Pesquisar
Close this search box.
/
/
Backer vai produzir álcool gel – e isso diz muito sobre o momento do mercado de cerveja

Backer vai produzir álcool gel – e isso diz muito sobre o momento do mercado de cerveja

Assim como cervejaria mineira, conhecida pelos casos de intoxicação, outras empresas do setor vão produzir álcool gel. E isso pode estar relacionado ao consumo de bebida alcoólica

A cervejaria de Belo Horizonte Backer voltou a aparecer no noticiário nacional, mas desta vez de uma maneira um pouco mais positiva. É que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) autorizou a pequena produtora da bebida a utilizar a cerveja que está parada em tanques há 90 dias para produção de álcool 70%. Ela se junta ao time das empresas que suspendeu a produção de bebida simplesmente pela diminuição do consumo.

Estima-se que a cerveja parada poderá render 28 mil litros de álcool gel. A ideia é doar o produto para o sistema público de saúde para combate ao novo coronavírus, segundo informou a empresa.

Retidos

Ao todo, 472 mil litros de cerveja ficaram retidos nos tanques desde a interdição do local em janeiro, para apurar a contaminação por mono e dietilenoglicol na bebida produzida na fábrica.

O inquérito policial, que completou três meses no início de abril, aponta para 42 vítimas, sendo que nove teriam morrido em decorrência da intoxicação. A polícia segue investigando como se deu a contaminação das bebidas, mas não há prazo para conclusão.

A fábrica da cerveja, que fica no bairro Olhos D’Água, segue interditada até que seja possível afirmar que não há riscos na retomada da produção no local, diz o Mapa. A apuração administrativa do caso também segue.

Movimento similar

Embora a produção de álcool gel seja uma boa oportunidade para a Backer melhorar a sua imagem diante do consumidor cervejeiro, o fato é que a empresa mineira está apenas seguindo uma tendência do seu mercado. E isso diz muito sobre o momento do setor.

Uma das pioneiras nessa iniciativa foi a Ambev, que prometeu produzir um milhão de garrafas com o produto e entregar para a rede pública de saúde. O mesmo movimento foi seguido por cervejarias da Serra Gaúcha, caso da Rasen, e muitas outras no País.

cerveja
Crédito: Divulgação

Ocorre que alguns estudos sugerem que a produção do álcool gel teria relação com a queda no consumo de bebida no País. Um recente levantamento feito pela Abrape, entidade que representa os fabricantes de bebidas como cerveja, cachaça, vinho e outros destilados, mostra uma redução de 51% nas receitas entre 15 e 31 de março.

Embora muita gente diga “Ah, mas eu tenho consumido mais bebida alcoólica em casa”, o fato é que o maior faturamento do setor não está relacionado ao consumo realizado em casa. Outro estudo, desta vez produzido pela consultoria KPMG em outubro do ano passado, afirma que 61% do consumo de bebida alcoólica ocorre em bares, restaurantes e similares – justamente os lugares que foram obrigados a fechar por causa do novo coronavírus.

Ou seja, no fim, no Brasil, a doação de álcool gel se tornou uma maneira para desovar o produto parado na indústria. No fim, um mal menor.

Nos EUA ocorre o inverso

Já nos EUA, curiosamente, existe um movimento contrário ao brasileiro. O americano parece disposto a comprar tanto o álcool gel (também em produção por empresas de bebidas americanas) quanto a própria bebida alcoólica durante a pandemia do COVID-19. Nesse sentido, o destaque é a cerveja.

A conclusão está em um estudo produzido pela inMarket, uma consultoria americana. De acordo com a pesquisa, o consumo de todos os tipos de bebidas alcoólicas cresceu no mercado norte-americano. No entanto, é justamente a cerveja que tem chamado a atenção da consultoria. Por lá, notava-se um aumento no desinteresse dos americanos pela bebida, o que mudou na pandemia.

Agora, a procura pela “gelada” cresceu – e muito. Um exemplo é a cerveja como a Busch Light da Anheuser-Busch, que cresceu impressionantes 44%. Outras marcas também registraram aumentos de vendas de dois dígitos, caso da Miller Lite, Michelob Ultra e Natural Light. Todos eles cresceram entre 14% e 17%. As vendas de Modelo e Miller High Life saltaram cerca de 7%.

Crédito: Divulgação

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 285

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Rhauan Porfirio | Nathalia Parra


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Angela Souto
[email protected] 

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
Nathalia Parra | Zootz Comunicação

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]