Pesquisar
Close this search box.
/
/
Mercado vegano impulsiona empresas e startups

Mercado vegano impulsiona empresas e startups

A busca por alimentação saudável envolve até proteína de gafanhoto e movimenta um mercado de bilhões de dólares

O consumidor está mais consciente aos seus hábitos alimentares, optando por cada vez mais dietas que visam prevenir doenças e uma busca por uma vida alimentar mais saudável. Prova disso, é que 72% dos brasileiros aumentaram os cuidados com a alimentação nos últimos tempos, de acordo com a Abiad (Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres).

O movimento crescente do mercado vegano e vegetariano passou também a atrair os flexitarianos – que são os comem carne de forma mais ocasional. Para se ter uma ideia, o mercado de alimentos veganos valia U$$ 15,6 bilhões em 2021 e deverá ultrapassar U$$ 34,24 bilhões até 2028, de acordo com uma pesquisa realizada pela SKyQues.

O Brasil vem se destacando como um dos mercados mais promissores para a venda de produtos naturais e saudáveis, ocupando o quarto lugar no ranking global dos países que mais vendem alimentos e bebidas saudáveis.  Em relação ao crescimento do mercado de suplementação, ainda de acordo com Abiad, o consumo de suplementos alimentares no Brasil aumentou 10% em cinco anos.Os dados do último ano da pesquisa mostraram que pelo menos uma pessoa tinha o hábito de consumir suplementos alimentares em pelo menos 59% dos lares brasileiros.

Assine nossa newsletter! Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Como as marcas estão se comportando frente a esse consumo?

De fato, o mercado vegano tem vivenciado um crescimento notável nas últimas décadas, impulsionado por uma demanda crescente por produtos e serviços alinhados com os valores de sustentabilidade e saúde. Esse comportamento do consumidor, reflete em uma mudança para empresas que estão dispostas a investirem e criarem demandas que atendam o consumidor.

Grandes empresas têm reformulado seus produtos e feitos investimentos robustos para atrair esses consumidores. Como não se lembrar de um dos negócios mais ousado na indústria alimentar, quando a Danone adquiriu a Whitewave, uma empresa de alimentos à base de vegetais que vendia leite de amêndoa e salada orgânica, por impressionantes U$$ 10 bilhões.

Edmar Mothé, CEO da Bio Mundo, responsável por diversas redes de lojas de produtos naturais, alimentação saudável e nutrição esportiva do país avalia que grande parte do faturamento da venda de produtos naturais está no modelo em granel, formato de compra mais flexível, seja por peso ou por unidade dos produtos.

“O granel é um dos carros chefes da casa, somente ele é responsável por mais de 20% do faturamento mensal da rede. Isso comprova a grande adesão do público por essa modalidade, trazendo mais economia, pois compra-se apenas o que será consumido e não há o uso de embalagens industrializadas, reduzindo o uso de plásticos e papéis”, conta Mothé, ao afirmar que esse estilo de compra também tem benefícios, pois os produtos a granel têm menos aditivos que podem ser prejudiciais à saúde.

Já a Liv Up, marca de alimentos e refeições saudáveis, utilizou da estratégia com influencers digitais para produzir uma linha de produtos em conjunto com a culinarista e apresentadora Bela Gil, além de parceria com Luísa Motta.  

Outro exemplo é a Wickbold, marca que produz linhas de pães especiais e com grãos, que amplificou suas ativações junto a produtores de conteúdo.  A estratégia de atração do público com o envio de kits com seus produtos para influenciadores do segmento e o patrocínio de publicações nas redes sociais das parcerias, renderam uma taxa de 60% de engajamento em só uma ação com influenciadores vegetarianos e veganos.

Conheça o Mundo do CX

Tecnologia e a revolução do consumo saudável

O cenário alimentar está passando por uma revolução, com uma demanda crescente por alternativas. A busca por alimentos sustentáveis e saudáveis está cada vez mais em alta. Diversas startups ao redor do mundo estão despertando a atenção por meio de suas inovações na produção de alimentos, com o objetivo não só de serem mais saudáveis e sim contribuir para todo o ecossistema ambiental.

A Hakkuna é uma startup brasileira que vem conquistando destaque por sua abordagem na produção de alimentos. Ela cultiva grilos para a fabricação de salgadinhos, barras de cereais e farinha proteica. Essa farinha de grilo pode ser utilizada como ingrediente em diversos alimentos, como bolos, pães e biscoitos. Além de serem uma fonte rica em proteínas, os grilos são uma alternativa mais sustentável em comparação com a produção convencional de carne.

Fundada em São Paulo, a startup Behind the Foods está revolucionando a indústria de alimentos ao produzir carnes vegetais. A empresa utiliza ingredientes como ervilha, batata konjac, fécula de batata, proteína isolada de soja, combinados por inteligência artificial, para criar produtos que sejam equivalentes em sabor e textura à carne convencional.

Diretamente de Israel, a startup Hargol cultiva gafanhotos para a produção de uma farinha com 70% de conteúdo proteico, rica em aminoácidos. O que torna ainda mais notável é o sistema de criação desenvolvido, que altera o tempo de incubação dos ovos de 40 semanas para entre 2 e 4 semanas. Com investimentos aportados de até US$ 2,5 milhões até o momento, a Hargol está demonstrando como os insetos podem ser uma fonte sustentável de proteína para o futuro.

Essas startups estão demostrando o quanto a tecnologia pode ser uma aliada na forma como os alimentos são produzidos e a forma como consumimos, à medida que cresce cada vez mais o interesse do consumidor por soluções mais saudáveis e mais sustentáveis.



Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]