Pesquisar
Close this search box.
/
/
“Carne de minhoca” e as antigas e novas fake news sobre o McDonald’s

“Carne de minhoca” e as antigas e novas fake news sobre o McDonald’s

O vice-presidente de Marketing do McDonald’s fala sobre como a empresa sofre com fake news desde o começo da sua operação

Neste mês, a Veja publicou uma nota em sua coluna Radar, umas das mais importantes do veículo, com o título “A guerra do hambúrguer”, afirmando que uma pesquisa do IPSOS colocava o Burger King no lugar do McDonald’s como o fast food preferido dos brasileiros, com cerca de oito por cento de vantagem.

Confira a nova edição da revista NOVAREJO com tudo que acontece no setor

Em resposta, o instituto de pesquisa afirmou que a nota da Veja foi publicada “sem o consentimento e o conhecimento” do instituto e que a informação não condizia com a realidade. O fato era que, o IPSOS havia feito uma pesquisa a pedido do Burger King, mas colocava a marca ao lado do McDonald’s como os fast foods preferidos dos brasileiros em um “empate técnico”, segundo a nota do IPSOS. A Veja não fez a retratação.

A história foi lembrada por Roberto Gnypek, vice-presidente do McDonald’s, em palestra a jornalistas e publicitários no Guarujá, litoral paulista, sobre a era da fake news. O executivo lembrou também de lendas urbanas que foram criadas colocando o McDonald’s no centro de polêmicas delicadas.

Carne de minhoca

Umas das primeiras fake news criadas sobre o McDonald’s era relacionada ao suposto uso de carne de minhoca nos hambúrgueres da rede. Gnypek diz que a história começou com a visita de jornalistas à fábrica da empresa, ainda nos anos 80, quando um deles comparou a maneira como a carne saía do moedor ao formato de uma minhoca. Isso bastou para a lenda ser criada. E começou exatamente entre profissionais da comunicação.  “Se fosse verdade, a gente já teria quebrado, porque o quilo da minhoca é mais caro que o do filé mignon”, brinca o VP do McDonald’s.

A fake news (termo criado três décadas depois) acabou se tornando uma lenda urbana, mas não cumpriu seu papel de fustigar a imagem da marca, mas o contrário, a mentira acabou por promover a empresa, segundo afirma o próprio vice-presidente da empresa. Isso explica o porquê de o Burger King, grande concorrente da marca e envolvido na polêmica “guerra dos hambúrgueres” lançou, recentemente, a campanha publicitária “homem ou rato”. A peça criada para a TV foi lançada logo depois de uma polêmica sobre a presença de roedores entre os pães numa das unidades da rede. Na propaganda, a marca desafia os consumidores a consumir os seus lanches, brincando com o ditado popular que compara a pessoa covarde ao roedor.

Executivos preparados

O McDonald’s tem 35 mil restaurantes pelo mundo e está no Brasil desde 1979, com a primeira unidade no Rio de Janeiro. Em 1981, a empresa global inaugurou sua primeira loja na avenida Paulista, no centro de São Paulo. Hoje, são 1.500 unidades na América Latina, sendo que mil dessas estão no Brasil.

O impacto que fake news causam acabam sendo proporcionais ao tamanho da rede. Gnypek afirma que as mentiras contadas sobre as marcas pelo mundo acabam entrando no segmento de “notícias locais” para o consumidor desatento. Por vezes, não interessa se o caso aconteceu em qualquer outro dos 60 países nos quais o McDonald’s opera e nem se é verdade, e acaba virando notícia local.

Para combater as notícias imprecisas ou mentirosas, o McDonald’s tem investido no que o executivo chama de “banco de credibilidade”. Cada vez mais, a responsabilidade das marcas cresce diante da pulverização das notícias pelas redes sociais, cenário no qual as marcas assumem um papel, como nunca antes, de usar seu espaço publicitário para informar.

Gnypek diz que o McDonald’s tem se preocupado em assumir esse lugar de combatente de fake news e criador de conhecimento. “O fundamental é o executivo estar preparado para falar com as pessoas sobre os temas que as deixam inseguras. Já existe, hoje, toda uma estrutura dentro das companhias pautada em ética para que, quando uma crise acontecer, você usar esse ‘banco de credibilidade’”, avalia.

Leia também: McDonald’s anuncia mil totens automáticos a cada 3 meses

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]