Pesquisar
Close this search box.
/
/
Sofisticação sem esforço e alegria de viver: estilo agora vêm da Escandinávia

Sofisticação sem esforço e alegria de viver: estilo agora vêm da Escandinávia

A tendência que está fazendo sucesso, pode refletir uma atitude mais leve e positiva com sua simplicidade sofisticada

Em tempos de consumo consciente, valorização do vintage e de peças, marcas e produtos que possuem personalidade própria, um novo estilo fashion se faz presente. A moda com inspiração no lifestyle da Escandinávia. Essa é a tendência que vem chegando desde 2017 e deve ganhar força com as gerações mais jovens, como os late millennials.

Tudo graças ao seu DNA minimalista, sua simplicidade sofisticada e, principalmente, por refletir uma atitude mais leve e positiva: “A moda escandinava valoriza uma identidade cultural marcada pela alegria de viver o simples”, explica a consultora de estilo Jenniffer Nocetti, que já foi modelo, e hoje se dedica a organizar o closet de mulheres que não querem parecer tão sérias na maneira como vestem, bem como de executivas que precisam deixar o terninho de lado para criar uma assinatura pessoal mais forte.

No bate-papo abaixo você vai entender porque essa tendência chegou para ficar: “Uma das características mais fortes do universo fashion escandinavo é o senso estético sem medo de julgamentos, que presa a essência feminina além da forma física”. Aposto que até o final da entrevista, você também desejará esse modo de ver o guarda-roupa e a vida. Vem ler!

CONSUMIDOR MODERNO – Quais são os elementos básicos de estilo das mulheres escandinavas? Como podemos definir a moda, o senso fashion que circula por lá?
JENNIFER NOCCETTI – O design e a decoração antecederam esse boom fashion escandinavo. Eles são marcados por um estilo limpo minimalista, com elementos que remetem ao conforto (como paredes brancas, móveis de madeira e tapetes felpudos), e ainda fazem sucesso. Esse raciocínio também migrou para a moda escandinava, que tem uma atitude atemporal e uma pegada menos consumista. A moda escandinava valoriza uma identidade cultural marcada pela alegria de viver o simples e está transpondo o apelo minimal ao usar muitas cores e paletas surpreendentes. Na minha opinião, uma das características mais fortes do universo fashion escandinavo é o senso estético sem medo de julgamentos, que presa a essência  feminina além da forma física.

“Imprime o jeito de viver de uma cultura que preza a alegria e o bem-estar”

CONSUMIDOR MODERNO – Na sua opinião, porque o estilo fashion de homens e mulheres do norte pode cair nas graças de outras pessoas do mundo?
JN – Talvez pela ancestralidade desbravadora e engenhosa dessa cultura, que há anos navega pelo mundo observando o modo de vida de outros povos. Vejo uma essência globetrotter no estilo escandinavo atual. Além do arquitetônico chic, que causa menos estranheza que o asiático por ser mais confortável e acolhedor. A explosão de cores e combinações, e a retomada do handmade têm um apelo muito contemporâneo que está no inconsciente coletivo atual.

CONSUMIDOR MODERNO – Por bastante tempo, as mulheres francesas mantiveram o título de mais sofisticadas do mundo com seu jeito de vestir effortless chic, que pressupõe estar elegante, mas sem fazer esforço para isso. O mesmo vale para o estilo escandinavo?
JN – As francesas são realmente a marca da sofisticação, mas o estilo escandinavo é um sopro de alegria, na minha opinião. É mais brincalhão, mais confortável e não se identifica apenas pelo minimalismo confortável clássico do estilo decorativo escandinavo. Na moda, ele empresta modelagens de várias épocas e transpõe isso para atualidade, cruzando tie-dye com cortes tradicionais da alfaiataria, por exemplo. É effortless também, pois imprime o jeito de viver de uma cultura que preza a alegria e o bem-estar. É um jeito de ser mais despretensioso, livre de julgamentos.

CONSUMIDOR MODERNO –Meu palpite é que o estilo fashion escandinavo pode ser uma boa saída principalmente para quem trabalha em ambiente corporativo e tem que se vestir com elegância, mas certa sobriedade. Você acha que é possível fazer essa associação?
JN – Se o viés realmente for sóbrio, a linha minimalista e arquitetônica bem tradicional do estilo escandinavo é uma ótima saída. É o novo atemporal, é chique e bem pensado. Fora que são peças mais voltadas para enxergar o design ou o estilo – e não o corpo de quem veste.

CONSUMIDOR MODERNO – Você acha que essa moda tem chances de pegar também no Brasil?
JN – Considerando que o estilo escandinavo é multifacetado e tem essa como uma maneira de viver do que propriamente uma palavra que defina o estilo, tem muita chance dessa “moda” pegar no Brasil, seja pela explosão de cores e bordados fofos, quanto por conta do estilo minimal (que vai desde o futurista até o simple chic).

CONSUMIDOR MODERNO – O que homens e mulheres brasileiros podem pegar dos ensinamentos de estilo escandinavos e incorporar agora mesmo no guarda-roupa? Cores? Cortes? Peças-chave?
JN – Lições que são fáceis de enxergar nesse estilo são as de que, às vezes, o menos é mais, porém, às vezes o mais é maravilhoso. A questão mesmo é o estado de espírito da pessoa. Acho que todo mundo pode incorporar desde já o fashion escandinavo, sem necessariamente precisar fazer compras muito específicas. Roupas floridas, meias de cores e estampas expressivas e um bom tênis chuncky já seguem esse espírito. Modelagem oversized, sobreposições, cores adocicadas e conforto também. Além de peças-chaves, o interessante é se produzir com aquilo que já habita o armário, ou mesmo emprestar da família, rever peças de valor afetivo, como o tricô que a avó fez, a pulseirinha engraçada que sua sobrinha deu, roubar um casaco do marido. Essas atitudes sustentáveis de não precisar comprar tanto para compor um estilo único é muito da vibe escandinava. 

CONSUMIDOR MODERNO – A atriz sueca Alicia Vikander é um dos ícones de estilo dessa moda dos nórdicos – que é bem mais low profile, como você já explicou. Acredita que o nome dela, como celebridade, e esse estilo de vestir e de ser (até mesmo quando a pessoa é famosa) é um reflexo do momento social e histórico que vivemos hoje? É a contrapartida para o over consumismo do fast-fashion ou dos tipos muito montados como as irmãs Kardashian?
JN – Eu creio que o estilo de Alice seja bem abrangente como o estilo em questão: ora ela está simple chic, ora preciosíssima usando algo da marca Louis Vuitton. Como personalidade pública, ela por si só tem uma personalidade mais low profile. Alicia sempre está muito correta e parece não se arriscar no campo fashion como as Kardashians.  O que ela representa como “rosto da nova moda” diz muito sobre o momento do slow fashion, e o consumo desenfreado. Não possui conta em instagram, não está preocupada em “vender” seu estilo e fazer parte de um mecanismo de consumo.


Como o brasileiro terá qualidade de vida em 2020?

Nostalgia impulsiona consumo e atrai marcas. Entenda

 A ascensão da moda antivigilância

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]