Pesquisar
Close this search box.
/
/
1ª edição do Digital Commerce Experience foca em inovação e nos desafios econômicos do varejo

1ª edição do Digital Commerce Experience foca em inovação e nos desafios econômicos do varejo

Promovido pela VTEX, evento contou com a participação de grandes nomes como Scott Emmons, Marcio Kumruian e Paulo Correa

O futuro da economia e, por consequência, do varejo, e o momento de transformação digital na experiência do cliente foram as pautas da 1ª edição do Digital Commerce Experience (DCX), evento promovido pela VTEX que contou com a participação de Paulo Correa, CEO da C&A; Marcio Kumruian, fundador e CEO da Netshoes; Alessandro Gil, CXO da VTEX; o consultor financeiro Teco Medina, e Scott Emmons, head de Inovação da Neiman Marcus.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

“O Brasil precisa voltar a montar a agenda positiva”, disse Teco Medina durante palestra sobre os rumos da economia em 2019, que foi seguido por painel com Correa e Kumruian sobre suas respectivas operações. Sobre o período de crise, em que a economia patina e o desemprego não diminui, Paulo Correa, da C&A, analisa que “serviu para as empresas terem um olhar mais crítico para terem a dimensão dos seus custos de fato. A produtividade foi uma coisa de ser vista com olhar para dentro. Foi a oportunidade de trazer tecnologias. Somos uma empresa muito mais preparada hoje do que estávamos há três anos”, contou. Portanto, para o CEO, se em um futuro próximo “tiver vento a favor, vamos ter crescimento bem forte”. concluiu.

Na Netshoes, Marcio contou que o no período as atividades cresceram mais do que os 15% de crescimento do e-commerce em geral e lembrou do IPO feito pela empresa no início de 2017, época de crise econômica ainda forte e que no início de 2018 a empresa trabalhava com otimismo: “a Netshoes pegou o gancho do momento de expectativa com o novo momento, e a gente se deparou com um cenário não tão bom como imaginávamos”. Segundo Marcio, a queda média de 10% na renda dos brasileiros foi sentida pela empresa, por isso aproveitaram o momento para fazer as “reformas dentro de casa”. “Fizemos uma lição forte, quais projetos iam em frente. Avaliamos a velocidade do país. Nadar contra a maré exige muito mais esforço”, relatou.

Os CEOs destacaram que suas operações estão bastante dedicadas ao uso da tecnologia neste momento de transformação digital e pós-consumidor. “O empresário também tem que fazer a lição de casa. No Netshoes a gente usa muita tecnologia. Com a tecnologia e o mobile, o eixo mudou pro consumidor, que compra o que quer, compara como quer e recebe onde quer. Isso mudou o varejo real state. Se está discutindo muito agora como se combinam estes mundos. Não está [no controle] no varejistas crescer porque ele está ocupando território, mas está nas mãos do consumidor escolher o melhor preço, o melhor produto e a melhor entrega”, acredita Marcio. Paulo concorda e avalia que também que esse novo processo de compra é uma realidade muito forte. “Quem não está entendendo esse recado vai ficar para trás. Há um imediatismo cada vez maior.

A crise trouxe um nível de consciência e valor na compra muito maior”, disse. “A vantagem do offline de adicionar o elemento humano que ajuda de fato é o melhor que podemos ter, independente do momento de crise ou não. Temos que estar próximo ao consumidor, entender o que se está fazendo bem ou não e o que na percepção de cliente é relevante”, conclui.

A transformação nos negócios digitais foi o mote da apresentação do chief experience officer da VTEX, Alessandro Gil, que abordou as tendências para o setor advindas da tecnologia, como o conversational commerce, compra por voz; ominichannel, integração entre on e offline; cross border, venda de produtos para outros países; e things commerce, como internet das coisas. Para ele, a inteligência artificial está saindo do anonimato e se tornando a principal estrela das ações de marketing mais inovadoras. Além disso, reforçou a importância de o varejo pensar em oportunidades de vendas para as pessoas da terceira idade. “70% da renda disponível americana está com pessoas de 52 a 70 anos. No Brasil, 30% do e-commerce já está nas mãos dessas pessoas, e isso tende a aumentar. Essa é uma grande oportunidade de negócio para os varejistas”, destaca Gil.

A plenária foi encerrada com o keynote do americano Scott Emmons, Head de Inovação da Neiman Marcus, que trouxe um conteúdo amplo sobre varejo, futuro e inovação. O especialista mostrou cases de transformação digital e omnichannel nos Estados Unidos e reforçou que a personalização de todos os pontos de contato com o cliente é a grande tendência para criar lealdade, questão que os varejistas devem buscar. “A inteligência artificial traz uma pilha de dados com as experiências em lojas e as pegadas digitais. “Com certeza essa é uma tendência, assim como usar as assistentes pessoais para transforma uma compra esporádica em um consumidor de longo prazo”, disse o americano. Scott também destacou que, para inovar, é preciso alinhar a visão estratégia e os objetivos da inovação, o apoio dos executivos e suporte crítico e, além de começar ao poucos, a inovação deve ser inserida no dia a dia e não em um setor isolado, “ser parte do negocio diário”.

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]