Pesquisar
Close this search box.
/
/
Liderança exponencial: cinco provas de que o líder do futuro é humano

Liderança exponencial: cinco provas de que o líder do futuro é humano

Autora que atua no Vale do Silício, Tonia Casarin defende um novo perfil de liderança que foca em resultados, mas colocando as pessoas no centro

Depois de passar uma década trabalhando com inteligência emocional, desenvolvimento de liderança e comportamento humano e investigando as habilidades essenciais para que líderes possam desempenhar seus papéis nas organizações e na sociedade, Tonia Casarin, autora best-seller, chegou à conclusão de que já é hora de um novo modelo de gestão aflorar.

Em um mundo em que as mudanças acontecem rapidamente, sai de cena a liderança pautada no comando e controle para alcançar resultados, e ganha força a que foca em como atingir essas metas, mas colocando as pessoas no centro. É esta a ideia que ela defende em seu novo livro “Liderança exponencial: A transformação humana é o motor dos líderes do futuro”.

Tonia, que é mestre em Liderança com foco no desenvolvimento de Competências Socioemocionais pela Universidade de Columbia, Nova York, pesquisadora e palestrante – já se apresentando duas vezes no TEDx – e hoje atua como consultora no Vale do Silício, acredita que quanto mais a evolução tecnológica se acelera, mais as pessoas têm que se tornar humanas.

“Não existe transformação digital sem transformação humana”, defende. Nesta entrevista, ela sintetiza as principais ideias do seu livro, aponta cinco provas de que o líder do futuro é humano e dá sugestões de como começar a mudança agora.

O que é uma liderança humana

“A liderança humana significa escolher investir no ser humano de forma ampla, para que ele se torne tanto um profissional, quanto um indivíduo e cidadão melhor”, conceitua Tonia Casarin.

Da mesma maneira, líderes humanos são aqueles que estão em busca de se tornarem a melhor pessoa que podem ser, construindo melhores organizações, criando e nutrindo relacionamentos positivos e produtivos e desenvolvendo sua contribuição e legado para o mundo. Além disso, segundo ela, estes líderes não fingem ser quem não são.

Este novo perfil de gestão e de gestores vem se fazendo cada vez importante com o avanço de um cenário dominado pela tecnologia, embora ainda haja um caminho a percorrer para a mudança de paradigma. Em suas pesquisas, a autora se deparou com muitos líderes presos à busca “mecanizada” por resultados a qualquer custo, pressionados por processos, números e metas inalcançáveis.

“A maioria das lideranças atuais vivem rotinas tão presas ao excesso de racionalidade que deixam as métricas de resultado comandarem seu coração e seu corpo. Sentem-se exaustas o tempo todo e ainda sofrem as consequências com o desequilíbrio de todas as áreas da vida. São profissionais super bem-sucedidos, porém infelizes, sem um propósito claro e se sentindo vazios”, compartilha a consultora do Vale do Silício.

Por isso, ela ressalta ser tão urgente a valorização das habilidades sociais e emocionais e a adoção do papel de uma liderança verdadeiramente humana, voltada às pessoas. “Sem a integração entre nossos objetivos profissionais e nossa humanidade, não nos sentiremos completos nunca”, diz.

Cinco provas de que o líder do futuro é humano

Em seu livro mais recente, Tonia Casarin defende a importância de uma liderança humana e lista cinco provas de que o líder do futuro é humano. São elas:

Produtividade

Um ambiente humanizado, que preza pelo bem-estar da equipe, torna as empresas mais produtivas do que práticas de liderança baseadas no conceito de controle e eficiência a qualquer custo.

“É legítimo buscar produtividade e eficiência, mas a verdade é que a maneira como estamos trabalhando não funciona mais. Salário, estabilidade e diversos outros benefícios já não mais os únicos critérios para diferenciar um bom emprego de um ruim, as pessoas estão buscando algo além”, argumenta.

Assine nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Retenção de talentos

Construir significado no trabalho é uma vantagem competitiva na busca e retenção dos melhores talentos. Por sua vez, os talentos têm relação direta com a performance e o desempenho dos negócios. Segundo Tonia Casarin, a maioria das organizações descobre que seus indicadores aumentam à medida que os colaboradores se reconhecem no propósito da empresa.

Cultura colaborativa da empresa

“Em uma empresa, a colaboração pressupõe a criação de uma cultura mais aberta e empoderada e a existência de uma estrutura multiorganizacional em que todos são ouvidos e suas ideias consideradas. É o contrário do sistema de comando e controle”, defende.

Neste sentido, o papel do líder é propor a instauração de ambientes mais colaborativos, reforçando que o princípio faça parte da cultura da empresa.

Desenvolvimento de carreiras

Um modelo de gestão mais humanizado mostra como as lideranças pensam e reconhecem cada integrante da equipe, ajudando-o a se desenvolver de maneira ampla, tanto na vida profissional quanto na pessoal.

Este impulsionamento faz com que cada colaborador se arrisque a tentar coisas novas, que podem mudar não só sua carreira, mas trazer resultados à organização. “É papel do líder humano capacitar e investir nos talentos”, comenta.

Conheça o Mundo do CX

Compaixão como força positiva

Uma liderança humana traz reflexos para os próprios líderes – que se sentem menos sozinhos, são melhor vistos e reconhecidos, constroem relacionamentos mais positivos e demonstram melhor entendimento da empresa – e para os colaboradores – que se sentem em um ambiente seguro, onde não têm medo de se mostrar vulneráveis.

Dessa maneira, para Tonia Casarin, fica fácil perceber como a compaixão é uma força positiva nas organizações e uma competência fundamental no mundo que está se desenhando para o futuro.

Líderes humanos na prática

Segundo a autora e palestrante, a liderança humana é uma tendência que veio para ficar. Por isso, as empresas que não se adaptarem poderão perder talentos e ficar para trás na performance financeira. Os jovens, principalmente, são os que mais procuram ser valorizados no ambiente profissional e não toleram mais culturas tóxicas, que não permitam seu desenvolvimento.

Então, para fazer a ideia funcionar, o primeiro passo é entender que a real liderança não é acidental, mas sim intencional. Depois, é colocar uma gestão voltada às pessoas em prática.

“A liderança humanizada reconhece sua responsabilidade em ser um vínculo positivo, é vulnerável e comprometida em ser um pouco melhor hoje do que foi ontem, com todos da sua equipe. Acredito que, como líderes, precisamos cultivar a esperança, o sentimento de quem verdadeiramente acredita que é possível tornar realidade aquilo que desejamos”, finaliza.


+ Notícias

Gerações Alpha e Z: As marcas preferidas do público infanto-juvenil no Brasil

5 dicas para tornar a busca por conhecimento mais disruptiva

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]