Pesquisar
Close this search box.
/
/
A mudança no varejo na visão de quem mudou o varejo

A mudança no varejo na visão de quem mudou o varejo

World Retail Congress traz entrevista com Ron Johnson, o mítico idealizador do modelo da Apple Store. Como ele encara as mudanças no varejo atual?

Imagine uma sessão de perguntas e respostas com um dos grandes inovadores da história do varejo. Imagine uma plateia onde varejistas experientes questionam esse personagem sobre as perspectivas do varejo no pós-pandemia. Essa foi a proposta de uma sessão de Q&A do World Retail Congress com Ron Johnson, idealizador do modelo da Apple Store. Ron foi o head de Operações de Varejo da Apple, respondendo diretamente a Steve Jobs e, depois, mais recentemente, ao CEO, Tim Cook.

Ron criou uma série de inovações em seu período na empresa que trouxe a revolução do iPhone para o mercado global. Depois de uma carreira bem-sucedida como líder de design da Apple, em que viabilizou e aprimorou muitas das visões do lendário Steve Jobs, Ron hoje é CEO da Enjoy, empresa que fundou para oferecer serviços baseados em tecnologia que permitam às varejistas se conectarem com seus consumidores. A Enjoy revolucionou o conceito de “Comércio em casa”, trazendo o melhor das lojas diretamente para os clientes.

Nesta conversa com Lovelda Vicenza, mestre de cerimônias do World Retail Congress, Ron Johnson conta como consegue oferecer um novo canal de interação transacional com os clientes, que reproduz a melhor experiência possível, e vai além, procurando levar até eles o que há de mais excitando no varejo global diretamente às suas residências.

A dinâmica da entrevista incluiu perguntas pré-gravadas com algumas das mais destacadas lideranças do varejo global. Ron foi questionado sobre como enfrentar tantas e tão frequentes disrupções que afetam o varejo. Para ele, os dois últimos anos não trouxeram mudanças que já não estivessem em curso nos anos anteriores. A questão-chave para ele, é a “ última milha”, a forma pela qual é possível evitar que o consumidor se frustre na compra on-line. Chip Bergh, CEO da Levi’s, perguntou a Ron sobre a queda da JC Penney, considerando que o ex-executivo da Apple teve breve experiência na decadente rede americana de departamentos.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente 

Ron Johnson comentou que foi muito difícil transitar por uma rede tão envelhecida e desconectada das novas gerações. Ele ressaltou que a empresa estava carregando o peso de um conceito antigo e que os executivos não tinham uma visão clara de um mundo em mudança. Ele tentou persuadir as pessoas da empresa, mas sem sucesso. “Não consigo mudar as pessoas, apenas tentar influenciá-las, tentamos mudar a JC Penney muito rápido e o time não conseguiu acompanhar essa velocidade, que era necessária diante de tantas mudanças no comportamento do cliente”, afirmou.

Walter Robbs, ex-CEO e fundador da Whole Foods, perguntou, diretamente da plateia, sobre a expansão acelerada do modelo da Apple Store mundialmente. Ron comentou que tudo se deve a valores centrais, que as pessoas abracem, que tenham senso de pertencimento e propósito claro. Ele diz que o modelo vencedor da Apple se deveu a essa cultura que defendeu firmemente a clareza de propósitos, capaz de fazer o time enxergar o quanto a empresa muda a vida das pessoas. E nada passou a ser mais importante do que difundir esse propósito para cada vez mais localidades. Comunidade, cultura e propósito senão os 3 pilares que sustentam uma operação de varejo nos moldes da Apple Store.

Leia mais: O que muda no varejo pós-pandemia? Respostas diretamente de Roma para você

E como o executivo vê o futuro das lojas físicas, particularmente das lojas de departamento?

Na opinião do idealizador da Apple Store é decisivo pensar na conveniência do consumidor. Tudo se resume à última milha, à capacidade das empresas estarem na porta da casa dos clientes no menor tempo possível. Não importa que seja uma pizza de US$ 10,00 ou um iPhone de US$ 1000,00. Grandes lojas de departamento não fazem tanto sentido nos dias de hoje porque as compras dos consumidores são fracionadas e, ao invés de comprar de tudo em um só local, os clientes procuram por artigos em múltiplas lojas. De todas, a exigência é a mesma: receber o produto no menor tempo possível: “a conveniência e a redução de tempo vêm antes de tudo na definição de experiência do cliente”, ressalta o inovador.

Ron Johnson não se considera um executivo bem-sucedido: “Em minha carreira, tive meus momentos, tentei transformar algumas coisas e muitas vezes não consegui. Na Target, eu consegui estabelecer parcerias com grandes designers, mas levou muito tempo até que essa estratégia se mostrasse bem-sucedida. Mesmo na Apple Store as coisas foram difíceis. Demorou tempo para que ela se tornasse o sucesso atual. Lojas daquele tamanho, com milhares de empregados? “Isso não fazia sentido e por isso, sempre digo que sucesso vem com o tempo. E aprendo mais com os insucessos e com o que posso aprender disso, do que com os sucessos. Eles são consequência da execução da estratégia”, afirmou o executivo.

Para finalizar, Ron Johnson falou sobre a sua visão dos consumidores do futuro. O que pode mudar nos próximos 10 anos? Para ele, haverá muitas mudanças, novos formatos de loja, especializada ou de conveniência. Um modelo ou outro deve priorizar a experiência do cliente, procurando valorizar o tempo do cliente, utilizando tecnologia para melhorar essa experiência e tornar a loja reconhecível. Não há mais espaço, segundo o CEO da Enjoy, para lojas ruins, comuns e que não se preocupam obsessivamente com o cliente.

São lições que valem muito inclusive para mercados nacionais. Estudar o quanto as lojas podem se conectar com comunidades e oferecer experiências gratificantes é essencial para criar negócios bem-sucedidos.


+ Notícias

E-commerce sustentável vira tendência no Brasil e se torna pré-requisito para alcançar o sucesso da marca

Lojas híbridas e a influência da Geração Z: confira as tendências do varejo global

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]