Pesquisar
Close this search box.
/
/
O amadurecimento da transformação digital

O amadurecimento da transformação digital

Reconhecida como fundamental já há algum tempo, a transformação digital passa a ser, de fato, uma realidade nas empresas

A transformação digital ainda engatinha dentro das organizações brasileiras. Pesquisa da IDC, consultoria focada em inteligência de mercado, com mais de cem empresas, apontou que 24,7% não acham que o tema seja relevante, enquanto somente 4% estão cientes da importância do assunto e o tratam como prioridade.
A boa notícia é que uma grande fatia, cerca de 42%, afirma que quer iniciar o processo nos próximos anos, entre 2019 e 2021. Breno Barros, diretor global de Inovação e Negócios Digitais da Stefanini, empresa provedora global de soluções de negócios baseadas em tecnologia, diz que, entre o ano passado e este ano, a transformação digital passou a ser encarada com mais seriedade pelas médias e grandes organizações nacionais.

LEIA TAMBÉM: Tecnologias disruptivas reinventam a experiência do cliente no varejo

“No passado era uma visão futurista, agora as organizações estão mais pragmáticas com o tema digital, sabem que o mundo está em transformação e querem saber o que fazer para lidar com as mudanças agora”, reitera Barros.
Prova disso é que, no primeiro semestre de 2019, a comercialização de novas tecnologias teve um crescimento de dez vezes nos últimos três anos e já passa a representar 25% do faturamento global da Stefanini. De acordo com o executivo, o setor financeiro foi o grande pioneiro no quesito transformação digital. “Com a chegada de novas fintechs, já há alguns anos, o mercado se abriu e a demanda por inovação cresceu. As empresas começaram a se questionar como seria possível levar mais experiência ao cliente para não perdê-lo”, comenta Barros.
Foi o que aconteceu com a Sicredi, que decidiu investir em uma nova plataforma de tecnologia e se lançar no mercado digital com o Woop, conta digital gratuita. Para dar suporte a esta novidade, a empresa decidiu fazer uma mudança do core bancário tradicional – sistema que processa todos os produtos de uma instituição financeira – para um core digital, com a transferência das informações dos clientes para a nuvem.

Breno Barros, da Stefanini

A solução Core Banking Topaz, desenvolvida pela Stefanini e que passou a ser usada pela Sicredi, permite operações bancárias em tempo real de forma centralizada e disponível em múltiplos canais para atendimento ao cliente.
“Esta tecnologia possibilita que as instituições, como é o caso da Sicredi, reforcem o relacionamento com seus clientes, ampliando a produtividade e aprimorando a gestão financeira”, diz Barros.
Além do setor financeiro, um segundo segmento que saiu à frente em inovação foi a indústria – especialmente a de manufatura e bens de consumo. “Pois é um segmento que tem uma enorme necessidade de eficiência (fazer mais com menos) e as novas tecnologias permitem isso”, lembra o executivo.
Neste contexto, a Stefanini desenvolveu uma solução capaz de gerir o estoque de uma empresa de fertilizantes, a partir do uso de drones (veículos não tripulados). “O primeiro grande benefício foi a redução do custo de mão de obra em mais de 50% e, principalmente, a eliminação do risco de acidentes com pessoal para realização da atividade”, diz Breno Barros.
Além disso, o tempo de contagem da linha de produção foi reduzido de 24 horas para 20 minutos, e a assertividade na contagem do estoque que era de 90%, quando feita por um funcionário, aumentou para 98%, após a implementação da tecnologia.

Visão de gente grande

Para tornar a visão de que a transformação digital é, de fato, importante para as empresas brasileiras, a Stefanini e o INSEAD, escola de negócios francesa, desenvolveram, em 2018, o Programa Leadership Transformation, que, em 2020, terá sua terceira edição.
O curso, que acontece durante cinco dias, oferece uma experiência educacional que permite aos executivos desenvolver habilidades necessárias para mudar a mentalidade, acompanhar as disrupções do setor, inspirar as equipes e engajá-las no processo de transformação digital.
“Percebemos que a inovação é algo que precisa vir do alto escalão, até porque há uma necessidade de alinhamento com a visão estratégica da companhia, que passa pelos fundadores, presidentes e demais C?Levels”, destaca Barros.
O executivo da Stefanini também lembra que os profissionais do board da companhia são quem, de fato, podem engajar os funcionários para que a transformação digital percorra toda a organização.
“Há dois anos, o mais difícil era convencer executivos e empresários que a transformação digital era algo fundamental para o sucesso do negócio. Hoje, o maior desafio é envolver as pessoas e fazer com que elas se comprometam com o propósito da inovação”, conclui.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]