Pesquisar
Close this search box.
/
/
Para fluidez na omnicanalidade, atendimento deve respeitar desejo do cliente

Para fluidez na omnicanalidade, atendimento deve respeitar desejo do cliente

Painel no CVX2023 discute estratégias omni center e como melhorar a experiência no atendimento para clientes, colaboradores e gestores

Cada vez menos pessoas querem falar ao telefone, e cada vez mais os atendimentos são realizados por robôs, certo? Pesquisas recentem indicam essas duas tendências, com um crescimento de 600% no atendimento automatizado desde o início da pandemia, um levantamento do iBest que apontou que apenas 43% das pessoas gostam de falar por telefone, desde que seja para assuntos importantes. “Esse é o ponto central de manter a relevância do atendimento nas mais diferentes frentes possíveis”, aponta Como aponta Tiago Sanches, gerente comercial da Total IP, que mediou um debate sobre o tema no CVX 2023.

Um dos aspectos às vezes pouco discutidos é a importância do atendimento e de desenvolver uma boa experiência internamente dentro das empresas. A Nube, que há 25 anos trabalha com capacitação e colocação de estagiários e jovens profissionais no mercado, tem duas frentes de atuação – B2B diretamente para as empresas – e com os clientes, majoritariamente jovens da Geração Z interessados em colocação profissional. E nesse meio, saber fazer um bom atendimento e acompanhamento é fundamental.

Leia Mais: Employee experience e a importância de plataformas digitais na sua evolução

Estabelecer uma estratégia omnicenter que una clientes, colaboradores e gestores é um dos desafios para uma boa employee experience (EX), que se reflete em todas as pontas e repercute até o consumidor final. Tiago Sanches, gerente comercial da Total IP; Evelyn Viegas, gerente de Vendas do Nube e Raquel Richter, gerente de atendimento do Nube para estagiários e aprendizes discutiram a evolução das melhores práticas para um atendimento – senão perfeito -, excelente.

Existe perfeição no atendimento?

Tiago Sanches fez uma provocação: “existe perfeição no atendimento?” Não, afirmaram as gerentes do Núcleo Brasileiro de Estágios. “Pessoas são únicas, mas existem boas práticas, o mais perto da perfeição é conseguir unir os desejos da empresa, os desejos do colaborador e os desejos do cliente”, aponta Richter. Para Viegas, além disso, quando as pessoas se sentem parte e são realmente ouvidas, todo mundo ganha.

“Uma característica muito legal do Nube é contar com profissionais comprometidos e com tecnologia eficiente. A tecnologia vem para servir as pessoas, auxiliá-las, e entendemos que a tecnologia é parceira e buscamos sempre fazer mais e melhor”, complementa Richter.

Assine nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Evelyn Viegas destaca que dentro do Nube a qualidade do atendimento em todas as pontas da cadeia melhorou muito com o uso da tecnologia. “Superamos vários objetivos ao implementar a automação. Usamos ferramentas em que acompanho e sou acompanhada, no escritório ou de forma remota, e isso ganha tempo e conforto”, aponta.

Rachel Richter, gerente de atendimento para estagiários e aprendizes do Nube, vê mudanças significativas. “Antes a empresa era detentora da informação, hoje vemos uma mudança para respeito ao cliente, de entender e superar as expectativas. E já percebemos uma terceira onda, de respeito ao colaborador, e a tecnologia tem um papel fundamental nisso, porque quando a gente tira as atividades repetitivas, trazemos o melhor que nosso colaborador tem, que é a capacidade de pensar”.

Para Tiago Sanches, “a tecnologia substitui o trabalho repetitivo, mas é essencial que haja uma coordenação de propósitos para que ela seja bem aproveitada e eficaz para todas as partes”.

“Um bom atendimento e uma boa comunicação com ferramentas eficientes
podem ser o diferencial quando se fala de equipe”, Tiago Sanches, gerente comercial Total IP 

A solução omnicanal, em que o histórico é mantido nas multiplataformas, melhorou muito a experiência para todas as pontas da cadeia, internamente dentro do Nube, e para empresas e profissionais. Para Evelyn Viegas, “as ferramentas de tecnologia trouxeram um ganho de tempo, e de flexibilidade. Por isso, nos dedicamos muito a ter times muito especialistas, o que conseguimos com treinamentos muito bem desenhados e com a aplicação de ferramentas fáceis de usabilidade em parceria com a Total IP”.

Nesse sentido, Sanches aponta o diferencial de tratar soluções não só de atendimento, mas para os clientes internos também. “É interessante falar sobre parte organizacional das empresas. Porque um bom atendimento e uma boa comunicação com ferramentas eficientes podem ser o diferencial quando se fala de equipe”, indica o gerente comercial da Total IP.

Leia Mais: Acompanhe a cobertura completa do CVX 2023 em tempo real

Estratégias personalizadas de atendimento para cada público

Mas é necessário pensar nas diferentes gerações e modelos para acompanhar estratégias de atendimento, pontua Sanchez. “Informação e poder, não adianta ter uma série de ferramentas, se não trabalharmos esses dados na mão para desenvolver uma multicanalidade eficiente. Porque para nós, na Nube, não é sobre restringir o uso de ferramentas, uma não anula a outra, elas se somam”, comenta Richter.

Para Viegas, é mais um diferencial que permite acompanhar de perto o andamento das etapas. “Para nós, que valorizamos o desenvolvimento das pessoas, é superimportante, para fomentar melhoria contínua para dar e receber feedback”.

Richter destaca a importância do atendimento em todas essas frentes: “o bom atendimento é o que resolve a necessidade do seu público, seja ele qual for”. No caso ela, majoritariamente da Geração Z. Isso poderia significar uma resistência a fórmulas consideradas velhas de abordagem e atendimento, como o telefone. Mas na análise de Richter, o ponto é outro: respeitar o tempo do cliente – e isso envolve quando e como ele deverá ser atendido.

Conheça o Mundo do CX

A gerente de atendimento cita um exemplo recente, quando houve uma queda na aceitação de chamadas, e identificaram que tinha a ver com o perfil do jovem. A pandemia impulsionou aumento da multicanalidade, e a Nube correu atrás para se adequar. Com a migração para um formato de relacionamento via Whatsapp, o índice de aceitação se recuperou. Mas não só pelo chat, como era esperado, também pelo telefone.

“Acreditava que o percentual fosse ser inverter, 80% chat e 20% telefone, mas ele se manteve. E percebemos que a aversão não é ao telefone exatamente, e sim sobre não saber o assunto da ligação, a duração e a escolha do momento mais propício para conversar. O poder está na mão dele”.

“É preciso sempre levar em conta as diferentes gerações e modelos para acompanhar as estratégias de atendimento que se encaixem com as necessidades de cada cluster”, recomenda Tiago Sanches, gerente comercial da Total IP.

Com o desenvolvimento de soluções personalizadas, a Nube conseguiu fluidez entre os canais, “mantendo o que mais importa, respeitar a decisão do cliente”, finaliza Richter.


+ Notícias

O que define a melhor experiência em canais digitais?

Speech analytics: IA traduz humor do cliente no atendimento

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]