Pesquisar
Close this search box.
/
/
Por que os serviços de assinatura ainda não decolaram?

Por que os serviços de assinatura ainda não decolaram?

Serviços de assinatura têm sofrido redução da operação e queda nas ações nos EUA. Saiba os motivos que dificultam a concretização do potencial desse negócio

A proliferação de serviços de assinatura tem sido importante para desbloquear um fluxo de receita regular para o varejo e dar acesso a dados de comportamento do consumidor. Porém, uma análise publicada no portal eMarketer aponta que o atrito com o consumidor nesse âmbito também tem sido muito frequente.

Uma pesquisa de agosto deste ano, realizada pela GPShopper aponta que os serviços têm conseguido mudar o comportamento de compra de menos de um décimo dos consumidores nos Estados Unidos. Para apenas cerca de 9% dos clientes, os programas de assinatura têm significado uma alteração nos hábitos de compra.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

O Stich Fix, importante clube de assinatura, registrou aumento de 25% no número de clientes no último ano, segundo a rede de mídia americana CNBC. Porém, o crescimento foi abaixo do que os investidores estavam esperando. Por conta disso, o valor das ações seguiu o caminho inverso e caíram 25%. A Cratejoy, outra empresa dessa nova atividade, também teve notícias negativas. A empresa demitiu metade da sua força de trabalho.

Problemas e soluções

Segundo a análise, o impacto desses serviços tem se dado especialmente por conta de ser uma novidade. Mas, passado esse primeiro momento, o que se nota é um incômodo do consumidor com o valor e a falta de flexibilidade.

A maior parte dos adeptos das assinaturas apontam que não deixam de gastar algum dinheiro e nem reduziram a ida a lojas por acreditar que os serviços já os satisfazem. Também não relatam, na maior parte dos casos, ter encontrado uma nova marca favorita.

Apesar dos resultados ainda incipientes em alterar a rotina de compra dos consumidores, os clubes de assinatura dão a oportunidade de os usuários experimentarem produtos em tamanho e preço amostrais, sem se comprometer com a aquisição de versões de tamanho padrão e preço completo.

Segmentos

Os segmentos de beleza e higiene pessoal e alimentação, em especial, têm conquistado consumidores com essa inciativa de disponibilizar produtos em tamanhos ou porções reduzidas. Essa iniciativa tem sido mais eficiente entre os consumidores mais jovens.

Uma pesquisa da McKinsey nos Estados Unidos apontou que, em novembro de 2017, 15% dos consumidores on-line haviam assinado um serviço desses nos últimos 12 meses. O estudo apontou que o público mais frequente tem entre 25 e 44 anos, é de renda anual relativamente alta (entre 50 mil a 100 mil dólares) e vive em cidades urbanas. A maioria é de mulheres.

Leia também: 3 Clubes de assinatura essenciais para viciados em chocolates

A vertical de moda, porém, tem sofrido para integrar seus produtos a esse novo serviço. Os consumidores de moda preferem fazer compras em lojas com as quais eles têm afinidade de longa data em 58% dos casos. Para produtos de uso doméstico essa preferência cai para 38% e no caso de produtos de beleza, 23%.

O estudo aponta que, os clubes de assinatura permitem aos consumidores de produtos de beleza comprarem porções menores de determinado produto para fazer o teste, avaliando se o produto corresponde a seu tom e tipo de pele, por exemplo. Isso sem precisar pagar o valor cheio e ter que descartar o produto.

Nas lojas físicas

No sentido oposto do noticiário negativo para as empresas de clubes de assinatura, a Birchbox (que tem 55% do mercado de assinaturas nos Estados Unidos) apresentou boas notícias. Ela se associou a Walgreens, varejista americana tradicional, e vai passar a operar também no espaço físico. Mais uma prova de que a loja física ainda é importante, mesmo para o serviço de entrega por assinatura.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]