Pesquisar
Close this search box.
/
/
Você sabe o que é micromobilidade?

Você sabe o que é micromobilidade?

Com transporte individual e focado em curtas distâncias, esse tipo de mercado já vive concorrência acirrada e previsão de movimentações financeiras bilionárias

Se você mora em São Paulo (ou também Rio de Janeiro, Vitória, Florianópolis) já deve ter percebido que algumas coisas mudaram quando o assunto é andar pelas ruas. Bicicletas elétricas ou patinetes estão por aí, viraram mania em determinados bairros e um negócio lucrativo para grandes empresas.

Também deixaram de ser usados apenas nos “domingos de lazer” para agora fazerem parte do dia a dia atarefado das pessoas. Essa movimentação, que exclui os carros e se conecta com veículos públicos de transporte (como ônibus ou metrô), tem um nome próprio. É a micromobilidade, conceito falado pela primeira vez em 2017, em um evento de tecnologia na cidade de Copenhagen.

micromobilidadeEla se relaciona com a categoria de veículos que pesam menos de 500kg, tenham motor elétrico e sejam adequados para locomoção em curtas distâncias. São aqueles também que podem ser usados e deixados em diversos cantos da cidade ou usados e retornados a um ponto de partida. 

Duvida que essa área irá bombar nos próximos anos? Pois a Uber acaba de entrar com tudo na disputa pelos usuários de patinete em São Paulo – um mercado que na capital paulista tem a Lime e a Yellow como principais concorrentes.

E especialistas no mercado de mobilidade afirmam que 2019 foi o ano de ouro para esse tipo de locomoção, não só pela concorrência que se intensificou, como também pela popularização desse tipo de transporte.

De acordo com a consultoria global McKinsey Center for Future Mobility, a movimentação financeira gerada pela micromobilidade deve ser de US$ 200 a 300 bilhões em 2030 apenas nos Estados Unidos. Europa e China são os outros grandes polos em ascensão. E estamos falando de um cenário de 10 anos à frente, ou seja, está logo ali. 

ADEUS CARROS

A mesma consultoria McKinsey informa que a imensa maioria das viagens feitas dentros da metrópoles é de, no máximo, 8km de distância. Ou seja, um trajeto que pode ser feito de forma mais rápida e menos poluente por outros veículos, sem deixar nada a dever aos automóveis tradicionais.

Aí está o grande valor da micromobilidade. Vale lembrar que um elemento-chave para essa nova maneira de usar meios de transporte é o compartilhamento.

A geração Z, inclusive, já nasce com a o conceito de compartilhar mais naturalizado. Aquela ideia de fazer uma poupança para comprar um carro novo só para si mesmo vem perdendo força. 

micromobilidade

A micromobilidade está dentro da mobilidade urbana e precisa ser levada em consideração pelos gestores das cidades brasileiras.

Não é só um negócio, mas uma forma de pensar o fluxo das pessoas de maneira totalmente diferente do que vem ocorrendo nos últimos 20 anos, quando o carro foi (e continua sendo) o centro das atenções. 

Em São Paulo este mercado segue acelerado. Além dos patinetes e das bikes elétricas, já é possível alugar também scooters elétricas.

Novamente focando nas pequenas distâncias, o serviço da Riba Share, por exemplo, tem aluguel mínimo de R$ 5,90 por 10 minutos. Pagar por um período curtíssimo de uso tem a ver com a ideia da micromobilidade que complementa outras formas de transporte – é o conceito de primeira ou última perna.

micromobilidade

É ela que te levará até o metrô ou para aquele rolê do dia de parar em vários lugares diferentes. Qualquer distância curta demais para carros ou longa e desconfortável demais para caminhadas se encaixa nesse cenário.

Mais um trunfo para as empresas que exploram esse nicho é o fato de seus veículos também servirem para as horas de lazer aos fins de semana – e não só para ir de um lugar ao outro cumprir uma tarefa. E aí, ficou com vontade de testar?


+ SOBRE O ASSUNTO 

Fizemos o test drive da scooter elétrica. Vale a pena?
Como os brasileiros usam os apps de mobilidade?
Berlim é líder mundial em ranking de mobilidade urbana
Novos caminhos: tendências que devem surgir em mobilidade urban
Como Waze, CargoX e ClickBus trabalham para promover a mobilidade nas cidades
Apps de carona: os novos desafios da mobilidade

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]