Pesquisar
Close this search box.
/
/
Seguro de bens pessoais: tendência ou necessidade?

Seguro de bens pessoais: tendência ou necessidade?

Produto, além de ser útil e acessível, se torna porta de entrada para a contratação de outras soluções

Ultimamente, contratar um seguro de bens pessoais tem sido a alternativa encontrada pelos brasileiros para tentar dirimir os efeitos da violência cotidiana: dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua do último trimestre de 2021 mostram que grande parte dos roubos e furtos ocorridos no país não chega ao conhecimento das autoridades policiais.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em apenas 44,8% dos casos de furto na rua, ocorridos no período de um ano antes da pesquisa, as vítimas relataram ter procurado a polícia. Mesmo entre essas pessoas, nem todas registraram a ocorrência. Daqueles que procuraram ajuda da autoridade policial, 11,2% decidiram não fazer o registro formal na delegacia.

Nos casos de roubo, 57,9% das vítimas assaltadas na rua não procuraram ajuda da polícia, assim como 57,1% daquelas que foram roubadas dentro de casa.

Conheça o Mundo do CX

O que é o seguro de bens pessoais

O seguro de bens pessoais protege o segurado de perdas decorrentes de roubo de itens pessoais (celular, relógio, carteira, bolsa, cosméticos, etc.) e transações bancárias criminosas sob coação física.

Essa é uma solução voltada exclusivamente para a proteção de itens que fazem parte do dia a dia da população. O produto, na maioria dos casos, pode ser contratado por pessoa física ou jurídica e ampara itens tanto de uso pessoal quanto profissional.

Atentos ao cenário atual em que o país se encontra, os bancos tradicionais, as seguradoras e as fintechs agora investem na oferta dessa modalidade de seguro, com cobertura para itens específicos e, sobretudo, preço acessível.

Esse é o caso da Neon. Em parceria com a BNP Paribas Cardif, a empresa anunciou o lançamento da proteção mais barata do mercado na categoria de bens pessoais e transações, a partir de R$4,90 por mês. A afirmação é feita com base em estudos comparativos entre fintechs realizados pelas companhias até dezembro de 2022.

O novo seguro, chamado “Proteção pra Bens e Dinheiro” está disponível para todo o público por meio do app Neon e é o primeiro produto do gênero comercializado pela empresa.

Ele difere dos demais seguros padrões do mercado, já que, para acionar a cobertura para bens, basta que o cliente esteja de posse dos itens no momento do roubo ou furto qualificado e eles não precisam estar dentro da bolsa ou junto com o cartão físico na ocorrência.

“Nosso objetivo, com a entrada no mercado de seguros e lançamento da solução, é que brasileiras e brasileiros trabalhadores, formais e informais, possam proteger aquilo que conquistaram com muito trabalho, por um custo que não seja um empecilho para eles no final do mês”, explica Victor Loyola, diretor de crédito pessoal e seguros na Neon.

A cobertura para bens engloba indenização em casos de roubo ou furto qualificado de pertences pessoais, como celular, notebook, tablet, mochila e relógio.

“Um produto moderno, completo e acessível – esse é um resumo do seguro que desenvolvemos com a Neon. Ele faz parte do nosso programa de proteção, que ainda terá outras novidades esse ano, e garante ao cliente tranquilidade no mundo físico, em relação aos seus pertences pessoais, e no digital, ao movimentar o seu dinheiro”, enfatiza Marcel Dorf, diretor executivo comercial, marketing e digital da BNP Paribas Cardif.

Produto acessível, atrativo e essencial

De acordo com Bruno Alves, diretor de estratégia e tecnologia da BB Seguros, o seguro de itens pessoais é um dos produtos mais atrativos do mercado atualmente dado o contexto brasileiro.

Afinal, com o plano da empresa, é possível, com menos de 10 reais mensais, ter a cobertura de bens e prevenir transações bancárias criminosas via caixa eletrônico ou Pix. O acionamento do seguro acontece de maneira rápida e simples, via canais de atendimento da BB Seguros: a proteção deve acompanhar o avanço dos meios de pagamento e a revolução digital.

Além disso, para Marcelo Santana, gerente de ramos elementares da Porto Seguro, a relação do ser humano com os equipamentos portáteis usados para lazer, estudo ou trabalho aumentou significativamente nos últimos anos e estas ferramentas se tornaram uma extensão do dia a dia.

“Essas atividades exigem que os equipamentos estejam protegidos, especialmente com os altos índices de violência que assola a população, causando enorme sensação de insegurança em utilizar os equipamentos de forma tranquila e prazerosa. Investir na contratação de um seguro para estas ferramentas é uma questão de necessidade, pois garante que os aparelhos estejam protegidos e o segurado terá a perda financeira reparada caso algum imprevisto aconteça”, reforça.

Portanto, até mesmo o processo de contratação desse tipo de produto foi pensado para ser simples, fácil e rápido. No caso da Porto Seguro, o cliente, ao disponibilizar poucas informações, como marca, modelo, data e valor da compra do equipamento, já consegue ter acesso a um orçamento via site ou corretor. Tudo de acordo com a realidade de cada um.

Assine nossa newsletter e fique atualizado sobre as principais notícias da experiência do cliente

A segurança permeia todo o sistema

Para a BB Seguros, ter estrutura de segurança do cliente e sistema antifraude consolidados é prioridade, tanto que a empresa está aprimorando os processos de onboarding para uma estratégia de comercialização dos seus produtos em mar aberto. E com o seguro de bens pessoais não seria diferente.

O preço acessível e a simplicidade o fazem, hoje, um importante aculturador de seguros, já que para muitos clientes, trata-se do primeiro produto de seguro adquirido. Ou seja, além da função primordial para os dias de hoje, conforme as estatísticas de segurança pública demonstram, é também uma porta de entrada para novos clientes de seguros.

Isto fica evidente nos dados de vendas em 2022 revelados pelo Bruno Alves: o seguro de bens pessoais foi o primeiro seguro contratado por 40% dos clientes que o adquiriram em canais de autoatendimento.

Tal como as coberturas do seguro foram pensadas para o cenário digital, a sua aquisição e utilização também tiveram este enfoque. A contratação do seguro assim como o acionamento de assistências e sinistros pode ser feito através do mobile.

“Por tudo isso, temos um cenário otimista para o produto em 2023: entre os dias 09/01 a 15/01, fizemos uma campanha de divulgação do produto, resultando em um aumento de contratações diárias de 200% em relação à média dos últimos 90 dias”, diz.

“Acreditamos que, com o aumento do conhecimento público sobre as proteções que o seguro dispõe e o seu baixo custo, farão esse seguro ser cada vez mais popular”, finaliza o diretor de estratégia e tecnologia da BB Seguros.


+ Notícias

O que a dissonância cognitiva tem a ver com nossa experiência como consumidor

Mulheres nos negócios: o que falta para alcançarmos a equidade?

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]