Pesquisar
Close this search box.
/
/
O impacto do Dia dos Namorados para as marcas em 2021

O impacto do Dia dos Namorados para as marcas em 2021

Estudos destacam que a data será mais proveitosa do que no ano anterior

Pelo segundo ano consecutivo, os namorados serão prejudicados pela pandemia. O Dia dos Namorados, tão esperado pelo varejo, viverá mais um ano com as pessoas isoladas em casa, mas nem por isso o balanço será tão negativo como o que ocorreu em 2020.

De acordo com o Pulso do Dia dos Namorados, pesquisa realizada pela Score e Hibou, os resultados esperados para 2021 são promissores. Ainda assim, a maioria das pessoas não pretende ir às lojas físicas para fazer as compras destinadas à data, o que implica que o varejo eletrônico será movimentado.

“Aparentemente grande parte das pessoas estão optando por manter o distanciamento e irão celebrar a data em casa. É uma oportunidade das marcas pensarem em experiências diferentes para os consumidores, desde a compra até o ato da entrega. Criatividade e inovação nas entregas se tornaram os assets mais importantes nos últimos tempos, quando a marca propõe isso, indo além da proposta do produto, faz toda a diferença”, comenta Albano Neto, VP de estratégia da Score.

O comportamento do consumidor para o Dia dos Namorados

Segundo o Pulso do Dia dos Namorados, mais da metade (52,7%) dos casais passará a data em casa, com um jantar à dois. Isso inclui tanto o preparo de uma refeição quanto pedidos por delivery. A pesquisa destaca que apenas 4,6% dos entrevistados pretendem sair para jantar e uma porcentagem mais alta, de 39,1%, ainda não haviam decidido até a finalização da pesquisa.

O comportamento é bastante semelhante ao que ocorreu no Dia das Mães, no qual boa parte das pessoas realizou as compras pela internet e passou a data dentro de casa. Para o Dia dos Namorados, o estudo mostra que 36,9% dos casais comprarão os presentes pelo e-commerce e apenas 21% destacaram que comprarão na loja física.

Para Wagner Pereira, líder de varejo da consultoria internacional BIP, boa parte das compras seguirá pelo e-commerce, mas de forma mais incisiva do que foi em 2020. “Esperamos um crescimento do consumo na data em relação a 2020, principalmente no varejo eletrônico, o qual deve novamente mostrar um grande crescimento em relação ao ano passado”, destaca o especialista.

A pesquisa mostra, ainda, que 8,1% dos casais transformarão o presente em uma experiência fora de casa, que se configura em um jantar ou viagem. 2,6% farão o chamado “Pick-up”, encomendar por meio online e retirar no meio físico. 37,6% não presentearão a pessoa com quem se relacionam na data.

Ainda que os resultados apresentem uma porcentagem elevada para o varejo eletrônico, Wagner destaca que ele não superará o varejo físico. “O e-commerce deve novamente crescer de forma acelerada comparando com as vendas digitais do ano passado. Em 2020, a data do dia dos namorados movimentou 4,1 bilhões de reais em vendas no e-commerce. Esse ano as vendas devem ultrapassar os 5 bilhões de reais, mas ainda não é suficiente para ultrapassar as vendas no varejo físico. Em 2020 o e-commerce fechou com uma participação de 10% no varejo total. Esse percentual obviamente deve subir mas não o suficiente para ultrapassar as vendas no varejo físico”, explica.

Canais de consumo

O Pulso do Dia dos Namorados também destaca quais são os canais de venda usados pelos consumidores para a data. Ao todo, 35.8% das pessoas farão a compra por meio de sites de redes de varejo 100% digitais; 33,8% o farão no site da marca de escolha e 23,8% em portais.

Já com relação ao item de compra, a pesquisa aponta que 47,3% investirão em vestuário, 40,5% comprarão perfumes, 37,3% comprarão viagens, 34,9% invesrtirão em joalheria e 31,2% pretendem comprar calçados.

“Bens de consumo se destacam nas opções de presente. Viajar ficou em terceiro lugar e o segmento de alimentação e bebida aparecem pouco. A pesquisa também apontou que as pessoas irão buscar pelo melhor preço e por itens que não precisem ser trocados, e quando perguntamos sobre valor, 42% pretendem gastar até R$100,00 no presente.” completa Ligia Mello, da Hibou.

O que será prioridade?

Segundo estudo realizado pela Adcolony, as preferências são principalmente voltadas para o preço. 80% dos entrevistados afirmam que o preço é o principal critério a ser considerado, seguidos pela experiência de compra (55%), conveniência (40%), segurança (33%) e melhor escolha (25%).

E o meio para aqueles que pretendem comprar online é, sem dúvidas, o smartphone: 67% dos consumidores destacam que ele é o instrumento mais utilizado para a aquisição dos itens, seguido por um pouco de cada aparelho tecnológico (celular e computador) (15%).

João Sarmento, Business Development Manager da Adsmovil no Brasil, explica que a data incentiva as empresas a modernizarem ainda mais o comércio digital. “Vale ressaltar que as empresas estão realizando ações com cupons de desconto para incentivar o consumo por meio das suas plataformas de vendas. Com a mudança de costume dos brasileiros, as companhias devem entender e investir cada vez mais no meio digital, para adaptar-se ao público que tenha essa experiência”, completa.

Um dado importante a ser destacado, previsto na pesquisa da All IN, Social Miner e Opinion Box, é que 37% dos jovens entre 16 e 29 anos recorrerão ao Instagram para presentear seus parceiros.


+ Notícias

Por que as vantagens do PIX são indispensáveis para o e-commerce

Acessibilidade no e-commerce ainda é desafio para marcas

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]