Pesquisar
Close this search box.
/
/
Os clientes querem se relacionar como e onde eles desejam

Os clientes querem se relacionar como e onde eles desejam

Para Regis Noronha, da Atento, os consumidores exigem hoje que a empresa seja coerente nas respostas, independentemente do canal escolhido

Os desafios empresariais crescem ano a ano. As empresas precisam investir na qualidade de produtos e serviços, mas devem também dedicar-se a aperfeiçoar constantemente o atendimento aos clientes, mantendo a promessa de sua marca e entendendo seus desejos e expectativas em toda a jornada de relacionamento. Por isso, a comunicação precisa ser qualificada e unificada, para que o cliente não precise repetir o que disse em contatos anteriores ou ouvir respostas incongruentes.

Hoje, os consumidores exigem também que a empresa seja coerente nas respostas, independente do canal escolhido. Nada é mais irritante para ele do que reivindicar melhorias em um produto por meio do chat da empresa e receber por telefone uma oferta de compra do mesmo artigo. Segundo pesquisa do Centro de Estudos e Tendências da Atento, com consumidores de todo o Brasil, 80% das pessoas não mudam de canal de atendimento quando o primeiro contato foi assertivo. Este estudo revelou também que, apesar de 86% dos brasileiros valorizarem a multicanalidade, 32% deles ainda optam pelo telefone ao contatar as marcas. portalcallcenteratendimento

Entretanto, já existe alguma preferência pelos chats, aplicativos e redes sociais.  Segundo a mesma pesquisa, atualmente, cerca de 20% dos consumidores já utilizam estes canais. E, em um futuro próximo, o número pode ultrapassar 70% dos entrevistados. Interessante observar, ainda, que a própria pesquisa endossou este comportamento ao utilizar diversos canais para abordar o público. Entre eles, o Whatspp se mostrou um dos mais efetivos com 26% de retorno. Ou seja, a própria resposta à pesquisa revela uma tendência no comportamento da sociedade, que se apresentou ávida pela multicanalidade.

Em um mundo em constante evolução, em que já não é possível prever as novas formas de interação, o mais importante é ter conhecimento das relações de consumo e ser capaz de identificar a melhor jornada de relacionamento dos consumidores com suas marcas de preferência.

E não podemos negar que as empresas que buscam longevidade e sustentabilidade estão sim atentas às mudanças no perfil dos clientes ? muitas delas motivadas por Internet, smartphones e redes sociais ?, e têm as acompanhado com novas tecnologias empresariais.

Estamos na era da interatividade e é fundamental prover mais agilidade e eficiência na obtenção e análise das informações sobre os clientes. Os aplicativos existentes, e aqueles que estão por vir, devem revolucionar a interação e a realização de novos negócios, tornando as relações mais eficazes por meio de uma maior automação, com interação direta e contínua entre o solicitante e a empresa, garantindo de forma proativa o acesso em tempo real do histórico das tratativas por parte de todos.

Assim, torna-se imprescindível a definição de uma estratégia robusta, sob medida e eficaz para atender o perfil do consumidor de cada marca, que estimule a adoção de novos canais e a utilização dos existentes (telefone, chat, whatsapp, e-mail, sms, redes sociais, website, apps, entre outros). Sempre garantindo a total integração deles, conectando-os aos sistemas legados, e a máxima eficácia já no primeiro contato.

A ideia de contar com uma plataforma Omnichannel, que permite ao consumidor escolher a melhor forma, horário e local para contatar as empresas, mantendo armazenado todo o histórico no CRM (Customer Relationship Management), ganha importância no atual cenário de alto índice de conectividade e se mostra vital em um futuro próximo.

Acredito que a transformação digital está apoiada em três grandes pilares: a experiência do cliente; a tecnologia; e a eficiência, com consequente redução de custos nas transações. Assim, torna-se possível promover uma revolução no atendimento ao consumidor, com a utilização de ferramentas inteligentes para reduzir retrabalhos, erros e melhorar os níveis de serviços.

Pesquisa realizada pela Dimension Data identificou que nos próximos dois anos a maioria das empresas pretendem acomodar um consumidor cada vez mais digital e interativo.  Segundo o estudo, estima-se a abertura de pelo menos sete novos canais digitais de interação acima do telefone. Das empresas entrevistadas, 55% citaram o uso de dispositivos digitais inteligentes como um desses canais; 69% vão utilizar Web Chat no relacionamento com o consumidor; e 39% já usam alguma forma de interação via redes sociais. (Amostragem: 901 empresas, com centrais de atendimento ao consumidor em 72 países).

Entretanto, vale salientar que para obter sucesso nesta empreitada, as empresas devem caminhar para o mundo digital apoiadas em ferramentas como Analytics, BPM, GED, Big Data e WFM. Assim, conseguirão se diferenciar e serem competitivas, tendo um modelo integrado, plural e flexível para se relacionar de maneira personalizada, seja qual for o objetivo do contato – vendas, pesquisa, monitoramento da qualidade, merchandising, negociação de dívidas etc -, tendo estratégias consistentes, talentos qualificados e revisando sempre seus processos internos.

E prepare-se, quanto mais digital o mundo se torna, mais canais de relacionamento surgem, exigindo cada vez mais inovação. Este já é um grande desafio em momentos tranquilos, imagine durante as crises econômicas, nas quais conquistar e fidelizar clientes faz toda a diferença entre sobreviver e ser bem-sucedido.

*Regis Noronha é diretor executivo de marketing e estratégia da Atento.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]