Pesquisar
Close this search box.
/
/
Diversidade é todo dia. Como incluir a população LGBTQIA+ no mercado?

Diversidade é todo dia. Como incluir a população LGBTQIA+ no mercado?

A comunidade LGBTQIA+ enfrenta desafios para acessar e permanecer no mercado formal de trabalho. Entre as consequências, está a exclusão socioeconômica dessa população

A discriminação e a violência contra a comunidade LGBTQIA+ são fatores que contribuem paulatinamente para a exclusão socioeconômica desta população e dificultam seu acesso e permanência no mercado formal de trabalho. Estudos mostram que as barreiras são ainda maiores para LGBTQIA+ de baixa renda, uma vez que a interseção dos marcadores raciais e de classe social com orientação sexual e/ou identidade de gênero confluem e se articulam produzindo vulnerabilidades sociais, econômicas, políticas e psíquicas consideráveis entre esta população, reforçando tendências de marginalização que dificultam fortemente sua autonomia financeira.

Outro grande obstáculo ao acesso ao mercado de trabalho para pessoas LGBTQIA+ é a falta de qualificação profissional. Esse problema não é exclusivo desta comunidade, mas se intensifica devido ao estigma e ao preconceito sofridos ao longo do processo educacional, limitando os níveis do aprendizado e contribuindo para baixa autoestima e alto índice de evasão escolar precoce.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

Nesse contexto, pessoas trans e travestis, que, muitas vezes, interrompem os estudos durante sua transição de gênero, não têm outras alternativas de emprego e geração de renda que não seja o trabalho sexual, ficando mais expostas a abusos e violência transfóbica, afetando diretamente sua saúde e gerando consequências psicológicas graves que dificultam sua mobilidade social. Segundo levantamentos da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA), 90% da população trans estão envolvidos no mercado da prostituição.

Visando contornar estes desafios, iniciativas que fomentam o empreendedorismo LGBTQIA+, tais como Micro Rainbow Brasil, Diversità Consultoria e Capacitrans, têm se mostrado alternativas eficazes para a autonomia financeira e a inclusão social desta população. A Micro Rainbow Brasil, ONG pioneira nesta área, já capacitou, desde 2015, cerca de 400 empreendedores LGBTQIA+ de todo o país e mais de 250 conseguiram abrir ou expandir seus pequenos negócios em diversos setores.

A rede Capacitrans tem oferecido capacitações para a população trans em várias áreas, como moda, gastronomia e design de interiores, entre outras. Já a Diversità, com apoio do Instituto +Diversidade, da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e da Casa Neon Cunha, está realizando cursos de empreendedorismo prioritários para pessoas trans, com concessão de capital semente e mentoria para os melhores modelos de negócios.

Conheça o Mundo do CX

Uma pesquisa lançada pelo LinkedIn em 2022 revelou que 43% das pessoas LGBTQIA+ entrevistadas no Brasil relataram ter sofrido discriminação no ambiente de trabalho, principalmente por meio de piadas e comentários homofóbicos. Além disso, 23% têm medo de revelar suas identidades no trabalho com receio de que isso possa influenciar negativamente o seu crescimento dentro da empresa e 20% têm medo de sofrer represálias por parte dos colegas.

O Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+, criado em 2013 em São Paulo, foi uma das primeiras iniciativas no país a reunir grandes empresas em torno de 10 Compromissos com a promoção dos direitos LGBTI+. A Mais Diversidade também tem oferecido capacitações sobre diversidade no ambiente de trabalho, além de curadoria de talentos e consultorias em comunicação. Já a Diversità Consultoria, fundada no Rio de Janeiro no ano passado, visa oferecer vários tipos de capacitações sobre inclusão LGBTIQ+ no mundo corporativo.

*Lucas Paoli Itaborahy é especialista em Direitos Humanos e diretor-executivo da Diversità
*Clarisse Cavalcante Kalume é especialista em Gênero e Sexualidade e coordenadora da Diversità



+ NOTÍCIAS
Três tendências para marcas e criadores de conteúdos nas redes
“Barbie”: todo mundo quer tirar uma casquinha cor-de-rosa

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]