Pesquisar
Close this search box.
/
/
Falta de informação sobre produtos dificulta crescimento do supermercado no e-commerce

Falta de informação sobre produtos dificulta crescimento do supermercado no e-commerce

CEO da Simplus, empresa especializada em digitalização para o varejo, fala sobre a dificuldade do setor supermercadista para levar a experiência do físico para o on-line

Algumas das grandes redes de supermercados do País se reuniram neste mês na sede da APAS (Associação Paulista de Supermercados), maior associação de supermercados do País, para discutir maneiras de potencializar as vendas on-line, um desafio e tanto para o setor.

O número de clientes de supermercados no Brasil que fazem compras on-line representa apenas 2% do total, segundo pesquisa da própria APAS de 2018 em parceria com o Ibope. Em contraposição, as lojas físicas desse setor recebem 89% da população brasileira. O que aponta para o potencial de crescimento das vendas de alimentos on-line, ainda subaproveitadas no Brasil.

Um dos principais gargalos para vendas de produtos alimentares on-line é dificuldade de disponibilizar informações do produto na internet, já que um dos pontos fortes do varejo supermercadista é a experiência na loja física.

Wellington Machado, CEO da Simplus, empresa especializada em captura de informações e geração de imagens para sistemas de varejo, conversou com a NOVAREJO para apontar as principais necessidades e possibilidades do setor supermercadista no mundo on-line. Confira.

Quais as principais dificuldades que o varejo supermercadista tem para se tornar digital?

O grande desafio que o varejo e a indústria têm é conhecer com profundidade o produto sobre vários aspectos. É conhecer sobre o produto que o consumidor final tem interesse, conseguir identificar esse produto por atributo. Por exemplo, se ele é orgânico, se consome muita energia elétrica.

Quando você tem uma experiencia digital de fato, essas informações têm que estar no meio digital. E, de maneira geral, ainda existe uma carência em ter essa informação no meio digital para poder oferecer os produtos para quem tem interesse.

Às vezes, a pessoa tem interesse em produtos orgânicos, mas ela não sabe que aquele produto tem essa qualidade porque você não explicou.

Os supermercados têm na loja física até 40 mil produtos, no on-line é difícil ter interação com mais de um produto e com informações maiores.

Em média, cada categoria tem em torno de 150 informações e é necessário apresentá-las ao consumidor on-line.

E quais soluções podem ajudar o varejo a vencer esse desafio de levar a experiência do físico para o on-line?

Trabalhar a captura de todas essas informações que existe no físico e digitalizar. Depois é fazer uma boa gestão disso, validar a qualidade de tudo isso e garantir que as informações estão completas e padronizadas. Tem informações que são apresentadas de diferentes formas pelos fornecedores e isso precisa ser padronizado. É um desafio grande, mas o setor varejista acordou e parece estar alinhado. Agora, é se aproximar da indústria. Hoje, a gente faz esse processo de digitalização e validação das informações com mil players da indústria e 200 varejistas.

Como vocês captam as informações com a indústria para levar ao varejo?

Tem duas fontes de informação. Em uma delas a gente recebe o produto físico, capta as informações da embalagem e reúne no software. Outra maneira é pegar a ficha técnica do produto já com a indústria.

Essas informações (dos produtos, capturadas diretamente da indústria ou nas embalagens dos produtos) são geridas via software e distribuidas por meio da nossa plataforma digital acessível ao varejista.

Quais os resultados desse processo na identificação dos produtos para os e-commerces e marketplaces?

O fato de a gente oferecer a informação validada reduz muito os erros. A gente tem cases de redução de erros de 90% na identificação dos produtos. Além disso, os varejistas conseguem segmentar melhor a oferta para o seu cliente. Hoje, o varejo consegue entender bem a demanda do seu cliente por conta dos programas de fidelidade. Ele pode usar essa identificação dentro dos programas de fidelidade, combinando o conhecimento que possui sobre o hábito de consumo do cliente com o conhecimento a respeito do produto que ele possui, otimizando a oferta.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]