Pesquisar
Close this search box.
/
/
Gestão do futuro: qual é o papel dos gerentes no ambiente de trabalho pós-Covid?

Gestão do futuro: qual é o papel dos gerentes no ambiente de trabalho pós-Covid?

Com a preferência dos colaboradores e empresários pelo trabalho no formato híbrido, a pauta sobre a gestão do futuro vem à tona e levanta debates sobre humanização no mundo corporativo

Com a pandemia e o isolamento social, o trabalho híbrido ganhou ainda mais espaço e muitas empresas pretendem levar o novo formato adiante. De acordo com um estudo realizado pela consultoria estratégica em capital humano, Odgers Berndtson, mesmo no pós-Covid, 65,1% dos líderes de gestão brasileiros afirmam que continuarão intercalando os trabalhos presenciais com o estilo home office.

E parece que a novidade vem animando os colaboradores, já que mais de 40% dos trabalhadores preferem este modelo de trabalho, conforme mostra uma pesquisa feita pelo site Vagas.com em 2021. Ainda de acordo com este levantamento, 31% dos entrevistados optaram pelo serviço híbrido por conta da interação com os outros colaboradores, enquanto que 16,8% optaram por causa da flexibilidade para adequar às atividades domésticas e as empresariais.

O fim da locomoção diária foi apontado por 14% dos trabalhadores adeptos ao modelo híbrido, enquanto que 8,8% atribuíram a preferência ao ganho de tempo para cuidar da vida pessoal. O aumento da concentração e o tempo ganho para cuidar de filhos ocuparam as últimas posições, com 7 e 5,5%, respectivamente.

Agora, com este novo formato enraizado na cultura organizacional, como deve ficar o papel dos gerentes neste novo ambiente de trabalho? Como será a gestão do futuro? Para responder estas perguntas, Consumidor Moderno conversou com alguns especialistas da área e ficou por dentro das principais tendências sobre as lideranças contemporâneas.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente 

Humanização é a palavra-chave para se tornar um bom gestor

Para a people sênior na Pipo Saúde e fundadora do RH de Bolso, Jessica Pastorello, mais do que orientar e acompanhar os profissionais ao longo da rotina diária, o gerente ou líder de uma empresa deve gerir pessoas e, portanto, necessita elaborar estratégias para a promoção de um ambiente de aprendizagem amistoso e pacífico.

“Os líderes precisam buscar caminhos para se reinventar cada dia mais. Precisam saber trabalhar o desenvolvimento profissional do time, questões pessoais e particulares de cada colaborador, e também o fluxo de trabalho como um todo”, inicia Jessica Pastorello, que continua: “tenho visto pessoas desenvolvendo burnout devido à alta demanda de trabalho e carga horária. O cargo de gerente é fundamental para o processo de evolução da equipe e para o retorno financeiro da empresa; sem a posição de liderança muitas questões mencionadas acima,
ficariam escassas”, complementa a fundadora do RH de Bolso.

Leia mais: Home office e burnout: como identificar crises e obter qualidade de vida

Jorge Nahas, CEO do O Melhor da Vida, endossa a mesma linha de raciocínio ao atribuir ao gestor do futuro um lado mais humano: “o gerente do futuro precisa se preocupar com os aspectos físicos, mentais e espirituais do colaborador, já que tais elementos influenciam em sua performance e nos resultados gerais. Logo, o líder não é mais aquele que cobra, mas sim aquele que auxilia a equipe para alcançar um crescimento contínuo”, afirma o empreendedor.

Este novo perfil de gestor, entretanto, desperta a atenção para um outro modelo de gestão: o de microgerenciamento. Frequentemente utilizado por muitos líderes, este termo diz respeito a um modo de trabalho onde o gerente exerce um controle exagerado sobre as atividades dos colaboradores, impedindo que estes tomam qualquer tipo de decisão, desde as mínimas até as mais importantes.

Tal prática, inclusive, contraria a noção de gestão do futuro, já que atrapalha a relação de confiança entre os membros da equipe, prejudica o rendimento dos colaboradores, impede a liberdade criativa da equipe e aumenta a rotatividade de funcionários.

Boa comunicação entre a equipe é fundamental

Para evitar esses problemas e melhorar a relação entre os funcionários e o gestor, Jessica Pastorello afirma que a comunicação é capaz de reduzir os conflitos e a cobrança excessiva, otimizando assim a rotina de trabalho.

“Pode-se realizar reuniões semanais com o time e 1:1 (One-on-One) com cada colaborador, feitos semanalmente. O 1:1 traz diversos benefícios para o time, como esclarecimento de ruídos na comunicação; maior engajamento do time, melhora na entrega de resultados. Sem contar que o gestor pode ficar mais próximo de cada pessoa, entendendo as “dores” do momento e se tornando um facilitador para o time”, explica a profissional.

“Na Pipo Saúde por exemplo, focamos em produtividade e gestão de tempo, que é algo bastante relevante dentre as competências de um líder. Um exemplo disso é a revisão de rituais de reuniões com o(s) time(s), as quais por muitas vezes acontecem por já estarem agendadas num fluxo recorrente e não porque realmente são necessárias.
É importante revisar, se questionar e reavaliar se estamos usando o tempo da melhor forma, de acordo com os objetivos e metas do trimestre e da empresa”, finaliza a people sênior na Pipo Saúde.

Leia mais: Produtividade no home office: aplicativos prometem alavancar rendimento

E você, já ouviu falar em gestão do futuro? O termo está em alta no mundo corporativo e vem causando mudanças no comportamento de muitas empresas nacionais e estrangeiras. Para ficar de olho em tudo o que acontece no universo empresarial, continue acompanhando nossos artigos e nossas redes sociais! Você também pode saber um pouco mais sobre gestão clicando aqui!

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente 


+ Notícias

Trabalho remoto pode prejudicar a cultura da empresa?

Nomadismo digital irá aumentar no pós-pandemia?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]