Pesquisar
Close this search box.
/
/
Como o El Niño está impactando o consumo na América Latina

Como o El Niño está impactando o consumo na América Latina

O fenômeno natural, potencializado pelas mudanças climáticas, traz novos desafios para empresas e consumidores

O fenômeno natural El Niño está provocando impactos no consumo dos países da América Latina. O evento engloba diferentes efeitos, como chuvas intensas na região Sul do Brasil, secas no Norte, e elevação das temperaturas no território nacional. Potencializado pelas mudanças climáticas mundialmente, traz novos desafios e mudanças para organizações e para a sociedade. Segundo levantamento da Confederação Nacional do Municípios, cerca de 5,8 milhões de brasileiros já foram afetados pelas chuvas e secas em 2023.

Um exemplo está nas chuvas no Rio Grande do Sul. O estado sentiu os efeitos do El Niño com mais força do que em períodos anteriores com o surgimento de nove ciclones extratropicais em apenas três meses. As chuvas em setembro foram responsáveis pelas mortes de 47 pessoas, além de desabrigar cerca de cinco mil. Do outro lado do país, uma seca histórica afeta o estado do Amazonas, e cerca de 200 mil pessoas já foram afetadas.

Impactos do clima nos consumidores

Ao mesmo tempo, o fenômeno do El Niño provocou um clima mais úmido nas regiões do Peru, do Equador e da Bolívia, o que por sua vez contribuiu com a propagação de infecções e doenças graves como o Zika vírus, a dengue e a Chikungunya. Além disso, no Chile, as inundações provocaram a falta de água potável e intoxicação devido ao consumo indevido. Devido a isso, o levantamento aponta que houve uma procura maior por medicamentos digestivos para tratar dessas doenças.

As mudanças provocadas pelo El Niño e pelo aquecimento global também mudaram os padrões climáticos das regiões da América Latina. Assim, o foco dos consumidores se voltou a aparelhos como aquecedores e ar-condicionado. Pelo mesmo motivo, o estudo prevê que o preço da energia elétrica pode subir, uma vez que regiões estão sendo impactadas pelas secas de reservatórios de água.

Assim, antecipa que consumidores estarão mais inclinados a encontrar produtos que economizem energia. Segundo a pesquisa “Voice of the Consumer: Sustainability Survey 2023”, da Euromonitor International, 42% dos latino-americanos afirmaram que usarão produtos mais eficientes na economia de energia para impactar positivamente o meio ambiente.

Calor fora de temporada

Por esses motivos, a indústria de vestuário está propensa a estocar pedidos por até seis meses de antecedência de forma a alinhar seus produtos com as temporadas adiantes. Não só isso, mas além da redução das margens de lucro, as empresas estão percebendo a necessidade de criar estratégias de promoções e descontos para liquidar estoques excessivos – o que por sua vez, gera maiores custos de armazenamento. Segundo o levantamento, 76% das organizações de vestuário e acessórios planejam investir na resiliência do supply chain nos próximos cinco anos.

 Novas necessidades

O El Niño já provocou a elevação dos preços de alimentos, uma vez que as inundações e secas afetaram produções em diferentes regiões – como foi o caso do plantio do arroz no Peru e da pesca no Amazonas. No Rio Grande do Sul, as produções de milho e trigo fora duramente afetadas. Não é à toa, portanto, que 79% das organizações de alimentos e bebidas apontaram que as mudanças climáticas irão afetar seus supply chains.

Do outro lado do balcão, as mudanças nas temperaturas e nas chuvas impactam o consumo de diferentes produtos como sorvetes, chocolates e sopas. Além disso, produtos como arroz, café e açúcar podem sofrer alta nos preços.

Essas e outras movimentações no mercado apontam a necessidade para que empresas compreendam as implicações das mudanças climáticas e de fenômenos naturais em seus negócios. Não só isso, mas para seus consumidores e os impactos desses efeitos em suas vidas e em seus trabalhos para propor soluções com antecedência, de forma a minimizar riscos e desafios.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]