Pesquisar
Close this search box.
/
/
Mesmo com a venda de duas bandeiras, empresa da Farmais eleva prejuízo em 2016

Mesmo com a venda de duas bandeiras, empresa da Farmais eleva prejuízo em 2016

A BR Pharma passa por um mau momento, segue com níveis elevados de endividamento, queda nas vendas e problemas com fornecedores. Entenda como está a empresa

O momento difícil da BR Pharma, de varejo farmacêutico, não passa. Mais uma vez, a companhia registrou prejuízo. No ano passado, foram R$ 424,4 milhões em prejuízo – um número bem maior que os R$ 283,2 milhões verificados em 2015.
E isso mesmo após a venda das bandeiras Mais Econômica e Drogaria Rosário, entre 2015 e 2016. Agora a companhia detém as marcas Farmais, Big Ben e Sant’ana.
A má fase da empresa não é de hoje. Tanto que a empresa iniciou uma reestruturação há cerca de dois anos para tentar se recuperar de sucessivas quedas no valor das suas ações após André Esteves, ex-acionista controlador da companhia e presidente-executivo do BTG Pactual, ter sido preso na operação Lava Jato ao final de 2015. Naquela época, o banco detinha 37% da companhia.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
Ainda assim, os resultados não chegaram. O valor da dívida da companhia, ao final do quarto trimestre do ano passado, chegou a R$ 568,7 milhões – o valor representa mais de 30% do total de vendas da empresa no ano, cujo total foi de R$ 1,59 bilhão.
O aumento do endividamento se justifica, uma vez que a companhia não tem conseguido gerar caixa suficiente para operar com saúde. Para se ter uma ideia da fragilidade, a BR Pharma encerrou o ano com posição de caixa de apenas R$ 39,8 milhões.
Com isso, a BR Pharma resgatou suas debêntures – títulos de dívidas da empresa – e recorreu a mais empréstimos. “Para adequar o nível de endividamento da Companhia ao contexto operacional atual, foram resgatadas as debêntures da 4ª. e 5ª. Emissão e novas linhas de financiamento foram tomadas com o objetivo de financiar a recomposição do capital de giro e viabilizar a retomada do crédito junto aos fornecedores para regularização do abastecimento e elevação dos estoques, para o processo de retomada do nível de vendas das plataformas Big Ben e Santana”, explicou a companhia.
A situação da companhia se agravou com a crise. As vendas caíram 38% ao longo do ano e quase 64%, considerando apenas os três últimos meses do ano. “A redução apresentada foi principalmente em função do desequilíbrio no capital de giro devido, principalmente, à redução do nível de estoque”, disse a empresa em relatório.
A ruputura nas lojas se agravou devido a problemas com fornecedores. “O elevado nível de endividamento e concentração de boa parte das obrigações no curto prazo ocasionaram uma piora sensível no capital de giro da companhia, trazendo reflexos como a perda de crédito junto aos fornecedores e consequente queda substancial no abastecimento e nos níveis de estoques ao longo de todo o exercício”, disse a empresa.
Para evitar maiores derrocadas, a empresa ao longo do exercício de 2016 realizou a integração administrativa “aproveitando a sinergia e racionalizando recursos, o que amenizou o consumo de caixa no cenário desfavorável de redução de receita e baixo nível de abastecimento”.
Outras iniciativas têm sido adotadas, além das vendas das bandeiras, como a concentração da operação de lojas próprias nas regiões Norte e Nordeste; a Racionalização e otimização de despesas e de toda a estrutura de backoffice e centralização de grande parte destas atividades na cidade de Belém (PA); ajuste e racionalização no plano de sortimento das plataformas Big Ben e Sant’ana; melhoria de controles e gestão para manutenção de margens, gestão dos estoques e acompanhamento de resultado de lojas.
Ao todo, a empresa tem 820 pontos de venda em todo o País, sendo que 447 são da rede de franquias Farmais e as demais 373 são próprias. Entre 2015 e 2016, a companhia reduziu em 159 o número de lojas próprias. Além disso,  no ano passado qualquer plano de expansão foi deixado de lado: o foco foi no aumento da rentabilidade das operações e geração de caixa.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]