativa que pode impactar no aumento do PIB”, afirma.

Reforma trabalhista

A reforma trabalhista, como da previdência e fiscal, foi defendido pelo setor supermercadista como um dos pilares para retomada do crescimento. Em vigor desde novembro de 2017, a reforma regulamentou o trabalho intermitente, apontado por Santos como um dos pontos de destaque. Por enquanto, porém, esse dispositivo não refletiu na criação de novos postos.

A estimativa para 2018, com a solidificação da nova lei trabalhista, era de criação de 12 mil novos postos de trabalho no setor supermercadista do Estado. Ao final do ano, o número de postos criados foi de apenas 5.133, o terceiro pior resultado desde 2010, perdendo apenas para os anos do auge da crise (2015 e 2016). Entre as mais de 5 mil vagas criadas pelo setor em 2018, apenas 30 foram no perfil de trabalho intermitente.

O executivo crê que a desconfiança dos empresários sobre os ricos jurídicos ainda impacta a adesão das empresas a esse tipo de contratação. “Ainda existe muita insegurança jurídica e dúvidas se os tribunais vão aceitar esse tipo de contratação”. O setor supermercadista do Estado de São Paulo emprega mais de 500 mil pessoas. Com o resultado de 2018, o setor reduziu as perspectivas de criação de emprego para este ano para 9 mil vagas.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]