Pesquisar
Close this search box.
/
/
Como as mensagens de texto podem melhorar o mundo?

Como as mensagens de texto podem melhorar o mundo?

Evoluímos e podemos usar uma nova forma de comunicação não para nos separar do contato pessoal, mas para melhorar a vida real

Escrevemos e recebemos mensagens de texto durante todo o tempo nos dias de hoje. WhatsApp, Facebook, SMS, antigamente MSN Messenger, ICQ, MiRC e até mesmo pager.  O uso dos dispositivos que enviam essas mensagens evoluiu proporcionalmente à frequência com que as mensagens são disparadas.

O objetivo disso é claro, conectar as pessoas a outras pessoas, certo? Antes os telefones existiam somente para fazer ligações. Mas atualmente os celulares tornaram-se tão complexos quanto úteis. Mas hoje nem sempre nos conectam, é o que afirma Sara Konrath, professora da Universidade de Indiana e diretora do Programa Interdisciplinar em Pesquisa de Empatia e Altruísmo, durante o primeiro dia do SXSW 2015, em Austin, capital do Texas.

Um exemplo disso é quando ligamos para alguém que não atende e sabemos que não quis atender, quando vemos aquela visualização de mensagem no WhatsApp – não respondida. Ou quando no meio de uma refeição ou conversa alguém pega o celular e imediatamente acaba com o contato visual. Frustrante, não? Mas isso acontece a todos o tempo todo.

?Celulares são complexos e hoje exercem papeis diferente dentro de uma sociedade, inclusive o de separar as pessoas. Nos fazem sentir menor empatia e isso incomoda pela falta de intimidade?, explica a pesquisadora.

Mas não é a demonização completa dos aparelhos. Ela completa que felizmente, apesar do seu uso que segrega pessoas, hoje os smartphones também são uma força global para conectar. Toda tecnologia é uma bênção e um fardo ao mesmo tempo, nunca é algo unilateral, jamais será apenas mocinho ou vilão.

Mas como usar a tecnologia móvel para aumentar a empatia entre as pessoas e, consequentemente, fazer um mundo melhor ou, pelo menos, ambientes melhores?

?Psicologicamente a empatia é algo que nos inspira a ajudar mais e a prejudicar menos. O mundo sem empatia seria um lugar assustador. Mas isso é mais do que fazer o bem aos outros. Pessoas empáticas são mais felizes e tem menos hormônios de estresse sob situações de estresse, como dar uma palestra, vivem mais e tem melhor saúde cardiovascular. Além disso, pesquisas mostram que a característica que homens e mulheres mais desejam em um parceiro é bondade?, diz Sara.

Infelizmente, segundo as pesquisas do instituto com adolescentes norte-americanos, faixa etária com maior quantidade de heavy users de mensagens via mobile, a empatia tem diminuído e o narcisismo está crescendo. Mas, felizmente, a empatia é mutável. ?É (a empatia) como um músculo, alguns nascem com uma tendência atlética e outros não, mas todos temos músculos, portanto todos podemos aumentar nossa capacidade muscular?.
Como podem?
75% dos adolescentes americanos usam mensagens de texto diariamente, cerca de 130 mensagens por dia. Uma dessas ações, o Hope Lab, usa esse hábito para melhorar a saúde das pessoas e se apropria da tecnologia para que ações sejam efetivamente realizadas.

As mensagens tem sido usadas para ajudar pessoas a parar de fumar, exercitar-se, lutar contra o diabetes, até mesmo contra depressão e esquizofrenia, além de incentivar pequenas, mas relevantes atitudes de gentileza que geram empatia e, como Sara explicou, mais saúde. Em termos práticos, percebeu-se mais serenidade e menos crenças agressivas. Parece pouco, mas em um mundo que começa a livrar-se das mazelas do individualismo, pode ser a diferença entre participar dessa nova realidade colaborativa ou ficar preso à velha e doente mentalidade do ?eu?.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]