Pesquisar
Close this search box.
/
/
Economia da Atenção: estratégias para conquistar o consumidor distraído

Economia da Atenção: estratégias para conquistar o consumidor distraído

Saiba como as marcas podem estabelecer laços genuínos e captar a atenção dos consumidores em meio a um mar de informações

No mundo atual, em meio a uma sociedade cada vez mais conectada e bombardeada por informações, as marcas enfrentam um desafio: conquistar a atenção de um consumidor cada vez mais distraído e apático. Em um contexto onde a atenção se tornou uma mercadoria valiosa e escassa, impulsionada pelas rápidas evoluções tecnológicas e pela constante busca pela próxima ‘tendência viral’, destacar-se da concorrência se tornou crucial.

Nesse cenário, encontrar maneiras autênticas de se comunicar com seu público-alvo tornou-se uma tarefa complicada. Surge então a economia da atenção, exigindo que as marcas estabeleçam conexões emocionais genuínas para captar a atenção dos clientes e se destacarem no mercado. Diante dessa nova dinâmica, as estratégias de marketing precisam ser repensadas e adaptadas para atrair e engajar esse consumidor

Conceito de economia da atenção

A economia da atenção refere-se ao momento atual que vivemos, no qual a atenção se tornou um recurso valioso. Com as rápidas evoluções tecnológicas e a abundância de informações disponíveis, as marcas competem constantemente pela atenção do consumidor. Nessa economia, a capacidade de capturar e reter a atenção passou a ser essencial para o sucesso dos negócios.

Leia mais:
Como o YouTube criou a economia da atenção

Paralisia social e emocional

A pesquisa “Consumidor do Futuro 2024” identificou um fenômeno chamado de “choque com o futuro”. Esse termo descreve a paralisia social e emocional que ocorre devido ao estresse e à desorientação causados pelas mudanças rápidas e constantes. Como resultado, a atenção coletiva do público está se tornando cada vez mais curta. As pessoas preferem receber dados fragmentados em vez de informações aprofundadas.

Dualidade da atenção

A dualidade da atenção é outro desafio enfrentado pelas marcas. Por um lado, os consumidores sentem ansiedade em acompanhar os conteúdos nas plataformas digitais, impulsionados pelo medo de ficar de fora (FOMO). Por outro lado, há o medo de se conectar devido à vigilância e exposição nas redes sociais. Encontrar o equilíbrio na comunicação com esse público é essencial.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Estratégias essenciais

Para reter a atenção do consumidor, as marcas devem adotar estratégias essenciais, como:

Inteligência artificial e análise de dados

A análise de dados é fundamental para entender o comportamento do consumidor, personalizar a experiência do usuário e identificar oportunidades de melhoria na oferta de produtos e serviços. Já a inteligência artificial pode auxiliar na segmentação de audiência e na criação de conteúdo relevante.

Adaptação rápida às tendências

É importante acompanhar e adaptar-se rapidamente às tendências e aos novos formatos de comunicação, como o TikTok e o Instagram Reels. Essas plataformas têm grande alcance e podem ser utilizadas de maneira criativa para manter a relevância e reter a atenção do consumidor.

Foco na autenticidade do conteúdo

A autenticidade do conteúdo é essencial para construir confiança com o consumidor e criar um vínculo emocional mais forte. Conteúdos genuínos, que reflitam os valores e a identidade da marca, têm maior potencial de reter a atenção do público.

Métricas de Eficiência

Para avaliar a eficiência das estratégias de marketing no universo da economia da atenção, é importante considerar métricas como:

  • Taxa de retenção de vídeo: Mede a porcentagem de espectadores que assistem a um vídeo até o final. Uma taxa alta indica maior engajamento e atenção.
  • Taxa de visualização de vídeo: Mensura o número de visualizações em relação ao número de impressões. Ajuda a identificar a eficácia das estratégias de vídeo marketing.
  • Taxa de engajamento nas redes sociais: Avalia o envolvimento do público com as publicações da marca nas redes sociais. Engajamento significativo indica maior atenção e interesse.
  • Tempo médio de atenção: Mede o tempo médio que um usuário fica em uma determinada peça de conteúdo. Quanto maior o tempo, maior a atenção e o envolvimento.

Perspectivas para um futuro de engajamento

Diante dos desafios impostos pela economia da atenção, as marcas devem repensar suas estratégias de marketing. A publicidade de choque, aliada ao incentivo à criatividade dos criadores de conteúdo, pode ser uma abordagem eficaz para se destacar em meio à concorrência.

Portanto, é preciso atrair a atenção de um consumidor cada vez mais distraído. Adaptar-se a esse cenário e planejar estratégias assertivas é essencial para conquistar o público-alvo. Afinal, a economia da atenção é o novo desafio que as marcas devem enfrentar e superar para alcançar o sucesso daqui em diante.



+ NOTÍCIAS
Programas de troca de eletrodomésticos estreitam laços com consumidores
Varejo brasileiro: digitalização da jornada do consumidor

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]