Pesquisar
Close this search box.
/
/
Abilio Diniz: Caminhos e escolhas de um dos maiores empresários brasileiros

Abilio Diniz: Caminhos e escolhas de um dos maiores empresários brasileiros

Abilio Diniz faleceu no último dia 18, deixando um legado de construção e crescimento do varejo brasileiro.

Não há dúvidas que Abilio Diniz foi um dos maiores responsáveis pela construção do varejo brasileiro. Ao assumir o comando do Pão de Açúcar, fundado por seu pai, Valentim dos Santos Diniz (1913 – 2008), transformou a empresa na maior rede de supermercados do país – posição hoje ocupada pelo Grupo Carrefour. Diniz faleceu no último dia 18, em consequência de uma pneumonite, e deixou um legado para o mercado e para os consumidores do Brasil.

Não só comandou o Pão de Açúcar, como também foi responsável pelas grandes transformações que moldaram a empresa e o mercado varejista brasileiro. Liderou a abertura de capital da organização, formou parcerias que trouxeram investimentos estrangeiros ao negócio, adquiriu e investiu em empresas. Apaixonado por esportes e pelo seu time do coração, o São Paulo Futebol Clube, não deixou o ser humano de lado nos momentos mais desafiadores de sua trajetória.

A trajetória de Abilio Diniz

Nascido em 28 de dezembro de 1936, era o primogênito de seis filhos do empreendedor Valentim. Sua trajetória no Pão de Açúcar teve início em 1959, quando trabalhou com o pai no primeiro supermercado da rede, em 1959, inaugurado na capital paulista mais de dez anos depois da abertura da Doceria Pão de Açúcar, também da família. Abilio Diniz formou-se em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e fez estágios nos Estados Unidos e na França, trabalhando em supermercados.

Em 1993, o Pão de Açúcar criou o chamado ombudsman no varejo brasileiro, o que mais tarde evoluiu para a Casa do Cliente – área dedicada ao atendimento e à solução de demandas de clientes da rede, funcionando como uma representação da voz do consumidor nas diferentes ações da empresa – em 2022.

Em 1989, Abilio Diniz foi vítima de um sequestro que ficou marcado entre o empresariado brasileiro. Depois de 153 horas em cativeiro, foi resgatado e libertado em pleno dia de eleições – as mesmas que elegeriam Fernando Collor como Presidente da República.

Durante a crise gerada pelo Plano Collor na década de 1990, que confiscou as poupanças dos brasileiros, o Pão de Açúcar também sofreu um grave impacto. Além da demissão de mais de 20 mil funcionários, a empresa precisou vender imóveis e fechar pontos de venda.

Foi também na década de 1990 que entrou em um conflito familiar os irmãos e a mãe pelo controle do Pão de Açúcar. O pai, Valentim, distribuiu as ações no negócio entre os filhos em proporções diferentes de acordo com suas contribuições para a empresa. Abilio, que comandava a empresa, seguiu com a maior participação, o que foi contestado pela família. Foi apenas em 1994 que o atrito foi solucionado: três dos irmãos venderam suas frações para Abilio, Lucília, e a caçula, Lucília, permaneceu na empresa.

Liderança sólida

Foi com essa plena liderança que Abilio conseguiu levar suas decisões de negócios à prática. Em 1995, comandou a abertura de capital do Pão de Açúcar. Na sequência, buscou uma sociedade no estrangeiro para impulsionar ainda mais a empresa – ação que teve efeito em 1999, quando a rede francesa Casino adquiriu uma participação de 25% do capital do Pão de Açúcar. Em 2005, Abilio foi além e vendeu o controle acionário para a Casino com o objetivo de levantar mais capital para sanar dívidas do grupo, mas permaneceu no comando.

Em 2009, adquiriu a Casas Bahia e o Ponto Frio, formando o grupo Via Varejo, o maior grupo de distribuição da América Latina. Já em 2011, viu uma oportunidade em um negócio com o Carrefour, um dos principais concorrentes do Pão de Açúcar e da controladora Casino. Assim, tentou romper o acordo com a francesa. Mas acabou assinando um acordo em 2013 no qual abria mão da sua cadeira no Conselho de Administração do Pão de Açúcar, passando o comando tanto do grupo quanto da Via Varejo para a Casino.

Em 2013, ocupou a cadeira de Presidente do Conselho da BRF, além de comprar ações na empresa de proteína animal. No entanto, depois de uma série de prejuízos e da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal – que investigou a venda ilegal de carnes por parte de frigoríficos brasileiros –, deixou a empresa em 2018.

Negócio de família

Mesmo longe das empresas das quais contribuiu com a construção e o crescimento, atuava como presidente do Conselho de Administração da Península Participações, empresa de investimentos da família criada em 2006 pelo próprio Abilio. Foi por meio da gestora que o empresário e empreendedor passou a comprar ações do Carrefour – empresa na qual via grandes oportunidades mesmo nos tempos de GPA. A visão foi tal que Abilio se tornou um dos principais acionistas globais da varejista francesa, ocupando cadeiras nos Conselhos de Administração da operação brasileira e também da matriz.

Abilio Diniz era pai de seis filhos: Ana Maria, Pedro Paulo, João Paulo e Adriana – de seu primeiro casamento, com Maria Auriluce Falleiros – e Rafaela e Miguel – de seu segundo casamento com a economista Geyze Marchesi. Seu filho, João Paulo Diniz, faleceu em 2022 após um mal súbito, aos 58 anos de idade, uma tragédia na família que deixou um profundo pesar no pai. Além dos filhos e da esposa, deixou netos e bisnetos.

Para seus admiradores, não faltam inspirações, reflexões e aprendizados com a vida e os desafios de um dos maiores empresários do Brasil. Abilio Diniz foi não só um gestor – que acertou, errou e conseguiu subir a barra do varejo brasileiro – como também um empreendedor, um esportista apaixonado e um homem que ajudou a pavimentar o mercado do país.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 283

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Imagem idealizada por Melissa Lulio,
gerada por IA via DALL·E da OpenAI, editada por Nádia Reinig


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

Coordenador de Marketing de Performance 
Jonas Lopes 
[email protected]

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 283

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
Imagem idealizada por Melissa Lulio,
gerada por IA via DALL·E da OpenAI, editada por Nádia Reinig


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

Coordenador de Marketing de Performance 
Jonas Lopes 
[email protected]

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]