Pesquisar
Close this search box.
/
/
A força do engajamento dos youtubers

A força do engajamento dos youtubers

Alguns canais do YouTube superam de longe o número de seguidores de grandes empresas. Um canal com grande potencial para um novo tipo de relacionamento

Um tema fundamental para as empresas tem um grande aliado: o YouTube pode ser o mais puro relacionamento com clientes, aponta Cris Catupiry, VP de planejamento da Digital Stars. Um dos grandes protagonistas da atualidade criados com o desenvolvimento da internet, os youtubers conhecem muito bem o seu público, geram conteúdo personalizado de acordo com suas preferências e acompanham de perto todo o engajamento gerado por seus vídeos – um solo fértil para a comunicação das marcas.

“É importante que as marcas dialoguem com os youtubers, eles são pessoas e não mídias. O conteúdo precisa ser planejado e alinhado com o canal de cada um deles”, explica Catupiry.

Na visão de Enrique Coimbra, youtuber e escritor do canal Enrique sem H, essa é a parte mais difícil. “Precisamos fazer o empresário entender que estamos lidando com pessoas e não robôs. Não posso fazer qualquer campanha e trazer para dentro do canal só porque tenho público, ele não vai assimilar qualquer coisa desalinhada com o que eu faço”, explica. É preciso formatar conteúdos que toquem o público específico de cada youtuber.

Nesse sentido, Nath Arcuri, fundadora e diretora do canal Blog Me Poupe!, conta que, quando iniciou seu projeto, deu sorte de fechar uma parceria com uma empresa jovem disposta a apostar em conteúdos diferentes. “Quem faz a campanha não é mais só a equipe de marketing, tudo precisa ser feito em conjunto com o youtuber e a marca senão não vai vingar. O que as empresas não podem perder é a essência do que fazem”, diz. “Eu sinto do lado das agências uma resistência muito grande porque realmente é uma quebra de paradigma. Quando você entrega a campanha para a mídia tradicional, ela vai pronta. De repente, chegam pessoas que fazem vídeos e controlam o que sai”, avalia.

Assim, a blogueira entende que, se existe sucesso naquilo que os youtubers fazem, precisa existir um reconhecimento do outro lado – e confiança para criar a parceria.

Outra maneira

Mohamad Hindi, youtuber do canal Mohindi, chama atenção para o fato de que existe uma tendência muito forte no mercado hoje no sentido de o consumidor escolher o seu próprio conteúdo. “A nova geração quase não assiste mais TV. O que eu ouço muito é que, quando você liga a televisão, é bombardeado por um monte de conteúdo que não estava procurando. No YouTube não é assim, você assiste apenas aquilo que procura”, é uma grande mudança de comportamento.

A grande oportunidade é que uma campanha para YouTube nunca é igual a outra, lembra Catupiry. “Cada empresa escolhe o youtuber com o melhor perfil para o seu público e muitas possibilidades existem ai”, analisa. Já existem no mercado diversas agências especializadas em influencers que podem auxiliar as organizações nesse sentido – tanto para a escolha quanto para o contato.

Mohindi lembra que, no momento dessa escolha, é importante que as empresas não se apeguem a números de inscritos nos canais, existe algo acima de números quando falamos de youtubers: engajamento – número de comentários, o sentimento dos comentários (positivos e negativos), número de visualizações dos vídeos, métricas qualitativas.

Para todos

Caio Blinder, jornalista e apresentador do Programa Manhattan Connection, teve participação especial no painel e questionou algo muito importante aos youtubers: as novas gerações realmente são mais conectadas e antenadas nos meios digitais, mas como engajar gerações como os baby boomers?

Para os youtubers, unanimemente, esse será um movimento que se ampliará com o tempo, já que muitos pais aprendem com as novas gerações, por exemplo, e vão abrindo o caminho para esse “mundo novo”. “Precisamos lembra que o YouTube é uma ferramenta de busca então a forma mais fácil de engajar todos os usuários é chamando a atenção de pessoas com dúvidas”, complementa Coimbra.

Afinal, investir em youtuber dá dinheiro?

Catupiry recorda que, há algum tempo, o público youtuber não aceitava quando surgiam conteúdos patrocinados. Com o tempo, porém, essa percepção mudou e hoje os seguidores ficam entusiasmados quando percebem que uma marca está apoiando aquele youtuber de sua preferência. É um engajamento diferente, que traz significado. Ao mesmo tempo, algumas marcas estão investindo em produtos licenciados para os youtubers – como a Panini, com álbuns de figurinhas, e a Jandaia, com cadernos específicos.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]