Pesquisar
Close this search box.
/
/
A Geração do mimimi ou você só está velho demais para entender?

A Geração do mimimi ou você só está velho demais para entender?

Há quem diga que se trata de uma geração reclamona demais, mas na verdade a GenZ quer o básico: liberdade, respeito e reconhecimento, explica Pedro Sant'Anna

Imagine o seguinte cenário: você chega em uma empresa com um escritório de última geração, um espaço altamente planejado, com telas para todos os lados, mesas em configuração aberta e um jardim meticulosamente cultivado.

Você caminha pelos corredores até chegar na área de descompressão, onde encontra um spa completo, equipado até mesmo com uma banheira de hidromassagem. Na banheira, estão quatro pessoas, que, mesmo naquele momento de relaxamento, reclamam de como as condições de trabalho na empresa são péssimas.

Nesse momento, talvez você esteja se perguntando: por que temos uma banheira de hidromassagem em uma empresa? E pior, por que raios as pessoas nessa banheira estão falando mal das suas condições de trabalho?

Leia mais:
Colorama e Fini se unem em coleção que combina cores vibrantes e aroma de balas

Se você fosse se aventurar a dar uma resposta a essas perguntas, talvez diria que é um resultado de termos cada vez mais preguiçosos no mercado de trabalho. Jovens, que ainda moram na casa dos seus pais, não entendem o valor do trabalho e acham que o capitalismo é uma grande brincadeira.

Seria essa mais uma prova de que a Geração Z, aquela formada por pessoas de 22 anos ou menos, é a mais preguiçosa das gerações? Uma geração fadada a produzir pouco e a reclamar de boca cheia no Twitter?

Pois esse pitoresco caso é 100% verdadeiro, e ocorreu em uma empresa americana de tecnologia, chamada Borland, e foi presenciado por Marc Randolph, um dos fundadores da Netflix. Mas, talvez contrariando as suas expectativas, caro leitor, isso não aconteceu em 2023, mas, sim, em 1994, quando a geração Z mal tinha nascido.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Muitas vezes taxada de preguiçosa e de reclamona, essa geração só tem um desejo: ser tratada como adulta.

Segundo uma pesquisa da consultoria Deloitte, os principais motivadores para a geração atual são as oportunidades de crescimento, a construção de relacionamentos e a remuneração.

A prestigiosa publicação Forbes atribui esses desejos ao contexto de criação desses jovens, que viram as vidas de seus pais serem altamente afetadas pela chamada grande recessão de 2008, que cresceram recebendo estímulos contínuos da internet e que encontraram grande ansiedade ao se comparar com todos os seus amigos nas redes sociais.

A conclusão de todo esse contexto e desejos pode ser resumida em uma única palavra: independência. 72% dos estudantes de ensino médio dos Estados Unidos pretendem abrir seu próprio negócio. Quase metade daqueles com menos de 22 anos tem uma fonte adicional de renda além da sua ocupação principal.

Conheça o Mundo do CX

Os jovens de hoje buscam pela sua independência financeira. Mais do que isso: buscam uma situação melhor do que a que viram nas suas casas há alguns anos. Estão, o tempo todo, tentando provar a todos que não precisam provar nada para ninguém.

Diante disso, a solução é simples, apesar de não ser fácil. A principal fonte de motivação é a autonomia, tratar adultos como adultos. Muito mais frequentemente que uma hidro no escritório, horários flexíveis ou auxílio home office, a lista de desejos de um jovem profissional contém a premissa de ter participação direta no resultado da empresa, liberdade para tomar decisões e a responsabilidade por determinado processo ou equipe.

Essa é a diferença entre os chamados “fatores de higienização” e os “fatores de motivação”, trazidos pelo professor americano Clayton Christensen, no livro “Como avaliar sua vida? Em busca do sucesso pessoal e profissional”.

Salário, bônus ou banheira de hidromassagem meramente mantém o nível de satisfação de um profissional no curto prazo, sendo fatores de higienização. Em contrapartida, liberdade, autonomia e propósito no trabalho são fatores que genuinamente fazem uma pessoa levantar da sua cama motivada.

Nesse cenário, é natural que a inquietude seja vista como rebeldia, a propensão para múltiplas tarefas simultaneamente como falta de foco e a busca por liberdade como insubordinação.

Então, talvez a geração Z não seja marcada pelo mimimi, mas, sim, seja a prova de que você está completamente enganado sobre o atual mercado de trabalho.

Pedro Sant’Anna é formado em Direito pela PUC. Atualmente, é COO da Allu, maior plataforma de assinatura de iPhones e acessórios Apple.



+ NOTÍCIAS
Boomers e GenZ pesquisam mais em redes sociais do que no Google
Classe C é quem mais consome streaming de vídeo

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]