Pesquisar
Close this search box.
/
/
O futuro inatingível e a crueldade do passado

O futuro inatingível e a crueldade do passado

"Vivemos em um momento no qual o futuro parece cada vez mais próximo e tão veloz em seu ritmo que nos faz sentir sempre em débito com nosso presente"

Até que ponto pensar no futuro assusta você? E qual tipo de futuro leva você a pensar? O imediato, a ponto de se concretizar, na reunião que se aproxima, no aniversário do filho, a conta que deve ser paga ou o futuro mais adiante, do evento recorrente, aquele que nos leva a especular sobre quem ganhará a Copa do Mundo ou as eleições para presidente?

E o que o leitor e a leitora poderão me dizer sobre o que pensam de seu próprios futuros: carreira, afeto, dinheiro, aposentadoria, morte? Ainda além: que futuro vislumbram em relação à tecnologia e de como viverão em um mundo provavelmente repleto de robôs, Inteligências Artificiais (IAs) e viagens turísticas ao espaço?

O futuro nos inquieta porque sempre propõe uma mudança, um deslocamento da realidade conhecida. Por definição, propõe o desconhecido – e quem é capaz de imaginar o desconhecido em contraponto à realidade que não conforta?

Mas vivemos em um momento no qual o futuro parece cada vez mais próximo e tão veloz em seu ritmo que nos faz sentir sempre em débito com nosso presente. Temos instrumentos espetaculares para facilitar nosso dia a dia, que nos permitem correr mais riscos, fracassar e vencer incontáveis vezes. Ao mesmo tempo, estamos todos angustiados sobre a nossa competência de acompanhar a velocidade com que o futuro chega e nos engole.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

O futuro é um looping e exige de nós um estado de prontidão para o qual nosso cérebro não está preparado. E o que dizer de nossos negócios? Há quanto tempo estamos nos perguntando o quanto a empresa em que estamos poderá enfrentar novos competidores, inovar e crescer continuamente? A pressão por inovar nada mais é do que a imposição de atingirmos o amanhã antes dos competidores. E se chegarmos antes dos clientes a esse futuro?

Por outro lado, o que há de mais perturbador do que constatar que o futuro passou e nós o perdemos? Quando olhamos as oportunidades perdidas e a crueldade de ver o que deixamos de fazer, lamentamos o que poderia ter sido e não será. Não se pode refazer o tempo que deixamos passar.

O fato é que jamais em nossa história nesse planeta o futuro representou tanto e influenciou tanto nossas vidas. “Mudar o mundo”, “influenciar positivamente a sociedade”, “resolver os grandes problemas humanos”, “mudar o jogo” são manifestações de nossa imaginação e da nossa narrativa baseada na capacidade de dar sentido ao amanhã. A busca por propósitos que tanto caracteriza as novas gerações – Millennials e Zs – significa, em última instância, a vontade de fazer um amanhã melhor.

Cada dia desperdiçado – e percebam o peso da ideia de desperdiçar – representa afastar o futuro de nós mesmos e de nossas empresas e de nossa capacidade de fazer a diferença.

Um bom exemplo é pensar em ver políticos e mídias discutindo se a reforma da previdência pode ficar para 2019. Essa simples proposição significa disparar contra o amanhã. Significa eliminar oportunidades, e desperdiçar e jogar fora o tempo que nos define. Como podemos ser tão inconscientes e lenientes com as perspectivas e as expectativas vindouras?

O futuro está aqui, agora e é inevitável. Custe o que custar. E nada melhor do que estar consciente de nosso tempo e do que fazemos com ele.

Ignorar esse fato é boicotar o futuro, fazendo do amanhã um objetivo inatingível.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]