Pesquisar
Close this search box.
/
/
Um olhar sobre o comportamento dos millennials

Um olhar sobre o comportamento dos millennials

Estudo Consumer Sides, da Reds e do CIP, é apresentado durante palestra no Conarec 2016. confira os principais insights sobre o comportamento do consumidor

O comportamento do consumidor brasileiro de todas as gerações é realmente um tema muito amplo. Justamente por isso, o estudo Consumer Sides, conduzido pela Reds Research, em parceria com o Centro de Inteligência Padrão, dedicou-se a compreender quem são os consumidores brasileiros e quais são suas características. Especialmente dos Millennials. O resultado foi apresentado no Conarec por Karina Milaré, diretora-presidente da Reds Research.

“Pensamos neste estudo no ano passado, considerando os 20 anos do CDC. Foram muitas as mudanças pelas quais o Brasil passou e, de fato, o consumidor passou a ser mais importante, as empresas estão tentando respeitá-lo e ele é mais protegido e empoderado em termos de informações”, diz.

Ela apresentou, então, um recorte sobre as gerações, com as principais constatações do estudo, que teve um espectro amplo, entrevistando 2 mil pessoas com acesso à internet, entre 15 e 70 anos. A primeira constatação é que as gerações Y e Z brasileiras apresentam 5 anos de delay em relação às norte-americanas. Nos EUA, a geração Y começa em 1980 (pela “divisão oficial”) e aqui no Brasil tem início em 1985. “Isso tem a ver com o início da relação mais íntima com as tecnologias, o quanto os jovens usam e como se relacionam com as tecnologias. E, claro, alguns aspectos comportamentais que são impactados por esse acesso”, afirma.

Essa divisão é importante por uma razão: entender como se comunicar com o seu consumidor. “No fim das contas, todo mundo quer a mesma coisa: respeito, independente da geração. Mas como atender a esse consumidor com respeito? Qual é o melhor canal?”, questiona Karina. Uma resposta, quando o assunto é gerações Y e Z é o smartphone.

Essa ferramenta demorou para chegar no Brasil e para se democratizar. No entanto, quando isso aconteceu, foi com grande velocidade. Hoje, representa a maior oportunidade de acesso à internet para a maioria das pessoas.

Um olhar sobre os Millennials

Uma coisa importante é que os Millennials são uma geração mais qualificada, com mais educação do que os pais. “Até podemos questionar a qualidade dessa formação, mas quando temos visão relativa, vemos que é um progresso muito grande. É uma geração mais rica em referências, não só na educação formal”, explica Karina. Ela revela que, no Brasil, só 1% da população costuma fazer viagens internacionais. Mas, dessas pessoas, a geração Y é a que mais viajou. “Ela valoriza isso, tem outras referências, não é só aquilo que viu no seu bairro. Essas referências, que também vêm pela internet, impactam no que ela espera das pessoas – e das empresas”, afirma.

Essa geração também não tem vergonha de se assumir, quando o assunto é gênero. Os millennials são mais abertos a falar sobre aquilo que causava estranheza antes. “Depois do massacre de Orlando, muitas pessoas se sentiram encorajadas a se assumir. Até para dar mais força à essa voz”, revela a diretora da Reds.

Superconectados

Os dados comprovam, esta é uma geração conectada 24X7. Os Millennials ficam o tempo todo em seus smartphones, e o Brasil tem mais pessoas que se declaram viciadas em internet. Isso torna a internet sua principal forma de comunicação, entretenimento e até comércio.

E o que ele usa online? Bem, o e-mail está presente, mas também os sites de busca, as redes sociais, com o Youtuube muito presente na geração Z e o linkedin na geração mais velha, apps de mensagens, sites de notícia e de compras. “Isso significa que falar com a geração Y e não ter opção de venda online é desperdício de chance importante”, opina Karina.

O Facebook é uma unanimidade entre as gerações. Para as gerações mais novas, no entanto, destacam-se Instagram e Twitter, redes onde as pessoas se expõem mais rapidamente. “Eles não têm mais paciência para textão no Face”, brinca a diretora da Reds.

“Precisamos entender todas essas diferenças. O desafio é transformar conflito de gerações em respeito. Como se relacionar com cada uma delas?”, questiona Karina. “É preciso ter esse discernimento”, conclui.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]