Pesquisar
Close this search box.
/
/
O que saúde mental tem a ver com experiência do cliente

O que saúde mental tem a ver com experiência do cliente

Confira o ranking das empresas líderes e saiba quem está à frente na promoção do bem-estar dos colaboradores

A preocupação com a saúde mental nas empresas não é uma tendência passageira. É uma mudança duradoura que está moldando a experiência do cliente e o mundo dos negócios. Recentemente, o Anuário Saúde Mental nas Empresas 2023, uma colaboração entre o Instituto Philos Org e o portal Integridade ESG, destacou como as empresas líderes do Brasil estão investindo melhorar o bem-estar de seus colaboradores. Isso impacta diretamente a maneira que as marcas interagem com os consumidores.

Embora essa questão tenha ganhado reconhecimento desde os anos 90, foi a pandemia impulsionou uma evolução. Segundo Carlos Assis, fundador do Instituto Philos Org, somente com os efeitos da pandemia de Covid-19 sobre a saúde mental da população.

“Com a insegurança e o medo gerados por mais de 700 mil mortes, e a total perda de referências de trabalho e renda, esse panorama começou a se alterar e, mesmo assim, lentamente”, afirma. Nesse contexto, as empresas implementaram medidas variadas para combater transtornos mentais, incluindo ansiedade e burnout. Com o Brasil liderando a América Latina em casos de depressão e ansiedade, o tema se tornou mais relevante do que nunca no contexto empresarial.

Empresas líderes em cuidado com a saúde mental

O levantamento oferece uma visão sobre as empresas brasileiras que priorizam a saúde mental em seu ambiente de trabalho. Entre os principais nomes estão Bradesco, Ambev, Itaú Unibanco, Banco do Brasil, Santander, Enel Brasil, Usiminas, Cielo, GPA Pão de Açúcar e Embraer. No setor público, Banco do Brasil está no topo, seguido por Petrobras, Copel, Celesc e Caixa.

Setores em foco

O compromisso com a saúde mental é universal, independentemente do setor de negócios. No entanto, o setor financeiro tem se destacado, com quatro empresas entre as cinco primeiras posições. Essa ênfase na saúde mental tem implicações diretas na experiência do cliente, especialmente no atendimento ao cliente.

Impacto na experiência do cliente

Empresas que priorizam a saúde mental de seus colaboradores estão criando ambientes de trabalho mais saudáveis e produtivos. Esse compromisso se traduz em uma experiência do cliente aprimorada, uma vez que funcionários mentalmente saudáveis tendem a ser mais envolvidos, produtivos e dispostos a fornecer um atendimento excepcional. Essa atitude se traduz em uma satisfação dos colaboradores que se reflete diretamente no relacionamento com os clientes.

Além disso, a reputação da empresa também é beneficiada quando ela demonstra um compromisso visível com a saúde mental dos colaboradores. Os clientes estão cada vez mais atentos às práticas das empresas e à forma como tratam seus funcionários. Empresas que demonstram responsabilidade social e cuidado com a saúde mental de seus colaboradores podem ganhar a confiança e a lealdade dos clientes.

Critérios de avaliação do ranking

Os dados para este anuário foram coletados a partir do Global Reporting Initiative das 100 maiores empresas do Brasil. Segmentos foram usados para avaliar a saúde mental nas empresas, com foco especial na promoção da saúde integral e no desenvolvimento de lideranças. Foram eles: Financeiro; Tecnologia, Telecom e Comunicação; Comércio; Indústria; Energia e Recursos Naturais; Alimentos e Bebidas; Agronegócio; e Serviços, Transportes e Logística. 

O Instituto Philos Org e especialistas se basearam nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e nos Determinantes Sociais da Saúde da Organização Mundial da Saúde. Eles analisaram sete áreas-chave, incluindo promoção da saúde, desenvolvimento de lideranças, apoio psicológico, bem-estar, inclusão e diversidade, uso de mídias e análise de dados. 

A avaliação considerou a maturidade das iniciativas, quantos funcionários foram alcançados e o impacto no bem-estar. Tecnologias como Automação Robótica de Processos e Inteligência Artificial foram usadas para garantir a precisão e a confiabilidade dos resultados. 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]