Pesquisar
Close this search box.
/
/
Chegou o dia da minha autoentrevista

Chegou o dia da minha autoentrevista

Sempre quis escrever sobre esse tema, mas confesso que ainda não tinha me dado conta de que tinha todas as respostas

Algumas pessoas me perguntam, por que uma profissional de marketing como eu buscou uma especialização na área da saúde, mais precisamente sobre o processo de envelhecimento do ser humano?

Outra questão que aparece com frequência em minhas conversas com familiares, amigos e colegas de trabalho e do mercado: “Tati, o que você pretende fazer com o conhecimento adquirido na pós-graduação de Gerontologia – você está em transição de carreira? Ou vai montar uma agetech (startup a serviço dos 50+ com novas tecnologias)?”

Esses são alguns dos intrigantes e recorrentes pontos de interrogação que há quase dois anos me rodeiam, desde que anunciei ter sido aprovada no processo seletivo da pós em “Geronto” do Hospital Israelita Albert Einstein.

A verdade é que, no início, eu mesma não tinha clareza sobre as respostas, muito pelo contrário. Em vários momentos, eu me perguntava: qual seria o meu destino? Para onde essa jornada vai me levar?

E quer saber?

Não por coincidência fiz meu mestrado em Análise do Comportamento Humano na Psicologia, lancei meu primeiro livro “Empatia, humanização além do marketing” durante a pós-graduação, e ganhei de presente da Mondelez Brasil a possibilidade de estruturar o cargo de diretora de Excelência de Marketing na companhia, onde atualmente os meus objetivos são transformar a inovação, humanizar o marketing e promover impacto na organização.

A partir dessas coincidências, ou melhor, sincronicidades, descobri que meus propósitos de vida e carreira são um só e me conectam em corpo, mente e alma.

Afinal, como falar sobre Empatia, Humanização e Inovação em eventos corporativos, palestras, podcasts, entrevistas e artigos de opinião sem conhecer, de fato, o SER HUMANO?

Quanto a ter decidido fazer Gerontologia, a resposta é simples: o processo de envelhecimento é natural do humano. Envelhecemos desde o dia em que nascemos e muitos de nós chegarão a essa etapa da corrida da vida.

Entender a respeito desse processo de forma holística e integral é o que me permite poder empatizar e propor soluções inclusivas e não estereotipadas.

Posso afirmar, portanto, que hoje sou uma profissional do Marketing Humanizado.

Com relação a me manter ou não no mundo corporativo, vocês, assim como eu, podem estar curiosos para saberem a resposta. A verdade é que ainda há muito a fazer:

– o marketing precisa acelerar na agenda da humanização;
– a empatia se faz mais do que necessária como habilidade essencial de todos os líderes do presente e do futuro;
– e a inovação precisa fazer a diferença na vida das pessoas e no mundo em que habitamos.
Não basta mais ser um expert em novos métodos, saber utilizar as ferramentas e ter o dicionário das novas palavras da inovação atualizado. É preciso saber de GENTE.

Então, sem mais delongas, enquanto houver espaço para liderar essa agenda, a minha resposta é SIM, diga ao povo que fico!

Porque, nunca é demais ressaltar, é fundamental conhecer sobre o SER HUMANO para atuar nessas frentes.

Ah, mas e sobre as startups? Você pretende criar uma agetech?

Essa é uma pergunta instigante, ainda mais para quem já foi fundadora de uma startup como eu – iniciei minha carreira como sócia do ParPerfeito, que seria hoje uma espécie de “avô do Tinder”.

Primeiro pelo fato de que estamos falando de um verdadeiro oceano azul. Se compararmos o mapa de startups focadas no público 50+ nos Estados Unidos versus no Brasil é visível o tamanho da oportunidade que se descortina.

Em segundo lugar, sabendo que, no Brasil, uma em cada quatro pessoas já tem 50 anos ou mais, a chamada “economia prateada” cresce a duplo dígito e a projeção é de que, em 2043, mais de 40% da população terá mais de meio século, inclusive eu, é impossível não estar atento ao que vai surgir em termos de produtos e serviços para esse público – de bem-estar a cuidados, passando por mobilidade e plataformas de inclusão, tudo pode ter um enorme potencial.

Agora, como especialista em Gerontologia que sou, tenho ainda mais conhecimento para aportar no mundo empresarial.

Esse duplo papel mostra que ter estudado análise comportamental e Gerontologia é um grande diferencial na minha carreira e que sou capaz de contribuir ainda mais com a área de inovação dentro de uma companhia.

Ao entender sobre comportamento, consigo empatizar e trazer o olhar “multi” para gerar novas perspectivas e conexões.

Assine nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Ao longo dos últimos 15 anos, me tornei uma intraempreendedora corporativa!

Meus maiores desafios sempre estiveram em buscar novas oportunidades de negócio, criar áreas do zero, e promover avanços na agenda de uma organização.
Preciso confessar que adoro o que eu faço!

Enquanto esse espaço existir nas agendas das empresas eu quero seguir empreendendo.

Acho que, finalmente, enderecei as principais perguntas que me fizeram – e que eu mesma me fiz, repetidas vezes, no decorrer de 2022.

Esta época de balanço e reflexão de fim de ano certamente ajudou.

Só ficou faltando mesmo uma única questão – essa feita da Tati diretamente para Tati, sem escalas: “e aí Tati, você vai, em algum momento, migrar para a área da saúde, onde atuam seus familiares?”

(Respirei fundo para responder essa.)

Confesso que colocar o crachá de diretora de Marketing de uma multinacional que eu admiro e da qual me sinto parte como a Mondelez International e, ao mesmo tempo, vestir o jaleco branco do Hospital Albert Einstein foi uma combinação que nunca imaginei vivenciar.

É uma honra poder levar duas marcas desse porte comigo e sou grata pela vida ter me proporcionado essa oportunidade maravilhosa e essa experiência única.

Contudo, neste momento ainda não.

Minha missão tem sido justamente levar os princípios da área da saúde para o mundo corporativo traduzidos em colocar o ser humano no centro de tudo que fazemos, compartilhando o conhecimento sobre o comportamento para direcionar a inovação e, acima de tudo, procurando praticar o acolhimento dentro dos times.

Conheça o Mundo do CX

Ser humano, conhecimento e acolhimento. Esses são os elementos que compõem o tripé dessa minha jornada!

Então, ao Time Mondelez muito obrigada por mais um ano incrível!

Ao Hospital Israelita Albert Einstein e à minha coordenadora, Ana Cristina Aguiar, meus agradecimentos por me aceitarem com tanto carinho!

Também agradeço a todos que, ao longo da minha jornada como aluna da pós-graduação em Gerontologia, foram me fazendo perguntas e mais perguntas, uma vez que sem elas eu não teria conseguido chegar aonde cheguei.

Inclusive porque tenho agora mais clareza do que espero e quero viver nesta vida.

E que venha 2023!

*por Tati Gracia Diretora de Marketing Excellence e agora também Gerontóloga


+ Notícias

Por que brindar com espumante no final do ano?

Dolce Gusto Neo abre flagship com olhar sustentável para o futuro

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]