Pesquisar
Close this search box.
/
/
PPK da Claudia, da Gillette Vênus: boa sacada ou tiro no pé?

PPK da Claudia, da Gillette Vênus: boa sacada ou tiro no pé?

A Gillette Vênus lançou uma estratégia antiga de uma maneira nova: uma mascote em formato de vulva, ou "PPK (pepeca) da Claudia"

Quem cresceu no Brasil dos anos 1980 e 1990 provavelmente ouviu falar do polêmico ensaio de fotos de Claudia Ohana para a revista Playboy – e, se rolou esse papo, é quase certeza que o assunto envolveu os pelos da “pepeca” dela e o fato de a atriz, musa de novelas na época, dizer “não” à depilação.. Embora gerações mais novas talvez não conheçam toda essa questão, agora vão ouvir falar da “ppk da Claudia”, mas por outro motivo: a “peculiar” propaganda da Gillette Vênus.

Em maio de 2023, a Gillette tomou um passo ousado para a Vênus, linha de lâminas depilatórias femininas. PPK da Cláudia (lê-se pepeca, mesmo), a nova mascote, foi apresentada no Instagram com o objetivo de ensinar passos de cuidado íntimo e genital, principalmente relacionados à depilação. E, aparentemente, a marca pensou: o que melhor para representar isso tudo do que, literalmente, uma vulva?

Leia mais:
Quem ganha quando menos mulheres querem engravidar?

A mascote da Gillette Vênus é uma vulva – palavra que corresponde à “versão oficial” de alternativas como pepeca, perereca, periquita e tantas outras. A PPK da Claudia é um boneco feito no estilo stop-motion, e apresenta um traço sorridente, amigável e “lisinho”. O mote da personagem é uma depilação feita à lâmina com um ótimo acabamento e sem bolinhas.

Mostrar uma representação tão específica de uma genitália é uma polêmica em si. Seja por pudor, religião, costumes ou cultura, muita gente não gostou de ver a vulva exposta. Mas esse choque não é novidade: há 26 anos, o Ministério da Saúde batizou um pênis de “Bráulio”, para piada de vários e indignação de muitos. Quase três décadas depois, é “Claudia” que causa desprezo? Não exatamente, porque é uma repetição de crítica.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Polêmica de infantilização

Uma das maiores reclamações sobre a PPK da Claudia é sobre a sexualização. A personagem e a Gillette Vênus são claramente voltadas para o público adulto: falam de depilação, prazer sexual e relacionamentos. Além da lâmina, os produtos cosméticos são para tratamentos adultos, como esfoliação íntima.

Mesmo assim, a escolha da marca foi usar o termo “pepeca”, considerado uma maneira infantilizada de chamar a vulva. Outro fator importante é o design da mascote lembrar um personagem de animação infantil.

Conheça o Mundo do CX

A insatisfação com a mascote fica clara quando se navega nas redes sociais da Gillette Vênus e da PPK da Claudia. Instagram e Twitter, ferramentas indispensáveis para divulgação imagética voltada ao público mais jovem e grandes alvos de “mascotes” de marcas como Lu do Magalu, foram inundados com críticas.

Algumas pessoas reclamam do fato da aparência ser sexual, mas a maioria reclama da nomenclatura e aparência. “Vou escrever o que eu acho, sim:”, comentou uma mulher. “A ausência de pelos remete a uma genitália de criança. São tantas camadas de mau gosto e falta de noção nisso, que sinceramente nem sei o que é pior. Medonho, bizarro.”

Leia mais:
Mulheres no poder: Tão perto e tão longe. Por quê?

Há quem discorde, também. Existem comentários elogiando a naturalidade em mostrar uma vulva, e comentando que é importante ter essa exposição visual justamente para não haver tabus – e ainda há comparação da exposição clara da aparência do pênis.

PPK da Claudia deu certo?

Mas a verdade é: a campanha funciona. O perfil da “PPK da Claudia” no Instagram conseguiu 40 mil seguidores em um mês – metade dos seguidores do perfil da Gillette Vênus, ativo há anos. Em comparação, o perfil da Gillette Vênus no Twitter, lançado há mais de uma década, tem pouco mais de 8 mil.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Além disso, o assunto ficou entre os mais populares do Twitter, virou matéria em um número absurdo de canais de notícias e gerou um aumento de mais de 200% na pesquisa de “Gillette Vênus” no Google (“propaganda” e “personagem” são as principais palavras relacionadas).

Se o objetivo da Gillette era tornar a Vênus e a PPK da Claudia conhecidas… Alcançou-se.



+ NOTÍCIAS
Mulheres nos negócios: o que falta para alcançarmos a equidade?

Estabilidade no emprego preocupa mulheres brasileiras

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]