Pesquisar
Close this search box.
/
/
Reabertura em SP: é melhor aderir ou continuar de portas fechadas?

Reabertura em SP: é melhor aderir ou continuar de portas fechadas?

Especialistas falam sobre os desafios para retomada da operação na capital paulista após autorização da Prefeitura

Após autorização da Prefeitura de São Paulo, o comércio de rua da capital paulista abriu as portas nesta quarta-feira (10). Já os shopping centers da cidade têm reabertura marcada para a quinta-feira, véspera do Dia dos Namorados.

O comércio paulistano trabalha com uma restrição no horário de funcionamento. Os estabelecimentos podem abrir apenas por quatro horas diariamente. No caso das lojas de rua, entre 11h e 15h. Já os shoppings podem escolher entre abrir das 6h às 10h ou das 16h às 20h.

Atualmente, São Paulo está na fase dois da flexibilização da quarentena. O plano de reabertura divulgado pelo governo do estado prevê cinco etapas de flexibilização.

Na fase dois, os shoppings poderão abrir limitando sua capacidade de atendimento em 20% do total. Há também a necessidade de atuar em horário reduzido e com as praças de alimentação fechadas.

Vale a pena abrir?

O modelo anunciado pelo governador João Doria gerou muito debate acerca da viabilidade econômica para os varejistas. Muitos se questionam se vale a pena abrir as portas para uma operação que não deve cobrir os custos da empresa.

É claro que, mesmo com as discussões sobre o plano, não se vê um movimento de lojistas que pretendem permanecer de portas fechadas até uma flexibilização maior.

Especialistas ouvidos pela NOVAREJO, alertam para a importância de abrir as portas mesmo com capacidade de atendimento e horário de funcionamento reduzidos.

“Se você analisar sob o ponto de vista de gestão da empresa e busca de resultado não é uma boa (abrir o comércio). É antieconômico. Por outro lado, não estamos soltos no mundo. Estamos dentro de um contexto em que há expansão da pandemia e os cuidados essenciais são o isolamento e o distanciamento”, opina Ivo Dall’Aqcua, vice-presidente da FecomercioSP.

A entidade calcula que até o dia 9 de junho, o varejo paulistano perdeu quase R$ 17 bilhões, o que significa 6% de todo faturamento esperado para 2020. O prejuízo diário é de cerca de R$ 220 milhões – em média, 30% do total das vendas esperadas diariamente.

Mesmo com esse retorno, com o tempo de trabalho reduzido, somando-se ainda a um cenário comprometido, o restabelecimento econômico deve ocorrer gradualmente, aponta a FecomercioSP.

Luiz Claudio Dias Melo, sócio-diretor da divisão de varejo da consultoria 360 Varejo, afirma que os lojistas de rua e de shoppings deve abrir para cobrir ao menos uma parte dos custos das operações. “Ele (varejista) já deve ter enxugado ao menos uma parte da estrutura de pessoa, os custos já estão menores. Agora deve tentar cobrir uma parte dos outros custos”.

Digitalização vai trazer fluxo

Se a conexão entre canais físicos e digitais era forte tendência antes da COVID-19, isso foi acelerado e se tornou essencial para as operações varejistas nesta reabertura.

Com o consumidor inseguro em frequentar lugares com aglomerações, depender exclusivamente do fluxo na porta da loja é extremamente arriscado. É preciso encontrar novas maneiras de atrair os clientes para as lojas, como a oferta de serviços de retirada de produtos em loja.

“O lojista que tem a estratégia digital fortalecida vai ganhar fazendo relacionamento e entrega com o consumidor indo até a loja. Ele tem a oportunidade de mostrar mais produtos e aumentar o ticket médio. Lojas que conseguiram avançar nessa crise têm uma vantagem competitiva forte”, explica Wagner Pereira, líder da unidade de negócios de varejo da consultoria internacional BIP.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]