Pesquisar
Close this search box.
/
/
Brasil cria talentos e fatura bilhões com o mercado da música

Brasil cria talentos e fatura bilhões com o mercado da música

Com mais de R$ 2 bilhões de receita em 2022, mercado fonográfico brasileiro cresce pelo 6º ano consecutivo

A música do Brasil, e o mercado fonográfico do país, têm ganhado cada vez mais espaço a nível mundial. Prova disso é a lista divulgada pela revista edição americana da revista Rolling Stone com os 50 melhores álbuns de rock latino-americanos desde a década de 1960. Nove deles são de artistas brasileiros. Vale lembrar que, na América Latina, o rock se fundiu com com os estilos locais. Podemos citar o samba. As influências criaram uma diversidade para o formato musical que integrou vários artistas ao formato.

Nas três primeiras posições da lista encontramos Café Tacvba, grupo mexicano, com o álbum “Re”; em segundo,“Bocanada”, disco do músico argentino Gustavo Cerati; e “La Pipa de la Paz”, da banda colombiana Aterciopelados. em terceiro no ranking. Já a quarta posição ficou para o álbum “Clube da Esquina”, de Milton Nascimento e Lô Borges. Além dele, as outras oito produções brasileiras aparecem na lista: Os Mutantes, com o álbum que leva o nome da banda; Karnak, com o disco também homônimo; Roberto Carlos, com “Em Ritmo de Aventura”; o álbum “Tribalistas”, do efêmero trio composto por Marisa Monte, Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown; Los Hermanos, com o disco “Ventura”; o álbum “Selvagem?”, dos Paralamas do Sucesso; “Fruto Proibido”, de Rita Lee & Tutti Frutti; e “Krig-ha, Bandolo!”, o primeiro disco solo de Raul Seixas.

Leia mais: Conheça a próxima geração: Beta

À parte de seus artistas conhecidos mundialmente, o Brasil tem visto seu mercado fonográfico crescer, de acordo com um relatório da Pro-Música, entidade que representa as principais gravadoras e produtoras fonográficas do país. O crescimento apresentado pelo setor brasileiro de música foi considerado acima da média mundial, segundo a IFPI, a Federação Internacional da Indústria Fonográfica.

Quais são os números do mercado da música no Brasil?

Pelo 6° ano consecutivo, o mercado fonográfico brasileiro aumentou a arrecadação. Em 2022, atingiu R$ 2,526 bilhões, o que representa um crescimento de 15,4% em relação a 2021. Os números colocam o país na 9ª posição do ranking mundial do IFPI e estão acima da média mundial. Além disso, a arrecadação com direitos conexos de execução pública para produtores e artistas somou R$ 323 milhões. Ou seja, o mercado atingiu um total de R$ 2,5 bilhões, o que representa quase o dobro do faturamento entre 2019 e 2022.

Assine nossa newsletter!
Fique atualizado sobre as principais novidades em experiência do cliente

E como está o mercado internacional?

O levantamento internacional mostrou que o mercado mundial de música gravada cresceu 9% no ano passado. Segundo o Relatório Global de Música da IFPI, as receitas mundiais da música de 2022 foram de US$ 26,2 bilhões.

O streaming por assinatura paga foi um dos fatores que impulsionou esse crescimento, com um aumento de 10,3%, para US$ 12,7 bilhões. São 589 milhões de usuários de contas de assinatura pagas, ao final de 2022. Quando incluímos a assinatura paga e as opções que contém publicidade, esse crescimento foi de 11,5%, a total de US$ 17,5 bilhões, ou 67,0% do total das receitas globais de música gravada.

Conheça o Mundo do CX

Streaming e sua influência nos números

As plataformas de streaming tiveram forte influência no crescimento do mercado em 2022. Elas foram a principal fonte de distribuição de música gravada em áudio e vídeo, e representam a maior fonte de recursos fonográficos. Além disso, representam a principal fonte de receita da indústria fonográfica no Brasil, com 86,2% do total de receitas do ano passado.

Se comparadas as receitas de 2022 com as de 2021, as plataformas digitais tiveram um crescimento de 21,6%, com uma arrecadação de R$ 1,343 milhões. Já as receitas oriundas do streaming remunerado por publicidade chegaram a R$ 447 milhões. As plataformas mais populares no Brasil são Spotify, Deezer, Apple Music, Youtube Music e Amazon Music.

Enquanto isso, ainda em 2022, os vídeos musicais das plataformas de streaming, criados para gerar interação com público, com receita vinda da publicidade, alcançaram um valor de R$ 386,6 milhões.

As receitas de vendas físicas ocupam um percentual pequeno na indústria no Brasil, com apenas 0,5% das receitas. O faturamento anual foi de R$ 11,8 milhões, e os CDs foram o formato mais comercializado em 2022, somando R$ 6,7 milhões. O disco de vinil vem logo atrás, com R$ 4,7 milhões em vendas. Por último, os DVDs, com apenas R$ 400 mil em vendas.



+ NOTÍCIAS
A maioria das pessoas se sente bem em relação à saúde mental
Mulheres chefiam domicílios, mas enfrentam desafios financeiros

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]