Pesquisar
Close this search box.
/
/
Uso de automóvel entre famílias de menor renda cresceu 82% em SP

Uso de automóvel entre famílias de menor renda cresceu 82% em SP

Pesquisa revela que, em contrapartida, classe média passou a deixar o carro em casa para utilizar transporte público

Uma pesquisa divulgada nesta semana pela Origem e Destino (OD) revelou um novo comportamento da classe média paulistana: cada vez mais as famílias têm deixado os carros na garagem e apostado no transporte público. Tanto é que o uso de automóvel entre os que têm renda superior a R$ 11,4 mil caiu 49% nos últimos dez anos. Já a utilização do metrô por essa parcela da população em São Paulo subiu 5,7%.

Em contrapartida, as viagens de carro das famílias de menor renda, com ganhos entre R$ 2 mil e R$ 3,8 mil tiveram um crescimento de 82% entre 2007 e 2017. Já a aquisição de motos subiu 77%.

ENTREVISTA
“As pessoas estão desapegando da posse do carro”, diz CEO da Localiza

O levantamento da OD é realizado sempre a cada dez anos desde 1967. A pesquisa utiliza 156 mil entrevistas e consegue fazer um mapeamento das viagens na região metropolitana de SP, além de traçar um panorama da situação socioeconômica dos 39 municípios. 

Além de revelar o aumento das viagens de carro pelas famílias de menor renda, o estudo concluiu, em contrapartida, que São Paulo também ficou mais pobre na última década. Tanto é que a renda média das famílias caiu 11,5%, – se antes a renda era de R$ 4.075, hoje a maioria das casas de SP não ganha mais do que R$ 3.607. 

Automóvel
Foto Pexels
Transporte público em alta

Muita gente tem deixado o carro na garagem para fugir do trânsito na cidade. Reflexo disso é que o número de viagens por meios de transporte público cresceu 10,3%, o que significa um aumento de 38 milhões para 42 milhões de pessoas por dia. 

O trânsito caótico também pode ser explicado pelo avanço da popularidade dos aplicativos de mobilidade, como Uber e 99. A verdade é que eles facilitam o transporte, mas também têm colocado mais carros na rua. 

LEIA TAMBÉM
Confira os carros mais buscados pelos brasileiros em maio, segundo o Webmotors

Um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Kentucky, nos Estados Unidos, em parceria com a Autoridade de Transporte do Condado de São Francisco, concluiu que os apps de transporte Uber e Lyft são responsáveis pela degradação do trânsito na Califórnia. 

De acordo com a pesquisa, os congestinamentos tiveram um aumento de 62% entre 2010 – antes do surgimento dos aplicativos – e em 2016, com eles já popularizados. 

VOCÊ VIU?
Chevrolet Onix é o mais vendido do semestre. Veja o top 10

Automóveis
Foto Pexels

O estudo ainda analisou uma simulação feita em computadores que mostra como estaria o trânsito se os motoristas desses apps não existissem. O resultado? 22% de aumento do congestionamento no período – 40% a menos do que os números atuais. Outro fator que estaria gerando um verdadeiro caos no trânsito éo  fato dos motoristas estacionarem em fila dupla ou locais proibidos para buscar os passageiros. 

“Corridas compartilhadas aumentam o trânsito porque a maioria dos usuários deixa de usar modais sem carro. Em adição, tem uma quilometragem extra entre corridas enquanto motoristas esperam para o próximo serviço e então dirigem para pegar o cliente. Ainda, mesmo em uma corrida compartilhada, alguma parte da corrida envolve só um passageiro (entre o primeiro e segundo embarque)”, diz o relatório divulgado em 2018 pelo jornal jornal Washington Post.

Além disso, os serviços de corrida compartilhada somaram 9,1 bilhões de quilômetros rodados nas regiões analisadas: Nova York, Los Angeles, Chicago, Boston, Washington, Miami, Filadélfia, San Francisco e Seattle. Será que enfrentamos o mesmo problema no Brasil?

Automóvel
Foto Pexels

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]