Pesquisar
Close this search box.
/
/
Conheça a loja repaginada da Aramis no Shopping Iguatemi

Conheça a loja repaginada da Aramis no Shopping Iguatemi

Saiba os motivos da mudança segundo o CEO da Aramis, Richard Stad, em entrevista à revista NOVAREJO. Confira também as fotos da nova loja

A intenção de repaginar a marca em um dos pontos mais nobres da cidade de São Paulo demandou meses de reflexão sobre como a modernização poderia trazer de volta a imponência e a elegância da Aramis, no Shopping Iguatemi. A missão era árdua pelo significado que aquilo traria. Essa era a loja inaugural da marca, a que representa o início do caminho traçado desde 1995 pelo francês Henri Stad, fundador da Aramis e hoje presidente do Conselho de Administração da companhia.

Seu filho, Richard Stad, atual CEO da grife de roupa masculina, reconhece que a reforma da loja no Iguatemi coloca a marca no ápice de uma virada épica, digna de um romance aventureiro e heroico como Os Três Mosqueteiros. O clássico do escritor francês Alexandre Dumas foi a inspiração da marca, que adotou o nome de um dos protagonistas.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

Após atuar em diferentes áreas da empresa, do estoque e atacado à direção comercial, Richard assumiu o comando dos negócios em 2014, aos 29 anos, com uma visão de futuro que rendeu à Aramis o dobro de lojas, desde que o pai passou o bastão para o cargo de presidente.

Na época, Richard negociou um investimento de R$ 100 milhões com o fundo 2bCapital, que passou a controlar 48% da empresa. Desde então, já são 83 lojas – 45 próprias e 38 franquias. Uma expansão, em quatro anos, de mais de 40 unidades, com outras 10 previstas para até o fim de 2018. Os planos também projetam crescimento no faturamento, que foi de R$ 252 milhões, em 2017, para R$ 292 milhões este ano, o que representa uma alta de 17%.

Crédito: Douglas Luccena

Neste mês de agosto, a Aramis também inaugurou um centro de distribuição com 5.000 metros quadrados na cidade de Serra, região metropolitana de Vitória, no Espírito Santo, transferindo a logística centralizada de São Paulo para um modelo mais eficiente de reposição de peças a todas as lojas, franqueados e multimarcas, espalhadas por todos os estados brasileiros.

“Timing na vida é tudo”, diz o CEO Richard Stad. “Entendemos que a marca evoluiu muito nos últimos anos. E como a gente abriu muitas lojas pelo Brasil percebemos a necessidade de transformar nossa primeira loja, no Iguatemi”, conta. Foram quatro meses pensando em como mudar o conceito da loja para um “verdadeiro case de varejo”, segundo Stad.

A reforma, no entanto, começou a apenas um mês da inauguração, precisamente, no dia 1º de agosto, a menos de duas semanas do Dia dos Pais. “Foi tudo estrategicamente pensado. Queríamos usar o Dia dos Pais porque é nosso segundo melhor mês de vendas. Era uma excelente oportunidade de apresentar essa evolução da marca em uma semana que a moda masculina estaria em alta por causa da data”, afirma Stad. Na primeira semana com a loja nova, a Aramis registrou alta de 80% nas vendas, no Iguatemi, em relação ao mesmo período do ano passado.

A velha nova loja

O ponto de mudança crucial foi a retirada total do espaço que o caixa de pagamento e o balcão ocupavam no ponto. A tecnologia de pagamento móvel, atrelada a um sistema robusto na nuvem – sem a necessidade de um desktop para registrar uma compra –, conseguiu dois triunfos: área livre disponível e experiência para o cliente, que não precisa enfrentar filas no caixa nem ter aquele momento de tensão à espera no balcão. “A relação entre vendedor e cliente fica muito mais próxima. O consumidor pode fechar a compra tomando um champanhe oferecido por nós e sentado em uma das poltronas”, sugere Richard. A ideia é deixar mais leve a parte do fechamento, já que todos os vendedores recebem um iPhone para fazer o processo de pagamento enquanto atendem os clientes. “Isso evita filas, principalmente em épocas festivas”.

A dinâmica é a mesma de uma loja da Apple, case clássico que inspira o varejo a transformar o ponto de venda em experiência. Por trás do novo sistema da Aramis está a Teamwork Retail, mesma responsável por revolucionar a loja física da Apple ao retirar toda a operação de caixa e colocar nas mãos de cada vendedor sua própria ferramenta de atendimento no fechamento da compra, com um iPhone ou iPad. O CEO da Aramis garante a migração da tecnologia para todas as lojas da rede.

Foram três anos de testes e estudos para, finalmente, implementar o conceito no Iguatemi. “Toda inovação tem seu tempo de maturação e ajuste. Trazer algo novo para o mercado dá um pouco mais de trabalho”, afirma Stad. A tecnologia permitiu que a loja recebesse nova ambientação. A retirada do caixa, por exemplo, beneficiou os três provadores, que ganharam mais espaço e maior destaque.

O projeto arquitetônico, desenvolvido pelo escritório Dezoito – especializado em reformas de lojas de shoppings –, valorizou a localização privilegiada da Aramis no Iguatemi, que está no fim da rampa da entrada principal do shopping. A fachada é a única que tem uma composição diferente de qualquer outra loja da Aramis no Brasil.

Vitrine

Antes, a vitrine ocupava toda a fachada, mas no novo projeto os manequins e as roupas expostas foram reduzidos à metade e na outra parte, Richard Stad, com os arquitetos, resolveu revestir, o que antes era vidro, com uma moderna e minimalista empena cega, exibindo apenas o logo da Aramis. “Foi um trade-off interessante e muito pensado. O que fizemos foi ousado, mas causou impacto e criou um ambiente convidativo ao cliente para dentro da loja”, acredita o CEO.

Por dentro, os 100 metros quadrados da loja do Iguatemi foram valorizados, e a unidade parece ter aumentado de tamanho. As araras com paletós e camisas foram reduzidas para 15 centímetros rente às paredes da loja e, assim, os corredores ficaram maiores.

Uma das colunas estruturais do shopping, que ocupa o centro da loja, também foi remodelada. Antes, ela abrigava um gravateiro, que foi substituído por espelhos e uma televisão vertical de 88 polegadas, transmitindo conteúdo institucional. A mudança da Aramis aponta para uma tendência das lojas físicas de expor menos peças para promover mais experiência. “A gente estudou no projeto como a loja podia ganhar espaço dentro da mesma metragem. A disposição anterior não trazia essa mesma eficiência”, afirma Richard.

Identidade

A nova loja da Aramis mostra como o varejo tem apostado nas lojas físicas como reforço de identidade de uma marca consolidada no mercado. Isso, segundo Richard Stad, deve ser a principal preocupação de varejistas que têm visto suas vendas caírem nos pontos físicos. “Varejo não é acertar. É errar menos. O varejo é muito dinâmico e, com agilidade, os bons cases do setor conseguem corrigir, rapidamente, os erros e gerar uma percepção positiva. Porque, no fim, a gente quer que o consumidor perceba essa transformação”, diz.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]