Pesquisar
Close this search box.
/
/
A importância da simbologia: conheça os gestos que mobilizam multidões

A importância da simbologia: conheça os gestos que mobilizam multidões

Entenda como a imagem de um gesto pode ser poderosa aliada de conexão com os consumidores

Além dos shows, jogo e festividades, houve um gesto do Super Bowl 2022 que chamou a atenção de parte dos espectadores do evento. A ação foi do rapper Eminem: ao final de sua apresentação, o cantor se ajoelhou em silêncio, mesmo após chefões da liga terem recusado o posicionamento. O gesto, carregado de simbologia, vem em referência ao quarterback Colin Kaepernick, que, em 2016, passou a se ajoelhar ao longo do hino nacional dos Estados Unidos como forma de protesto contra a violência racial do país.

Quando se fala na criação e perpetuação de um negócio, muitos especialistas ressaltam a experiência do cliente, o atendimento, a infraestrutura como um todo, o posicionamento da marca. E, de fato, todos esses conceitos (e tantos outros) são fundamentais para que qualquer empreendimento funcione. Mas à primeira vista, tal qual o comprovam as leis da física, o primeiro sinal de captação é a luz, a mais rápida. Ou seja, como diz o ditado, “uma imagem vale mais que mil palavras” — e uma boa construção de imagem e mensagem é sempre o primeiro ponto de contato com o consumidor.

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente 

É por esse motivo que multidões podem ser acionadas, muitas vezes, por símbolos simples, mas com significados fortíssimos. Ao longo da história, eles foram moldando gerações e criando uma comunicação muito clara e objetiva, algo que as empresas precisaram entender para criar uma conexão honesta e verdadeira com os consumidores.

Para entender alguns dos novos gestos e símbolos da atualidade, a redação da Consumidor Moderno traz alguns exemplos que estão marcando a história. Confira:

A “dança de guerra” e a simbologia dos jogadores de rúgbi neozelandeses

Uma maneira de preservar as raízes e, em conjunto a isso, trazer um imenso significado pode ser visto na famosa “dança de guerra” dos jogadores de rúgbi da Nova Zelândia. Ao começo de todo jogo, os neozelandeses fazem uma série de caretas, gritos e tapas no corpo. Diferente do que aparenta, a dança não é apenas um momento de distração antes do jogo, mas sim uma dança tradicional do povo maori, nativo neozelandês, a Haka.

Há mais de 100 anos, esse tipo de dança está no rúgbi e marca a tradição dos jogadores com seus povos nativos. Antigamente, era usada para preparar os guerreiros antes das batalhas e também para desafiar possíveis oponentes. Ela representa a união da tribo, a demonstração do orgulho e, ainda hoje, marca os jogadores para clamar pela força e identidade.

Leia mais: O que o caso Monark nos ensina sobre o tempo das redes sociais?

Iza e a representatividade do feminismo negro

simbologia
Foto: Fábio Titio (G1)

Outro gesto para lá de forte, que inclusive se tornou símbolo da luta da mulher preta, é o punho negro fechado e para cima — que também é visto em uma série protestos há anos. Parece inocente, mas esse gesto, quando incorporado por uma mulher negra, traz uma nova camada de significado.

Um exemplo pode ser visto com a cantora Iza, que já incorporou o gesto em inúmeras apresentações. Com ela, o significado fica ainda mais forte, posto que a artista além de mulher preta também veio de periferia e aborda a luta feminista racial em grande parte de suas músicas.

Além da Iza, outras artistas também posam com o bíceps exposto — outro claro símbolo do feminismo, baseado na pintura criada durante a Segunda Guerra Mundial, que traz uma mulher e um balão de fala com “We can do It” (Nós conseguimos).

Assine a nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente  

Pantera Negra e os braços cruzados sobre o peito

Ainda que o gesto do super-herói da Marvel esteja relacionado aos filmes e a uma simbologia de pertencimento a um lugar específico — no caso, pertencimento à Wakanda —, essa atitude também ficou muito famosa para representar a força dos povos africanos e das pessoas pretas.

De acordo com o diretor do primeiro filme de Pantera Negra, Ryan Coogler, a simbologia dos braços cruzados sobre o peito não veio apenas da imaginação. O movimento, conta ele em entrevista, foi inspirado na forma como os faraós eram enterrados, da mesma forma como eram feitas as esculturas africanas. Além disso, o símbolo significa abraço na linguagem de sinais americana, o que explora ainda mais esse sentimento de pertencer a um lugar e uma cultura.

O símbolo ficou ainda mais recorrente após a morte do ator Chadwick Boseman, que interpreta o protagonista do filme. Além de trazer uma imensa representatividade para a forma como a população negra é exposta no filme, que é composto por 90% de atores pretos, esse símbolo também é refletido como cultural.


+ Notícias

Projeto de lei quer proibir símbolos sagrados em shows e até em games

Coca-Cola celebra garrafa símbolo da marca em campanha

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 284

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos na era da Inteligência Artificial, dos dados e de um consumidor mais exigente, consciente e impaciente. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo: das decisões, estratégias e inovações.
O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia. Ele quer respeito absoluto pela sua identidade, quer ser ouvido e ter voz.
Acompanhar cada passo dessa evolução é um compromisso da Consumidor Moderno, agora um ecossistema de Customer Experience (CX), com o mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor, inteligência relacional, tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a experiência de modo eficaz, conectando executivos e lideranças.

CAPA:
YUCA | Estúdio Criativo

ILUSTRAÇÃO:
Midjorney


Publisher
Roberto Meir

Diretor-Executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-Executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-Comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Elisabete Almeida
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

Fabiana Hanna
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head de Conteúdo e Comunicação
Verena Carneiro
[email protected]

Head de Conteúdo
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-Assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Danielle Ruas 
Jéssica Chalegra
Julia Fregonese
Marcelo Brandão

Designer
Melissa D’Amelio
YUCA | Estúdio Criativo

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Líder de Marketing Integrado 
Suemary Fernandes 
[email protected]

Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora ou com citação da fonte.
Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright,
sendo vedada a reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados
e informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]