Pesquisar
Close this search box.
/
/
Quanto ganha um influenciador digital?

Quanto ganha um influenciador digital?

Com mais influenciadores que dentistas, profissão é sonho para muitos brasileiros, mas pesquisa mostra que apenas 37% dos influencers possuem apenas essa atividade como fonte de renda

Em oito meses, a engenheira Angélica Herrmann foi de 2 mil para 163 mil seguidores no Instagram, ensinando receitas que os seus amigos adoravam. No TikTok, o seu perfil atinge mais de 152 mil pessoas. Mesmo com um crescimento rápido, Angélica Herrmann é consultora na área de engenharia em uma multinacional e se especializa em Nutrição e Gastronomia, cursando uma pós-graduação.

Marcela Vital, formada em Negócio de Moda, foi construindo sua carreira no ramo da moda, passou pelo varejo, foi assistente de estilo para uma marca, até que decidiu ser dona do seu próprio negócio. “Por conta da nova empreitada eu criei um Instagram novo”, conta Marcela Vital. De lá pra cá, a especialista em moda estudou marketing digital, conteúdos que engajavam e se familiarizou com gravações, o que a fez conquistar mais de 100 mil seguidores no Instagram, compartilhando sua rotina como empresária e mãe.

De acordo com a pesquisa divulgada em maio pela Influency.me, empresa brasileira especializada em Marketing de Influência, o Brasil possui mais influenciadores digitais do que dentistas – mais de 500 mil – e ocupa a primeira posição no ranking mundial de países em que o influenciador é mais relevante para a decisão de compra. No entanto, apenas 37% sobrevivem da renda de influenciadores, sendo que 21% desses profissionais também têm um trabalho CLT, 19% atuam como freelancer, 13% têm marca própria e 10% trabalham no mercado de afiliados ou com infoprodutos.

Diante disso, surge uma dúvida comum: quanto ganha um influenciador digital?

Leia mais:
Videogames e redes sociais: uma valiosa oportunidade para as marcas

Quanto ganha um influenciador digital

Os influenciadores menores, considerados micro e mezzo (entre 10 mil e 500 mil seguidores), são os mais frequentemente contratados pelas marcas, revela a pesquisa. O principal motivo é que os influencers gigantes possuem um custo maior, além de pedir valores vincilados à taxa de engajamento. A jornada do creator pode ser complicada de visualizar retorno financeiro por meio de conteúdo de marcas.

Marcela Vital explica que, no início, se sentia “tola” por falar com a tela do celular, já que as grandes influenciadoras estavam anos luz à sua frente. “Quando percebi que, mesmo ‘pequena’ eu era relevante, tinha um engajamento que respondia aos meus conteúdos, comprava, absorvia o que eu indicava, eu comecei a valorizar meu trabalho, e parcerias se tornaram cada vez mais recorrentes, até que já não havia mais espaço pra um trabalho que não fosse remunerado. E assim comecei a faturar pelos trabalhos que criava e não parei mais”. Mas a especialista em moda diz: “O digital hoje é uma das frentes de meu trabalho, mas não a única”.

A primeira publi de Angélica Herrmann foi logo após seu perfil viralizar, entre setembro e outubro de 2022. “O crescimento foi rápido demais, mas acredito que o retorno financeiro não deva ser visto como número de seguidores, mas a capacidade que a pessoa tem de engajar outras – mesmo com poucas pessoas o vendo. Se eu puder dar aqui uma dica para as pessoas com poucos seguidores: não deixem de criar um conteúdo bom”, comenta a engenheira e influencer de gastronomia.

Não há número exato de seguidores para começar a ganhar dinheiro com o marketing de influência. “Com a profissionalização do setor, as marcas passaram a entender o poder de nano influenciadores, ou seja, aqueles que possuem até 10 mil seguidores. Nichos específicos tendem a ter influenciadores com menos seguidores, e quando entram limitações (geográficas, por exemplo) esse número tende a diminuir ainda mais. Nem por isso esses criadores deixam de exercer um poder de influência, mesmo que em menor escala”, explica Rodrigo Azevedo, CEO da Influency.me.

Mercado e desafio do Marketing de Influência

De acordo com as agências de Marketing de Influência, 42% dos seus clientes buscam gerar visibilidade à marca. Já o objetivo de 39% das marcas é trazer conversão (vendas, downloads e cliques). Em terceiro lugar, o objetivo de 19% das marcas com o Marketing de Influência é fortalecer seu branding (posicionamento).

Com a expansão das redes sociais, a cada ano as empresas passam a investir mais nos influencers. O levantamento da Influency.me mostrou que em 2022, 28% das marcas afirmam terem investido entre R$ 10 mil e R$ 50 mil em Marketing de Influência. Em 2023, o objetivo de 67% das marcas é aumentar esse investimento anual.

O levantamento aponta que o maior problema para as marcas é encontrar o influenciador ideal. Em segundo lugar, obter métricas sobre as ações de influência. De acordo com Rodrigo Azevedo, CEO e fundador da Influency.me, o desafio para as empresas que adotam o marketing de influência é operacional, como: encontrar perfis adequados com a campanha, negociar de forma justa e medir resultados.

“Outro ponto mais característico do mercado brasileiro é que 99% das empresas existentes são PMEs (segundo o Sebrae), as quais, por muitas vezes, acabam tendo uma visão de que só as maiores companhias podem investir no marketing de influência. Se fosse esse o caso, teríamos pouquíssimos cases de sucesso com essa estratégia”, relata o CEO.

Conheça o Mundo do CX

Profissionalização do setor

À medida que Angélica Herrmann e Marcela Vital começaram a crescer, elas sentiram a necessidade de uma profissionalização, principalmente no setor de contratação e produção de conteúdo. “Depois que meu perfil cresceu, tive o prazer de conhecer uma profissional que se ofereceu para me auxiliar no contato com marcas e empresas, ela faz o papel de assessora. Me ajuda muito nessa questão, economiza um grande trabalho, onde nós duas ganhamos pelos contratos que ela fechar. Com certeza o papel de assessoria é de extrema importância para um influencer”, conta Angélica Herrmann.

O media kit é uma das ferramentas que contribui para as marcas selecionarem os influenciadores contratados. Segundo o levantamento, 63% dos entrevistados afirmam terem um media kit. Os profissionais que possuem media kit afirmaram atualizar suas informações a cada 15 ou 30 dias. “As oscilações de alcance e engajamento, principalmente no Instagram, podem ocorrer em períodos menores que esse. Então, vale lembrar que as marcas têm a possibilidade de pedir recortes mais recentes aos influenciadores”, complementa o CEO da Influency.me.



+ NOTÍCIAS
Marca pessoal: O que é e por que merece atenção?
Em novos modelos de trabalho, é possível até mesmo combater o sedentarismo

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]