Pesquisar
Close this search box.
/
/
Entendendo os nativos digitais e a geração Z

Entendendo os nativos digitais e a geração Z

Melissa Vogel, CEO Brasil Kantar IBOPE Media apresenta esses jovens e mostra a necessidade das marcas estudá-los continuamente

Como entender os nativos digitais e a geração Z? Pessoas que já nasceram em um mundo conectado e tiveram contato prontamente com internet os smartphones. Esse modo de se relacionar tem total relação no modo como as marcas precisam se adaptar, mas também apontam caminhos interessantes para novos mercados, produtos e serviços.

Para debater o assunto, Melissa Vogel, CEO Brasil Kantar IBOPE Media, apresentou o painel “Entendendo os nativos e a geração Z”, durante o Conarec 2022.  E para a especialista, é preciso compreender quem é a geração Z, e entender como o uso contínuo da tecnologia influencia esses jovens nas mídias e com as marcas.

Confira a cobertura completa do Conarec 2022

Quem são os novos nativos digitais?

Quando dizemos nativos significa ter nascido, neste caso, com as tecnologias digitais presentes na vida, e essas pessoas compõem o que se chama de geração Z ou pós-millenials. Desse modo, elas são os nascidos entre o final da década de 1990 até o começo da década de 2010. Portanto, são os jovens que possuem atualmente de 12 a 25 anos de idade.

Os dados embasados por Melissa Vogel se referem à pesquisa Target Group Index, que é realizada há duas décadas. “Há 20 anos, estaríamos com um aparelho celular totalmente diferente do que conhecemos hoje, os smartphones. Esses aparelhos deram uma condição de quase super-heróis para todos nós e a geração Z, que nasceu dentro desse contexto e não sabe muito bem o que é viver em uma vida que não é conectado”, comenta a CEO Brasil Kantar IBOPE Media. Se antes, a internet discada demorava para conectar, hoje o 4G ou 5G nos possibilita estar conectados dentro e fora de casa.

Conheça o Mundo do CX

Diferente dos millenials, a geração Z presenciou a mudança na forma ou em qual equipamento se acessa a internet. “Em 2009, por exemplo, acessávamos por notebooks e computadores, uma realidade muito diferente de 2014, que os smartphones passaram a ser a principal forma de acessar a internet”, descreve Melissa Vogel. Outra transformação ainda mais recente é estar conectado a um televisor ou smart tv. “Enquanto as pessoas com 30 anos ou mais assistiram todas estas transições acontecendo, a geração Z cresceu tendo tudo isso como seu normal”, acrescenta.

32% delas estão presentes no Twitter, 81% no Instagram (81%) e 43% no TikTok

São adeptas a textos concisos, imagens e vídeos curtos

Geração Z e o consumo de conteúdo

As pessoas dessa faixa etária possuem maior adesão às plataformas digitais, das mais novas até as consolidadas. Em números, conforme o estudo Target Group Index, 32% delas estão presentes no Twitter, 81% no Instagram (81%) e 43% no TikTok. Portanto, são adeptas a textos concisos, imagens e vídeos curtos.

Esses nativos digitais, além de serem mais conectados e terem mais volume de consumo, têm outra característica diferente. “Enquanto as outras gerações que conviveram com o ambiente não conectado se basearam em deixar um rastro, uma pegada digital, ou seja, cresceram com o olhar de preencher o feed; a geração Z é dos stories. É uma geração que é protagonista do seu conteúdo, fala com as outras pessoas, interage, engaja, mas também não tem problema se isso não vai seguir de uma maneira perene, porque elas querem se expor com rapidez e fluidez”, argumenta Melissa Vogel.

“É uma geração que é protagonista do seu conteúdo, fala com as outras pessoas, interage, engaja, mas também não tem problema se isso não vai seguir de uma maneira perene, porque elas querem se expor com rapidez e fluidez” 

Ao mesmo tempo que essa geração é extremamente conectada e digital, ela também está ligada nas mais diferentes telas: 77% delas consomem TV e Internet simultaneamente, 34% buscam online pelos produtos que veem anunciados na TV, e 28% comentam online sobre os programas que estão assistindo. “É interessante que essa geração entende que as plataformas digitais e as redes sociais também são canais de interação e comunicação e de convívio social”, evidencia a CEO.

Engana-se que os jovens consomem conteúdo apenas de forma não linear. Quando estão em casa, 64% do tempo delas é assistindo TV nas emissoras abertas ou pagas. No entanto, as gerações mais velhas possuem esse consumo ainda maior: 83% do tempo doméstico.

Geração Z, nativos digitais e as oportunidade para as marcas

“É a geração seguramente mais próxima e mais preparada para o metaverso”, afirma a CEO Brasil Kantar IBOPE Media. Essa declaração é pautada em dados: 18% das pessoas de 15 a 19 anos já acessou ou acessa um ambiente virtualizado, como games; em contraposição 12% das pessoas de 20 a 34 anos já acessou ou acessa, e as demais idades é 5%.

Esses nativos digitais já entenderam que as marcas e empresas fazem parte do ambiente online. Então, 47% dos indivíduos da Geração Z seguem marcas nas redes sociais e 26% deles comentam sobre os produtos que fazem parte do seu dia a dia nessas plataformas.

Diferenças ao longo dos anos

É interessante notar como a relação dos novos nativos digitais foi ressignificada, como temas: trabalho, família e sociedade no geral. A pesquisa observou a evolução das frases que mais apareciam ao longo dos anos.

● Para 28% da geração Z, o dinheiro é a melhor medida de sucesso. Em 2002, a mesma faixa etária marcava 44% nessa afirmação.

● A preocupação com a sua própria aparência é algo notável. Em 2002, 26% dos jovens confirmavam a assertiva; agora são 39%.

● Na asserção: “Planejo bem a compra de produtos caros”, 65% da geração Z acena como relevante, enquanto 57% da mesma faixa etária (12-25 anos) em 2002.

● “É importante que minha família pense que estou bem” era uma frase apontada por 76% em 2002, enquanto 88% dos pós-millenials marcam.

● “Eu aceito os outros independente de sua orientação sexual”: 78% das pessoas com 25 anos ou mais hoje anotaram como substancial em 2002; já a 81% da geração Z a vê hoje como importante.

● “As pessoas devem me aceitar da maneira que sou” mostra um crescimento de 3% na relevância da afirmação (de 87% a 90%). “Apesar dos percentuais serem similares, existe um ponto interessante: são pessoas muito jovens e que já têm essa preocupação inerente, elas já entendem que isso faz parte do seu comportamento e sociedade”, comenta Melissa Vogel.

Os dados contribuem para refletir e entender que o estudo sobre a geração Z deve ser permanente. “Tudo está em contínua transformação, principalmente os jovens. Entender o consumidor é um processo contínuo, jamais pontual”, finaliza a CEO.


+ Notícias

Brasileiro abre Whatsapp pelo menos uma vez ao dia 

Marcas que promoveram experiência brilharam no Rock in Rio 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]