Pesquisar
Close this search box.
/
/
Investimentos em retailtechs triplicam nos primeiros meses de 2021

Investimentos em retailtechs triplicam nos primeiros meses de 2021

Estudo da Distrito Dataminer mostra expectativa para que startups modernizem ainda mais o processo de vendas do e-commerce

O setor do varejo sofreu transformações intensas durante a pandemia. Com o avanço do e-commerce no Brasil, está cada vez mais comum o aporte em retailtechs — startups que atuam no desempenho online do varejo — por parte das grandes empresas, como forma de inovação tecnológica e sobrevivência dentro do mercado.

Em um cenário no qual as vendas em lojas físicas caíram por quase um ano, a presença da inovação tecnológica se fez muito necessária. O investimento nas retailtechs triplicou nos dois primeiros meses de 2021, em comparação com o ano anterior. É o que mostra a pesquisa Inside Retailtech Report, realizada pela Distrito Dataminer e enviada em primeira mão para a Consumidor Moderno.

Um crescimento alinhado ao e-commerce

Se o ano de 2020 teve um aumento de vendas 75% para o e-commerce, o investimento nas retailtechs acompanhou o crescimento. O estudo destaca que janeiro e fevereiro de 2021 acumularam um movimento total de 194,3 milhões de dólares. No ano passado, esse valor fechou em torno dos US$ 56,9 milhões. Além de apresentar crescimento exponencial, o número para o primeiro bimestre de 2021 é o maior nos últimos 10 anos.

Investimento no primeiro bimestre | Inside Retailtechs Report – Distrito Dataminer

A pesquisa destaca também que o alto desempenho do setor se deve à MadeiraMadeira. A empresa recebeu uma mega rodada de investimento no valor de US$ 190 milhões no começo de janeiro. Os outros dois aportes do ano foram para a Omni.Chat, feito pela Canary e pela Aimorés Investimentos, e para a Unbox, pela gestora Maya Capital.

“Somente nestes dois primeiros meses do ano, o volume de investimento já representa 26% do total investido no ano passado”, ressalta Tiago Ávila, líder do Distrito Dataminer.

A pesquisa mostra que a expectativa de aplicações em retailtechs é superar o recorde de investimentos feitos ao longo de 2020 (US$ 711,1 milhões).

“Se continuarmos neste ritmo, esperamos que o ano de 2021 supere 2020, tanto em volume de investimento quanto em número de aportes”, completa Ávila.

Uma inovação tecnológica em crescimento

Segundo o mapeamento da Distrito, o Brasil tem um total de 748 startups voltadas ao varejo. Dessas, mais de 70% atuam nas principais lojas do país. As funções focam no desenvolvimento de softwares de logística, operações e adaptação de plataforma para e-commerce. Há também o uso de recursos como o IoT (Internet das coisas) e a inteligência artificial para implementar o comércio.

Imagem: Inside Retailtech Report 3 | Distrito Dataminer

A tendência, de acordo com o estudo, é que novas oportunidades surjam no mercado. Isso gera a expectativa de que essas startups modernizem ainda mais o processo de vendas do e-commerce.

O relatório aponta também que o crescimento de retailtechs é exponencial. De 2015 para cá, a média anual de novas startups é de 65 empresas. É válido observar também que o aumento expressivo de retailtechs gerou mais trabalho. Ao todo, são 44 mil pessoas empregadas, a maioria centrada em pagamentos (14.064) e e-commerce (13.819).

Foco no B2B

O estudo destaca que quase 70% das retailtechs possuem modelos de negócios voltados para outras companhias, o que mostra que a tendência dessa inovação tecnológica é atender as grandes corporações do varejo. Quando somadas as companhias que atendem B2B , B2C e B2B2C, o valor aumenta para 85%.

Imagem: Inside Retailtech Report | Distrito Dataminer

No entanto, o foco das retailtechs ainda tem como principal atuação o serviço de empresa para empresa. Das 748 startups ativas no mercado, 523 tem como público alvo o B2B.

 


+ Notícias

Ranking 100 Open Startups: as RetailTechs mais atraentes do mercado

As 10 startups de Customer Service que mais se destacaram no mercado em 2020

Recomendadas

MAIS MATÉRIAS

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]

SUMÁRIO – Edição 282

As relações de consumo acompanham mudanças intensas e contínuas na sociedade e no mercado. Vivemos a era do pós-consumidor, mais exigente e consciente e, sobretudo, mais impaciente, mais insatisfeito e mais intolerante com serviços ruins, falta de conveniência, serviços deficientes e quebras de confiança. Mais do que nunca, ele é o centro de tudo, das decisões, estratégias e inovações. O consumidor é digital sem deixar de ser humano, inovador sem abrir mão do que confia, que critica sem consumir, reclama sem ser cliente, questiona sem conhecer. Tudo porque esse consumidor quer exercer um controle maior sobre suas escolhas e decisões. Falamos de um consumidor que quer respeito absoluto pela sua identidade – ativista, consciente, independentemente de gênero, credo, idade, renda. Um consumidor com o poder de disseminar ideias, que rapidamente se organiza em redes orquestradas capazes de mobilizar corações, mentes e manifestações a favor ou contra ideias, campanhas, marcas, empresas. Ele cria tendências e as descarta na velocidade de um clique. Acompanhar cada passo dessa evolução do consumidor é um compromisso da Consumidor Moderno, agora cada vez mais uma plataforma de distribuição de insights e conteúdo multiformato, com o melhor, mais completo, sólido e original conhecimento sobre comportamento do consumidor e inteligência relacional, ajudando executivos de empresas que tenham a missão de fazer a gestão eficaz de comunidades de clientes a tomar melhores decisões estratégicas. A agenda ESG, por exemplo, que finalmente ganha relevo na agenda corporativa, ocupa nossa linha editorial há muito tempo, porque já a entendíamos como exigência do consumidor no limiar da era digital. Consumidor Moderno também procura mostrar o que há de mais avançado em tecnologias, plataformas, aplicações, processos e metodologias para operacionalizar a gestão de clientes de modo eficaz, conectando executivos e lideranças em um ecossistema virtuoso de geração de negócios e oportunidades.

Concepção da capa:
Camila Nascimento


Publisher
Roberto Meir

Diretor-executivo de Conhecimento
Jacques Meir
[email protected]

Diretora-executiva
Lucimara Fiorin
[email protected]

COMERCIAL E PUBLICIDADE
Gerentes-comerciais
Andréia Gonçalves
[email protected]

Daniela Calvo
[email protected]

Érica Issa
[email protected]

NÚCLEO DE CONTEÚDO
Head
Melissa Lulio
[email protected]

Editora-assistente
Larissa Sant’Ana
[email protected]

Repórteres
Bianca Alvarenga
Cecília Delgado
Jade Lourenção
Jéssica Chalegra
Júlia Fregonese
Lara Madeira
Marcelo Brandão

Head de Arte
Camila Nascimento
[email protected]

Designer
Melissa D’Amelio

Revisão
Elani Cardoso

MARKETING
Coordenadora
Mariana Santinelli

TECNOLOGIA
Gerente

Ricardo Domingues

CX BRAIN
Data Analyst
Camila Cirilo
[email protected]


CONSUMIDOR MODERNO
é uma publicação da Padrão Editorial Eireli.
www.gpadrao.com.br
Rua Ceará, 62 – Higienópolis
Brasil – São Paulo – SP – 01234-010
Telefone: +55 (11) 3125-2244
A editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou nas matérias
assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com
autorização da Editora ou com citação da
fonte. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a
reprodução no todo ou em parte dos textos
publicados nesta revista, salvo expresso
consentimento dos seus editores.
Padrão Editorial Eireli.
Consumidor Moderno ISSN 1413-1226

NA INTERNET
Acesse diariamente o portal
www.consumidormoderno.com.br
e tenha acesso a um conteúdo multiformato
sempre original, instigante e provocador
sobre todos os assuntos relativos ao
comportamento do consumidor e à inteligência
relacional, incluindo tendências, experiência,
jornada do cliente, tecnologias, defesa do
consumidor, nova consciência, gestão e inovação.

PUBLICIDADE
Anuncie na Consumidor Moderno e tenha
o melhor retorno de leitores qualificados e
informados do Brasil.

PARA INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS:
[email protected]