Pesquisar
Close this search box.
/
/
O consumidor em 2022: confira as principais tendências entre as marcas para atender o público-alvo no próximo ano

O consumidor em 2022: confira as principais tendências entre as marcas para atender o público-alvo no próximo ano

Além da humanização e personalização durante o atendimento, as empresas devem investir em estratégias omnichannel e no posicionamento de marca

O futuro sempre gerou incertezas no mundo corporativo, principalmente após o agravamento da pandemia, que alterou os modelos de negócio e forçou muitos empreendedores a saírem de suas zonas de conforto. Mas agora, com a vacinação em massa e a flexibilização das normas sanitárias, como deve ficar o mercado? O que esperar do comportamento e consumo dos clientes para o próximo ano?

As dúvidas em questão fazem parte da pauta de muitos pesquisadores e investidores brasileiros, que analisam os cenários políticos, econômicos e sociais em busca de respostas que ajudem a minimizar os riscos e a fortalecer as marcas.

Antes disso, entretanto, é fundamental estabelecer um panorama sobre as principais mudanças vivenciadas por todos os setores brasileiros nos últimos dois anos. Além do home office como forma de trabalho, muitas empresas tiveram que migrar para o ambiente digital, já que as lojas físicas ficaram de portas fechadas durante a quarentena.

De acordo com os dados da ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), o faturamento do varejo digital cresceu 56,8% entre janeiro e agosto de 2020, com relação ao mesmo período do ano anterior. Ademais, quase 130 mil lojas passaram a vender seus produtos e oferecer seus serviços por meio da internet entre os referidos meses.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

Consumidor exigente e empresa híbrida configuram novo cenário do mundo corporativo

O comportamento dos clientes também foi alterado desde o início da pandemia e, agora, o consumidor está mais exigente do que nunca. Além de estarem mais abertos para as compras online, os públicos-alvos passaram a valorizar os serviços de atendimento humanizado e a personalização em todas as etapas da jornada de compra.

Segundo uma pesquisa feita pela equipe de transformação digital da Epsilon, 80% das pessoas preferem comprar de lojas que ofereçam experiências personalizadas. Nesse mesmo sentido, um relatório desenvolvido pela Zendesk sobre a experiência do cliente mostrou que o atendimento ocupa o primeiro lugar no ranking dos elementos cruciais para a fidelização e prospecção de compradores.

Houve ainda a popularização das empresas híbridas, que incorporaram diversos recursos tecnológicos nos locais físicos, como softwares de gestão empresarial, Wi-fi para clientes, Pix como forma de pagamento e, claro, os famosos QR Codes, que surgem em cardápios e formulários.

Estratégias omnichannel e Agenda ESG são as grandes apostas para 2022

Nesse sentido, podem ser apontadas algumas tendências que deverão ser adotadas pelos empresários neste cenário pós-Covid, como o fortalecimento de estratégias omnichannel e o posicionamento e envolvimento em causas sociais, ambientais e políticas.

“Em 2022, os consumidores irão notar os benefícios do comércio unificado, que reúne os diversos sistemas de canais omnichannel e os funde em um único sistema. Ao fazer isso, cria-se uma experiência de compra única e homogênea em todos os canais: na loja, no online e nos dispositivos eletrônicos. Este agrupamento fornece maior visibilidade em todos os sistemas (inventário, cliente, produto, suprimentos, etc.) e permite que os varejistas acompanhem tudo o que está acontecendo em tempo real”, explica o sócio-fundador do GSPP Consultoria, empresa de consultoria empresarial, André Luis Soares Pereira.

Além disso, a procura por lojas físicas também deve aumentar, o que significa um maior investimento em tecnologias que supram as necessidades do cliente e melhorem a jornada de compra. “Nesse contexto, percebemos que tais empreendimentos devem ser transformados em pontos de experiência, proporcionando ambientes performáticos e oferecendo um atendimento personalizado ao consumidor”, aponta André Pereira.

O especialista em gestão de negócios, Éber Feltrim, afirma que a conectividade será a palavra-chave dos negócios em 2022 e deve ser levada a sério pelas grandes, médias e pequenas empresas. “As pessoas de diferentes gerações querem ser impactadas pelas empresas tanto no meio online, quanto no físico, por meio dos intercâmbios de canais, onde há um contato remoto, ao mesmo tempo em que é possível pesquisar, via internet, por mais informações mesmo estando nas lojas físicas”, complementa.

Com relação a agenda ESG e a cobrança por posicionamentos, André Pereira explica a temática por meio de um mapeamento do perfil do novo consumidor.

“Os clientes podem ser classificados em três perfis: românticos, que são focados na conexão com emoções, comunidade e equilíbrio entre trabalho e vida. Além disso, este perfil se preocupa com assuntos voltados à sustentabilidade e à diversidade. Há também os consumidores inconformados, que sempre questionam o produto que está adquirindo, assim como a empresa que a produz. E, por fim, os condutores, que estão em busca de experiências sensoriais e em busca de emoção”, revela André Pereira.

Em todos os casos, nota-se a necessidade de compreender melhor o consumidor do futuro, para então atendê-lo e torná-lo fiel à marca. “Atualmente os consumidores são levados a repensar os aspectos da vida, o que influencia seus sentimentos e modos de ver o mundo. Precisamos entender que os clientes estão mapeando, estudando as redes. Eles querem, inclusive, saber se as empresas mudaram seu modelo de negócio, principalmente quando este impacta a sociedade. O intuito é: saber se elas estão alinhadas às suas novas demandas e a um propósito – além, claro, como se relacionam com suas necessidades”, finaliza o sócio-fundador do GSPP.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente


+ Notícias

SMS ainda é um canal eficiente para o engajamento de clientes?

O business experience é o futuro do customer experience?

 

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]