Pesquisar
Close this search box.
/
/
Nem só de venda vive um e-commerce no Brasil

Nem só de venda vive um e-commerce no Brasil

Um estudo mapeou a renda extra ou aquela fora core business do e-commerce. Há casos em que o dinheiro extra representa quase 50% faturamento anual

Um movimento cada vez maior no universo do e-commerce é a busca por uma renda extra, ou seja, a monetização de produtos ou serviços que não estão no centro do negócio de uma companhia. Um movimento que já começa a ganhar corpo no Brasil.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
Esse é uma das conclusões de um estudo inédito no Brasil produzido pela Affinion (empresa líder em engajamento e renda extra no mundo), que mapeou o cenário da renda extra praticado pelos e-commerces no Brasil. Em alguns casos, o “dimdim” extra já rivaliza com o principal negócio de algumas companhias.
“As companhias aéreas são pioneiras na criação de rendas extras. Um levantamento feito no setor aéreo global (chamado The CarTrawler Yearbook of Anciliary). Em 2007, o negócio gerado fora do core business das aéreas R$ 2,1 bilhões. Já em 2016, a renda extra representou R$ 28 bilhões no mundo. Essa ideia está se expandindo rapidamente para outros negócios e a Amazon é um exemplo”, disse Ricardo Cassetari, head Latam da Affinion, um dos responsáveis pela pesquisa.
No levantamento, a Affinion entrevistou executivos dos 57 maiores e-commerces brasileiro com faturamentos anuais que variam de R$ 100 mil a R$ 10 bilhões. De acordo com o levantamento, 96% das empresas disseram que buscaram alguma forma de renda extra nos últimos dois anos. Outro dado interessante é que 51% dos entrevistados disseram que possuem alguma estratégia orientada para a busca de uma renda extra.

Tipos de renda

A pesquisa mostrou também os tipos de fontes de renda extras dos e-commerces no Brasil. O principal é o chamado marketing de afiliado (uma forma de publicidade on-line na qual o afiliado divulga produtos e serviços de anunciantes parceiros em troca de uma comissão pela venda), sendo citado por 51% dos executivos das lojas virtuais. A publicidade pura e simples também é outra estratégia de dinheiro extra muito popular no País, sendo citado por 51% dos entrevistados.
Já a venda cruzada (uma ideia inserida no centro do negócio do marketplace) foi citada por 37% dos entrevistados. Os programas de fidelidade internos (25%) e externos (19%) aparecem logo depois na pesquisa. “Penso que a grande oportunidade dos e-commerces estão nos programas de fidelidade. A Amazon Prime, que é um programa de fidelidade, cobra US$ 11 e possui mais de 80 milhões de assinantes. As empresas precisam ficar de olho nessa tendência”, disse Cassetari.

Divulgação: Affinion

E o faturamento?  

Mas e quanto isso representa para o faturamento total da companhia? O estudo mostrou que o faturamento ainda é tímido para a maioria das empresas que informaram que possuem renda extra.

Hoje, por exemplo, a grande maioria das empresas (ou 26%) disseram que a renda extra representa de 1% a 5% do faturamento total. Outros 21% disseram que isso representa de 5% a 10%. O que chama atenção é que 2% dos entrevistados informaram que a renda extra representam um impressionante faixa percentual entre 40% a 50%. “Os números mostram que as empresas que possuem uma estratégia bem definida para a renda extra tem resultados melhores daqueles que realizam ações sazonais ou não estruturadas”, afirma Claudio Felisoni, professor da USP e presidente do Ibevar – entidade que co-participou com a produção da pesquisa.
“O modelo de e-commerce puro não se sustenta. As empresas estão sempre no vermelho. É preciso diversificar o negócio com outras formas de renda extra”, disse Cassetari.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]