Pesquisar
Close this search box.
/
/
Quatro dicas para equilibrar sua vida profissional e pessoal

Quatro dicas para equilibrar sua vida profissional e pessoal

Caso Germanwings deixa uma discussão em aberto: até que ponto vale a pena sacrificar a saúde em prol do trabalho?

 

O caso do copiloto do voo da Germanwings que colidiu contra os Alpes da França, no último dia 24, o alemão Andreas Lubitz, 28 anos, traz a tona uma questão ainda mal resolvida nas empresas: como lidar com as doenças da mente. Algo paradoxal em uma época em que se estimula a heterogeneidade seja ela física ou sexual. Em um mundo complexo, rápido e exigente, colaboradores sentem-se pressionados com as metas impostas, a competição ou medo de perder o emprego. Junte agora o mundo externo e interno e, pronto, está criado o caldeirão para que estresse, depressão e seus congêneres apareçam.

Quem já passou por algo semelhante sabe as dificuldades em lidar com calafrios, suor nas mãos, dores no peito e ansiedade, que aparecem em situações corriqueiras do dia-a-dia. Conversar com aquele cliente difícil, participar de reuniões, estabelecer metas e delegar atividades tornam-se pesadelos instransponíveis. Vale salientar que os sinais aparecem de maneira gradual, todavia a maioria acaba demorando demais para consultar um profissional, exacerbando-se os sintomas.

Esta demora decorre, em parte, da dificuldade em relatar o problema, já que poucas empresas têm políticas claras e profissionais de suporte ao funcionário doente. Isso faz com que muitos continuem a esconder sua situação, passando aos colegas e superiores a impressão de incompetência, falta de comprometimento ou desmotivação, gerando, em última instância, episódios traumáticos, tais como crises de choro e ataques de ansiedade e pânico, prejudicando sua vida profissional e pessoal.

Só quem viveu ou está vivendo esse problema sabe o quão doloroso e difícil é gerenciá-lo. Desta maneira, listo abaixo quatro dicas que aprendi com profissionais pressionados que passaram por esta situação.

1. Conhecer os seus limites
Este talvez seja o primeiro passo para qualquer profissional. Embriagados pelo poder, status e rendimentos provenientes de cargos elevados, buscam, a qualquer custo, promoções, as quais, muitas vezes, demoram, tardam ou nunca chegam, seja por motivos externos ou mesmo falta de capacidade. Aqueles que não conhecem seus limites se frustram, culpam os demais e vivem infelizes. Porta aberta para as doenças da mente.

2. Saber desligar-se do trabalho
Conheci profissionais que viviam para a empresa, a qual ocupava a primeira, a segunda e a terceira posição em suas vidas. Não pestanejavam em faltar a festas dos filhos, esquecer-se de aniversários, datas importantes ou desmarcar as férias com a família. Viviam e davam sua alma para a corporação. Esquecendo-se, porém, que do outro lado dessa relação estava uma pessoa jurídica, bem mais fria e distante. Nestes casos, demissões costumam ser bombas relógios.

3. Dar-se o respeito
Em toda empresa há lideres que inspiram e chefes que atormentam. O problema é quando a relação torna-se insustentável, e em muitos casos pessoal. Tão ruim ou pior que a dificuldade em lidar com as doenças da mente, é a questão do assedio moral, ainda um tabu em muitas corporações. Neste caso, impor limites, saber dizer não, valorizar-se e posicionar-se é de extrema importância para a manutenção de sua saúde mental.

4. Escolha seus grandes ovos
Felizes os profissionais que não precisam chegar a situações extremas para saber que outras prioridades devem fazer parte de sua vida. Esposa ou marido, filhos e amigos, saúde física e mental são, tão ou mais importantes, que o sucesso profissional. Quem já precisou se afastar sabe a importância do cuidado de familiares, do ombro amigo e da atividade física e mental, geradoras de serotonina e bem estar.

* Marcos Morita é executivo, professor, palestrante e consultor. Sua palestra, As 4 Chaves do Pensamento Estratégico, vista por centenas de executivos, aborda de maneira lúdica e participativa, temas como definição de metas, inovação, gerenciamento do tempo e motivação.

 

Leia mais:

Alimentação saudável e produtividade no trabalho

Você acredita que pode progredir no seu trabalho?

Trabalho em grupo ou solo? Resposta é fundamental para a economia

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]