Pesquisar
Close this search box.
/
/
A relação entre o uso do LSD e um passeio de bicicleta

A relação entre o uso do LSD e um passeio de bicicleta

"O LSD tornou-se uma substância controlada em 1968. No entanto, banir a droga também fez com que as pesquisas fossem interrompidas"

Em 19 abril de 1943, em um laboratório suíço, o químico Albert Hofmann tirou os óculos e os apoiou sobre a mesa. Sua percepção sensorial estava incrivelmente aguçada, e ele estava tendo alucinações. Ele tinha certeza de que estava morrendo e, como não queria morrer no laboratório, voltou para casa de bicicleta. A viagem não saiu como o planejado. Tudo o que surgia em seu campo de visão ficava distorcido. Uma hora antes, Albert Hofmann deixou cair acidentalmente em seus dedos um pouco do LSD usado em um dos seus experimentos. Ele havia testado o agente em ratos na tentativa de criar uma substância capaz de estimular a respiração e a circulação, mas eles não reagiram. Ele então guardou o composto junto a outras centenas de invenções mal sucedidas. Agora, seu próprio corpo dizia que havia algo nessa substância que merecia ser investigada. Assustado, Hofmann chamou um médico, que lhe disse que não havia nada de errado. Mas, de repente, a paranoia infernal se transformou em um estado de euforia. Foi aí que Hofmann entendeu uma característica básica dessa experiência psicodélica: ela despertava emoções e sentidos. O químico imediatamente percebeu o potencial do alucinógeno sintético que havia descoberto por acaso.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Cientistas americanos souberam da descoberta. E a introdução do LSD foi parte de uma grande operação da CIA sobre o controle da mente durante a Guerra Fria. Ela temia que a China e a União Soviética estivessem desenvolvendo métodos para limpar a mente de agentes americanos. Contrataram então psiquiatras do Ocidente para pesquisar os efeitos da substância em milhares de civis inocentes. Soldados ingleses e americanos eram orientados a praticar exercícios sob influência do LSD. E, no porão de um hospital dinamarquês, mais de 400 pacientes da ala de psiquiatria recebiam uma dose dez vezes maior de LSD do que o normal. Isolados sem nenhum tipo de apoio terapêutico, alguns cometiam suicídio; outros ficavam traumatizados para o resto da vida.

Mesmo assim, não foi por causa desses repugnantes experimentos que o LSD se tornou famoso. Hoje, a principal associação que fazemos da substância diz respeito à subcultura da flower-power (símbolo dos movimentos hippies), à arte psicodélica e aos protestos contra a Guerra do Vietnã. O LSD tornou-se uma substância controlada em 1968, o que aumentou sua popularidade nas ruas. No entanto, banir a droga também fez com que as pesquisas fossem interrompidas. Depois de tornar-se moribunda por décadas, as pesquisas psicodélicas estão renascendo. Projetos piloto mostram resultados promissores no seu uso para o tratamento da ansiedade de doentes terminais, estresse pós-traumático e outras aflições. Em uma dessas pesquisas, 80% dos veteranos de guerra testados apresentaram melhora. Esse tipo de pesquisa está sujeito a uma supervisão legal rigorosa. Mas se a tendência continuar, o LSD pode um dia ser renomeado como uma substância terapêutica. Albert Hofmann e a primeira viagem do LSD são comemorados todo 19 de abril, o dia em que ele fez uma viagem para casa em outra dimensão: o Dia da Bicicleta.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]