Pesquisar
Close this search box.
/
/
5 empresas que mais praticaram inovação aberta no varejo

5 empresas que mais praticaram inovação aberta no varejo

O Ranking TOP Open Corps trouxe com exclusividade as cinco primeiras colocadas no setor de Varejo e Distribuição

Ainda que a pandemia tenha desacelerado uma série de empreendimentos, especialmente no varejo, ela também foi responsável por uma aceleração digital nunca vista: projetos que levariam anos para serem planejados, foram executados em semanas, tudo para atender à necessidade do consumidor. Algumas empresas ultrapassaram a crise com mais facilidade, ao passo que outras pereceram em meio ao caos. No fim, o jogo das cadeiras teve muito a ver com a palavra do momento: inovação.

Visando avaliar essa inovação e o desenvolvimento das empresas, a 100 Open Startups divulgou o Ranking TOP Open Corps com exclusividade à Consumidor Moderno, que lista as empresas na categoria Varejo e Distribuição que mais praticaram open innovation ao lado de startups. A primeira colocação foi da empresa Ipiranga, seguida pelo Grupo Pão de Açúcar (GPA), BR Distribuidora, Carrefour e iFood. As cinco empresas, que lideram o ranking, foram responsáveis por 22% dos relacionamentos registrados de open innovation com startups no setor.

Para o setor de Varejo e Distribuição, foram avaliadas 270 corporações. 120 delas, vale destacar, relacionaram-se com startups pela primeira vez no último ano, mais um indicativo que mostra a aceleração digital e inovativa causada pela pandemia. De acordo com a 100 Open Startups, foram registrados 26.348 relacionamentos de open innovation entre corporações e startups em 2021, o dobro do registrado em 2020.

Inovação na prática: cresce o relacionamento das empresas com startups

A empresa afirma que os relacionamentos foram em geral feitos com RetailTechs (29%), HRtechs (19%) e ProductivityTechs (19%). “Publicado desde 2016, o Ranking 100 Open Startups se consolidou como referência para o mercado, construído a partir de critérios objetivos, com a proposta de reconhecer e premiar as corporações líderes em open innovation com startups, além das startups mais atraentes para o mercado corporativo”, conclui Bruno Rondani, CEO da plataforma.

Dados do ranking apontam que essa interação entre as startups de tecnologia e as corporações do varejo devem aumentar ainda mais. “O movimento de Open Innovation com Startups foi iniciado pela abertura das grandes empresas. Entretanto, vimos, nos últimos anos, a adesão de empresas de menor porte, de todas as cadeias de valor, que também passaram a buscar inovação junto a startups. Isso torna o jogo muito mais acessível e democratizado”, destaca Rondani.

Ele ressalta, ainda, que essa movimentação intensa do mercado deve trazer mudanças significativas para as startups nos próximos meses, o que também deixa a competição mais acirrada. “A adesão de mais empresas em busca de startups faz com que o mercado fique, também, muito mais competitivo e crie muito mais oportunidades. Surgem mais startups, mais programas de open innovation e mais inovação”, completa.

O pódio das cinco na liderança

As cinco primeiras colocadas foram empresas que, de fato, surfaram a onda da pandemia para colher resultados. Muito integradas à iminente digitalização, o principal acerto dessas empresas foi, de fato, uma conexão profunda com a inovação em prol da experiência do cliente.

O Ipiranga foi uma das empresas que mais apresentou uma experiência planejada no digital, ainda que suas operações fossem reconhecidas pelo presencial — não é possível abastecer o carro pela internet, certo? —. A empresa promoveu uma série de programas para desenvolver a inovação em suas operações, entre eles o Hub de Inovação, que veio para aproximar ainda mais o contato com startups. A BR Distribuidora também investiu (e muito) na inovação em seus processos, sobretudo os relacionados à experiência do consumidor.

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) e o Carrefour foram outros que também investiram de forma assertiva na inovação. O GPA, a partir da demanda do e-commerce, trabalhou ainda mais na diminuição de seus serviços de entrega, bem como estabeleceu mais ofertas personalizadas em seus aplicativos. Algo semelhante ocorreu com o Carrefour, que além de unir tecnologia às operações comuns, também investiu arduamente em sua agenda de ESG.

Por fim, o iFood — empresa já nativa da digitalização — viu seus negócios decolarem na pandemia: o setor de delivery foi um dos que mais lucrou com a chegada do vírus e, para manter-se ativo no pódio, foi necessário investir em inovação. O iFood hoje já tem parceria com inúmeras startups para desenvolver a parte digital e tecnológica da empresa, que segue mirando para a lua.


+ Notícias

A tecnologia como solução para inovar em meio à crise

Diversidade cognitiva: a chave para inovar

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]